Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011

FILHAS DE JERUSALÉM, NÃO CHOREIS POR MIM, MAS CHORAI POR VÓS

Lucas 23:26-32                                                Lucas 23:27-28

 

 

Jesus, o Salvador do mundo, seguia o Seu caminho até ao monte do Calvário(Gólgota), onde seria executado na cruz, morrendo, assim, pelos pecados da humanidade.

 

No Seu nascimento, os anjos de Deus tinham anunciado Novas de grande alegria (Lucas 2:10-11), mas, ao longo de trinta e três anos, a alegria tinha-se tornado em tristeza, que dava lugar a choro, lágrimas, conforme a profecia do velho Simeão, no templo, aquando da apresentação de Jesus (Lucas 2:29-35). O povo, a quem Ele foi enviado, rejeitou-O e condenou-O à morte de cruz.

 

É sempre uma cena triste quando um criminoso é levado para ser executado. No caso de Jesus, muitos ficaram consternados porque o Mestre os havia curado, a si próprios ou a familiares, os havia abençoado, com palavras de graça e de paz, tinha-lhes dado um novo rumo à vida. Não podiam deixar de lamentar tão nefando acto. Porém, a simpatia para com Jesus não chega. É preciso crer n'Ele de todo o coração e esperar n'Ele para a vida eterna. Perante o morte de Jesus no Calvário, temos de tomar uma posição - aceitar essa Obra vicária como suficiente para a nossa salvação, ou rejeitá-la e ficarmos perdidos para sempre.

 

O que é que vais fazer do sacrifício de Jesus? Ele morreu por ti e por mim. Vamos aceitá-lO e crer n'Ele ou desprezar a Sua Obra?

 

"Não choreis por Mim, pois, voluntariamente,  estou dando a Minha vida, mas chorai por vós, por vossos filhos, se não credes que Eu Sou o Salvador! Vinde a Mim todos os que estais chorando e  Eu vos consolarei e vos garantirei descanso para as vossas almas. Caso não creiais e não vinhais a Mim, então, chorai, chorai porque haveis perdido a vossa grande  oportunidade".

publicado por archote às 07:16

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011

PECÁMOS, SENHOR, CASTIGA-NOS COMO TE PARECER BEM

Juízes 10:6-16                                               Juízes 10:15

 

 

O tempo dos Juízes foi um tempo "sem rei, nem roque". Naquela altura, cada um fazia o que achava bem aos seus olhos (Juízes 21:25). Escusado será dizer que o pecado proliferava nos corações, especialmente a idolatria. Eles tinham deixado ao Senhor para servirem a Astarote, a Baal, Moloque e a tantos outros ídolos, que tinham boca, mas não falavam, pernas, mas não andavam, mãos, mas não ajudavam ninguém. Eram imagens de escultura, como aquelas que ainda hoje tantos adoram, com os nomes mais variados.

 

A ira do Senhor se acendeu contra Israel e permitiu que os filhos de Amom os oprimissem e vexassem (Juízes 10:7-8).

 

Nesta situação de desgraça, os israelitas lembraram-se de Deus e, muito angustiados, foram aos pés do Senhor Jeová e confessaram os seus pecados - "Contra Ti havemos pecado, porque Te deixámos e servimos aos baalins... ". O reconhecimento dos nossos pecados, sua confissão e abandono cria em nós um novo relacionamento com Deus.

 

Deus é amor e não deixa que os Seus estejam em sofrimento, pelo que vem em seu socorro. Já o tinha feito tantas vezes - quando eles foram após os deuses do Egipto, dos Sidónios, de Moabe, dos Filisteus, etc.. Também agora foi em seu socorro, deu-lhes a Sua mão de ajuda e protecção. Deus age sempre assim. Se reconhecermos o nosso pecado, se o confessarmos e o abandonarmos, Ele perdoa, esquece e abençoa. Não há outro Deus como Jeová! Ele sofre com os nossos pecados, mas, quando os confessamos e abandonamos, Ele perdoa! O Seu amor é insondável. Está sempre pronto a esquecer.

 

Reparai que, assim como o pecado oculto e inconfesso retira de nós a alegria, o pecado confessado traz alívio, paz à alma e ao coração. É que "bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada e cujo pecado é coberto" (Salmo 32:1).

 

Amigo, qual é o pecado que precisas de confessar a Deus, neste momento, para seres restaurado? A mentira, o roubo, o adultério, e devassidão, a bebedice, a glutonaria, a falta de amor a Deus e ao teu próximo? Apressa-te a confessar e a deixar os teus pecados, para poderes auferir as maravilhosas bênçãos de Deus.

publicado por archote às 07:16

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011

DEUS FEZ TORNAR SOBRE ABIMELEQUE O MAL QUE ESTE TINHA FEITO A SEU PAI

Juízes 9:50-57                         Juízes 9:56

 

 

"Ninguém faça o mal, julgando vir a receber o bem", porque "aquilo que tiver semeado, isso virá a ceifar".

 

Abimeleque era um homem de mau carácter, vingativo e assassino, até dos próprios irmãos (Juízes 9:5), tomando os bens dos seus familiares. Pelo descrito no nosso texto, queria continuar a sua obra malvada sobre os habitantes de Tebes, não o conseguindo porque toda a população se refugiou numa torre forte.

 

Ainda tentou a sua sanha sanguinária, pondo fogo à porta da torre, mas, desta vez, "saiu-lhe o tiro pela culatra", pois uma mulher sábia pegou num pedaço de uma mó e lançou-a sobre a cabeça de Abimeleque, quebrando-lhe o crânio" (Juízes 9:53). Assim, fez Deus tornar sobre Abimeleque o mal que tinha feito a seu pai, matando os seus setenta irmãos.

 

Cuidado! Deus nunca terá por inocente aquele que quebrar os Seus mandamentos, antes, no tempo próprio, fará com que cada um preste contas ao Justo Juiz. Pagamos nesta vida e no futuro teremos a condenação eterna.

 

Resisti firmes ao diabo, que quer fazer-vos sentir que o mal não terá a sua paga. Ele é o pai da mentira e quer enganar-vos com suas patranhas e enganos. "Cá se fazem, cá se pagam", mas isso não implica que, no tempo de Deus, não venha o Seu julgamento.

 

Estejamos atentos aos ensinos da Palavra de Deus, que jamais mudarão, antes, se cumprirão sem que fique para trás uma só sentença.

 

publicado por archote às 07:18

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 18 de Dezembro de 2011

O QUE ENCOBRE AS SUAS TRANSGRESSÕES NUNCA PROSPERARÁ, MAS O QUE AS CONFESSA E DEIXA ALCANÇARÁ MISERICÓRDIA

Provérbios 28:13

 

 

Antes de mais, este provérbio de Salomão é um apelo ingente para que rapidamente admitamos os nossos pecados e transgressões, pois, com eles, não só não prosperaremos, como também ficaremos de fora das misericórdias de Deus, que devem ser a razão do nosso viver. Contudo, o que acontece é que sempre estamos prontos a esconder as nossas transgressões, esquecidos que o pecado oculto e não confessado tem sempre tremendas consequências.

 

A típica inclinação do homem é não admitir a sua culpa, nem confessar os seus pecados, esquecendo as consequências.  Sempre prontos a acusar os outros, a denunciar os pecados de terceiros, mas nunca em relação a nós. Por vezes, estamos mesmo prontos a acusar Deus desta e daquela catástrofe, do nascimento de uma criança deficiente, de uma doença que nos chegou e que nós achávamos que não merecíamos. Que pena ser assim, em vez de admitirmos que todo o mal que acontece no mundo é consequência dos nossos abusos, desobediência e pecados.

 

Deus é santo e bom e só quer o nosso bem.  O mal só nos acontece porque nos rebelámos contra Deus e fizemos o que aos Seus olhos parece mal.

 

Se continuarmos a esconder os nossos pecados e transgressões não iremos a lado nenhum, nesta vida e muito menos na vida do além. Ficaremos  aquém das  misericórdias de Deus. Sabei que, se continuarmos nas nossas desobediências e pecados, "os nossos pecados nos acharão e condenarão (Números 32:23).

 

Mas, nem tudo está perdido, porque se nos confessarmos e deixarmos os nossos pecados, alcançaremos as misericórdias do Senhor e experimentaremos a ajuda e a bênção dos céus.

publicado por archote às 07:16

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 17 de Dezembro de 2011

ÉS TU DOS NOSSOS OU DOS NOSSOS INIMIGOS?

Josué 5:13-15                                              Josué 5:13b

 

 

Estando Josué olhando as fortíssimas muralhas de Jericó, possivelmente pensando na forma como entraria na cidade, "eis que se pôs diante dele um homem, que tinha na mão uma espada nua",  a quem ele perguntou "és tu dos nossos ou dos nossos inimigos"?

 

Esta pergunta revela perplexidade pela maneira como o homem se lhe apresentou e também um certo medo, pois a tarefa que tinha pela frente era bem difícil - conquistar Jericó.

 

Mas, para Deus não há impossíveis. Não haviam eles atravessado, a pé enxuto, o Mar Vermelho? Não tinham sobrevivido a 40 anos de lutas e problemas? Não tinham sido sustentados com o maná do céu durante a grande travessia? Não tinha a Rocha, que os acompanhou, apaziguado a sua sede e a dos seus rebanhos? ( I Coríntios  18:3-4). Não tinham as águas do Jordão cessado de correr para que eles passassem para a terra da promessa? Como não entrariam agora na vetusta e forte cidade de Jericó? No Senhor faremos proezas e saltaremos muros. Com o Senhor entraremos em Jericó.

 

Mais um problema (?). Um estranho, com uma espada desembainhada, pronta para a luta. "És tu dos nossos ou dos nossos inimigos?..." Não temas, eu venho como príncipe dos exércitos do Senhor. Deus sempre envia os Seus protectores para ajudarem os que são Seus.

 

Para que a ajuda do Senhor se manifeste, precisamos de alguma preparação espiritual. Deus não opera onde o pecado está. Deus só manifesta o Seu poder quando há abandono do pecado, arrependimento, dependência d'Ele. "DESCALÇA OS TEUS SAPATOS, PORQUE O LUGAR ONDE ESTÁS É SANTO". E Josué assim fez.

 

As muralhas de Jericó caíram sem a intervenção da força humana. Depois da santificação do povo, Deus agiu com poder e a muralhas caíram.

 

Quem seria aquele homem que apareceu a Josué? Sem dúvida é uma das muitas manifestações de Cristo no Velho Testamento. Foi assim com Abraão, Moisés, Gedião, Elias, o 4º homem na fornalha de fogo ardente (Daniel 3:24-25)  e tantos outros santos do Novo Testamento.

 

Reparemos que era homem mas aceitou o Culto devido a Deus (versos 13 e 15).

 

Jesus o nosso Salvador é também o capitão da nossa salvação e está sempre connosco até à consumação dos séculos.

publicado por archote às 07:16

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011

HOJE, PONHO DIANTE DE VÓS OS CAMINHOS DA BÊNÇÃO E DA MALDIÇÃO

Deuteronómio 11:26-32                                Deuteronómio 11:26

 

 

Eis que ponho diante de vós dois caminhos. Dois caminhos que se abrem na vossa frente - um caminho de bênção e outro de maldição. Um caminho estreito, difícil, mas com um fim glorioso, de grande bênção e satisfação.  Este é o caminho da obediência ao Senhor, através do qual Ele nunca vos deixará, mas o Seu anjo se acampará ao vosso redor, para vos acompanhar e nunca deixar resvalar o vosso pé. Nesse caminho tereis o  pão de cada dia, a protecção dos  inimigos, a paz de Jesus e um jugo suave e leve.

 

Também tendes diante de vós o caminho largo, cheio de facilidades, lindas promessas, mas o seu fim é trágico, pois termina no lago de fogo e enxofre. Há muitas atracções neste caminho, mas todas elas são uma ilusão, um fogo fátuo, que depressa passa.

 

Quer queirais quer não, tendes que escolher um caminho. Se crerdes em Jesus, que é o caminho para a vida,  passastes do caminho largo para o caminho estreito, que é o caminho da obediência e que conduz à vida. Se não fizerdes esta escolha,  continuais no caminho da morte eterna (João 3:36).

 

Moisés pôs estes dois caminhos diante do povo de Israel durante a travessia do deserto para a terra da promessa. O povo rejeitou o caminho da obediência, tendo escolhido a sua própria trilha. Porque o fez erradamente, também vagueou errante no deserto durante 40 anos de terrível desgaste.

 

Vinde a Jesus, que é manso e humilde de coração, tomai sobre vós o Seu jugo, aprendei d'Ele e achareis descanso para as vossas almas. Ele é o caminho, a verdade e a vida. Andai n'Ele e tereis a paz e o gozo eternos.

publicado por archote às 07:18

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

QUANDO A NOITE DESCIA, O MANÁ CAÍA SOBRE O ARRAIAL

Números 11:4-10                                     Números 11:9

 

 

O livro de Números é como que um diário da viagem do povo de Deus, do Egipto para Canaã. Fala das duras jornadas, das paragens reconfortadoras, dos anseios e clamores do povo, das maravilhosas respostas de Deus, das vestes que não envelheceram, dos sapatos que não se estragaram e dos pés que não incharam, durante as tão grandes jornadas.

 

Fala-nos do que eles fizeram e não deviam ter feito, por isso foram castigados. Fala-nos também do alimento que Deus mandou para junto deles - as  codornizes, em grandes bandos, e o Maná, que todos  os dias caía, pela calada da noite, de maneira que ninguém tivesse fome, mas sempre o suficiente para viver. Sim, o suficiente, porque quando, ambiciosamente, colhiam demais, no outro dia estava estragado e tinham de o deitar fora. Mas, quando, por uma razão justa, era insuficiente, chegava sempre para todos, nunca faltava. Este milagre acompanhou-os até à terra da promessa, menos ao sábado, em que não caía. Na sexta feira deveriam colher a provisão necessária para o dia santificado ao Senhor.

 

O MANÁ que caía do céu, e que acompanhou aquele povo ao longo de 38 longos anos, suprindo todas as suas necessidades, é o protótipo (símbolo) de Jesus, o verdadeiro Pão do Céu, que veio para satisfazer todas as nossas carências, durante a nossa peregrinação aqui na terra. Quem entrega a sua vida a Jesus, o Bom Pastor, terá sempre abundância de tudo o que precisa. Nunca nada nos faltará!

 

Ao povo do Senhor, durante 40 anos de peregrinação no deserto, nunca faltou nada, porque a Rocha da vida o acompanhou. A nós, os salvos, Seu povo de hoje, nada faltará, porque Jesus está connosco até à consumação dos séculos.

 

Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n'Ele e Ele tudo fará.


Fui moço e agora sou velho,

nunca vi desamparado o justo, nem a sua descendência morrer de fome.


publicado por archote às 07:04

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

O HOMEM QUE É REPREENDIDO MUITAS VEZES FICA ENDURECIDO, SERÁ DESTRUÍDO SEM REMÉDIO

Provérbios 29:1

 

 

"Tantas vezes o cântaro vai à fonte até que lá fica a asa". Assim é também com o homem de dura cerviz - "Muitas vezes repreendido, mas, mesmo assim, endurece o seu coração; de repente será destruído sem que haja remédio". Acabaram-se as oportunidades, perdeu o comboio para sempre.

 

Quantas pessoas eu já vi a quem aconteceu a verdade deste provérbio. Tiveram tantas oportunidades, tantos convites, tantas chamadas, mas foram protelando o tempo de aceitar Cristo como Salvador. Quando quiseram, era tarde, não havia remédio.

 

Isto não acontece só no campo espiritual, mas também na vivência de cada dia. Destrói-se uma família, arruína-se um negócio, deixamos de apanhar uma oportunidade, porque não demos ouvidos aos conselhos de amigos, familiares e até à voz da nossa consciência.

 

Aplique este provérbio bíblico à sua vida do dia a dia e especialmente ao tempo da visitação de Deus, pois amanhã já pode ser tarde. Já pensou onde vais passar a eternidade? Com Deus, salvo e feliz, ou sem Deus, perdido e infeliz?

 

Se hoje ouvirdes a voz de Deus a chamar-vos, não endureçais o vosso coração, como os israelitas no deserto, que acabaram por morrer longe da terra da promessa, porque não deram ouvidos à voz de Deus. "Olhai, não rejeiteis ao que vos fala, porque se não escaparam aqueles que rejeitaram O que na terra os advertiu, muito menos nós escaparemos, se nos desviarmos Daquele que é do céu" (Hebreus 12:25).

 

Olhai os sinais dos tempos e deixei os vossos pecados enquanto é tempo aceitável para a salvação.

publicado por archote às 07:08

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011

AARÃO FARÁ CHEGAR O BODE, SOBRE O QUAL CAIR A SORTE PELO SENHOR, E O OFERECERÁ PARA EXPIAÇÃO DO PECADO

Levítico 16:1-10                                                Levítico 16:9 

 

O livro de Levítico é o livro das muitas tarefas, regras, regulamentos especiais que Deus deu ao Seu povo, para cumprir. Quando o lemos, logo sentimos que somos incapazes de  fazer tudo o que ali está escrito, para sermos santos. Isto é verdade. Mas Deus já mandou Alguém muito especial para nos ajudar e fazer por nós. Agora basta que creiamos na Obra feita por Jesus, e seremos justificados pela fé (Gálatas 3:24).

 

O texto em foco fala-nos do "grande dia da expiação". Eram apresentados dois bodes. Um era escolhido pelo Senhor e, esse, seria sacrificado e oferecido por expiação dos pecados do povo. Tipificava a morte de Cristo pelos pecados do povo. O outro era o "bode emissário" (16:21-22) que, depois de Arão pôr as suas mãos sobre ele e confessar os pecados do povo, seria enviado para o deserto, significando que os nossos pecados serão levados para longe e Deus se não lembrará mais deles.

 

Tudo isto  está carregado de um simbolismo tremendo e simultaneamente maravilhoso, pois Cristo, em Sua morte, lavou e remiu totalmente os nossos pecados, de uma vez por todas e para sempre.

 

Não é este o lugar para entrar em divagações teológicas, mas diremos que a morte de Cristo no Calvário é a base para que Deus possa oferecer a "graça da salvação" a todos quantos, das Suas mãos, a quiserem receber pela fé. Jesus expiou os nossos pecados e glorificou a Deus plenamente.

 

Porque nos deste Jesus para morrer pelos nossos pecados, "sê exaltado, ó Deus, sobre os céus e seja a Tua glória sobre toda a terra" (Salmo 57:11).

publicado por archote às 07:17

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011

DEIXA IR MEU POVO PARA ME CELEBRAR...

Êxodo 5:1-5                            Êxodo 5:1

 

 

Moisés foi ter com o Faraó do Egipto e pediu-lhe que  liberasse a Israel, a fim de que fosse celebrar uma festa ao Senhor Jeová. Faraó não só recusou deixar ir o povo, como ironizou ridiculamente sobre o Senhor (Êxodo 5:2), como também endureceu as cargas dos hebreus. "Não conheço esse Senhor, nem tão pouco deixarei ir o povo, antes, palha se lhe não dará  e terão de apresentar a mesma quantidade de tijolos".

 

Faraó brincava com Deus e "com Deus não se brinca, sendo horrível coisa cair nas mãos do Deus vivo" (Hebreus 10:31). Breve haveria de ser o próprio Faraó a pedir, com insistência, a Moisés e ao povo, que fossem embora, antes que todos os egípcios fossem exterminados (Êxodo 11:21-29).

 

Quando Deus dá uma ordem é para ser obedecida, pois a desobediência a Deus sempre (cedo ou tarde) será tremendamente castigada. Analisemos a nossa vida e vejamos como estamos a tratar as ordens de Deus!

 

Por vezes, Deus permite que as coisas não sejam bem como nós queremos, mas aprendamos, como os hebreus então, que "todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus e que são chamados por Seu decreto" (Romanos 8:28). A nossa fé precisa de ser aprimorada para resistir firme às astutas ciladas de Satanás. Os israelitas tiveram de trabalhar um pouco mais, durante algum tempo, para que a glória do Senhor se manifestasse e eles triunfantemente entrassem na terra da promessa, a terra da abundância.

 

Nestes textos de Êxodo 5 - 12, o "Eu Sou", o Deus Jeová, prometeu libertar, acompanhar e fazer entrar o Seu povo na terra do leite e do mel. Prometeu e cumpriu.

 

Com Deus é sempre assim. As Suas promessas são factos já cumpridos, porque para Ele não há passado, nem futuro. Ele é o DEUS DO HOJE ETERNO.

 

publicado por archote às 07:17

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds