Domingo, 19 de Fevereiro de 2012

HERDEIROS DE DEUS E... CO-HERDEIROS DE CRISTO

Romanos 8:13-17                                              Romanos 8:17

 

Toda a gente gosta da ideia de ser herdeiro de alguém, especialmente se esse alguém tem muito para deixar em testamento.

 

A Bíblia diz-nos, no nosso texto, que nós já não somos servos, mas filhos de Deus, logo, se somos filhos, também somos herdeiros de Deus, por Cristo (Gálatas 4:7). Como Cristo é o Filho Unigénito de Deus e nós somos filhos adoptivos, por Cristo, tornamo-nos herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo Jesus. 

 

Deus deu-nos a conhecer o mistério da Sua vontade... de tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispersão da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus, como as que estão na terra; Nele fomos feitos herança (Efésios 1:9-11); fomos selados com o Espírito Santo da promessa, o qual é o penhor da nossa herança (Efésios 1:13-14).

 

Os versículos acima citados são a autenticação ou a certificação de que nós somos mesmo herdeiros de Deus, de quem são os céus, a terra, o mar e tudo o que neles há. Ao contrário das heranças terrenas, efémeras e passageiras, a nossa herança é certificada e é eterna. Ninguém no-la poderá tirar. É uma herança incorruptível, incontaminável, que não pode murchar e que está guardada nos céus para cada um de nós, pela virtude do Espírito Santo (I Pedro 1:4-8).

 

Alegrai-vos, cantai e salmodiar ao Senhor, que nos fez filhos do Seu amor, herdeiros de Deus e co-herdeiros de nosso Senhor Jesus Cristo.

publicado por archote às 07:09

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 18 de Fevereiro de 2012

INVOCA-ME NO DIA DA ANGÚSTIA E EU TE LIVRAREI

Salmo 50                                          Salmo 50:15

 

Joaquim era aquele homem simples na vida e que se podia considerar um crente fiel. Dava, com regularidade, as suas ofertas, assistia dominicalmente aos trabalhos da Igreja, gostava de cantar no pequeno grupo coral e até tinha uma paixão muito especial - visitar os doentes hospitalizados e orar por eles e com eles.

 

Era o que se podia chamar um exemplo entre os fiéis e o membro da igreja que qualquer pastor gostaria de ter no seu rebanho.

 

Um dia as coisas começaram a andar para trás. Ele não sabia porquê e interrogava-se em oração. O que é que está mal na minha vida? Onde é que eu caí? Porque é que Deus me desamparou e não ouve as minhas orações? Porque é que perdi o gosto de visitar os doentes e de orar por eles? Porque é que até o relacionamento com a esposa e filhos já não é tão doce como antes?

 

O irmão Joaquim, perplexo, começou a beber. Primeiro, só um pouco, mas, depois, perdeu o controlo e acabou por ser despedido do emprego, separou-se  da mulher e dos filhos e arranjou algumas companhias que não eram as melhores...

 

Um dia, na arrecadação, que agora era o seu quarto, e depois de passarem os vapores do álcool, ele olhou e viu a sua velha e bem usada Bíblia e lembrou-se do conforto que sentia quando lia aquelas páginas sagradas. Tinha saudades. Estendeu o braço e pegou no Livro. Não tinha vontade de ler e atirou a "amiga", ajudadora em muitos problemas, para os pés do colchão que lhe servia de cama. Levantou-se foi à rua tomar um pouco de ar, refrescar as ideias. Acabou por vencer a tentação de ir ao café beber mais uns bagaços e voltou para o abrigo. Lá estava a Bíblia, aberta sobre a cama. Pegou-lhe. Era o Salmo 50 e ele, contra a sua vontade, mas obediente à vontade do Espírito Santo, começou a ler e parou sobre o versículo 15, que ele algum dia tinha sublinhado a vermelho. Leu, releu, tornou a ler, derramando o seu coração na presença do Senhor. Foi bom, muito bom, mas ainda não estava bem.

 

Deitou-se de barriga para o ar, com a velha Bíblia aberta sobre o peito, e começou a pensar e a analisar os últimos três meses em que a roda tinha andado para trás. Quando começou, disse: - Ah, já sei! Foi naquele dia em que perdi a calma com o colega de turno e nos envolvemos naquela cena de pancadaria, de palavras coléricas, torpes e insultuosas. Tivera que mentir à esposa por causa daquelas escoriações e nódoas negras na cara e no corpo. Mentira novamente quando, sem emprego, começou a gastar as economias para não dizer que fora despedido. Mentiu também quando chegou toldado a casa e dissera que fora numa festa de aniversário de um colega. Foram mentiras sobre mentiras e, por isso, abandonou o leito conjugal, deixou de ir à igreja, deixou de se sentir bem no ministério de visitação...

 

ERA O PECADO OCULTO!...

 

Agora, o Senhor estava ali a dizer-lhe, na solidão daquele anexo armazém: - "Invoca-me no dia da angústia e Eu te livrarei, e tu me glorificarás".

 

Saltou do colchão,  ajoelhou-se e, durante horas, confessou ao Senhor os seus pecados, chorou, riu, louvou a Deus e, depois de sentir a Obra do Espírito Santo no seu corpo e certo da Sua ajuda, deixou o anexo e foi confessar o seu pecado à esposa, pediu-lhe perdão e, juntos, aos pés do Senhor, prepararam-se para enfrentar o futuro, com  Deus à sua direita.

 

O Joaquim logo começou a trabalhar no anexo do reencontro e em breve foi chamado para assumir o seu cergo de chefe de turno na sua fábrica.

 

Tudo voltou ao normal e acabou muito bem, porque o Joaquim confessou os seus pecados ocultos, abandonou-os e diariamente buscava a ajuda de Deus.

 

Invoca ao Senhor no dia da tua angústia, não Lhe escondas os teus pecados, mas confessa-os, arrepende-te e abandona-os. O Senhor te ouvirá e te livrará e tu O glorificarás.

publicado por archote às 07:11

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012

ALELUIA!... SALVAÇÃO, GLÓRIA E PODER PERTENCEM AO SENHOR

Apocalipse 19:1-5                                    Apocalipse 19:1b

 

"Aleluia" é uma palavra de louvor, sem tradução, e que jamais deveria ser pronunciada de ânimo leve, e muito menos para chamar a atenção de uma assembleia para qualquer pessoa ou coisa. Penso que temos vulgarizado demasiado a palavra, gritando-a fora de um contexto adequado, de tal maneira que o diabo tem usado isso para nos ridicularizar, a nós e à palavra, que é riquíssima de significado.

 

Aquele que tanto sofreu vai, finalmente, receber Sua esposa, a quem foi dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente, que são as justiças dos santos (19:8).

 

Agora, sim, é tempo de cantar aleluias ao Senhor; é tempo de nos regozijarmos e alegrarmos e de Lhe dar glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a Sua esposa se aprontou  (19:7).

 

Agora é tempo de adoração sincera, de cantar "aleluias" e glórias a Deus, porque o sangue remidor do Cordeiro já lavou e purificou para Si aquela que O há de honrar para sempre. É tempo de dizer "aleluia", pois já o Todo Poderoso reina; aleluia, salvação, honra, glória e poder pertencem ao Senhor. Diante do trono de Deus e do Cordeiro proclamamos - Aleluia, aleluia, graças a Deus.

 

Não sejamos vulgares pregoeiros de "aleluias", mas, antes, sejamos daqueles que usam a palavra, exclusivamente, para o louvor puro e eterno do grande Deus, que nos salvou e que breve estabelecerá o Seu Reino de glória. Adoremos com "aleluias" pelo triunfo de Jesus sobre os nossos pecados e também pelo Seu triunfo no céu e na terra para todo o sempre.

publicado por archote às 07:08

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2012

FÉ NÃO FINGIDA

I Timóteo 1:3-7                                      I Timóteo 1:5b

 

Temos, neste texto, uma exortação de Paulo a Timóteo no sentido de manter a Igreja (talvez a de Éfeso - 1:3) no amor de um coração puro, de uma consciência limpa e de uma fé não fingida.

 

Infelizmente, não é difícil encontrar nas nossas comunidades muita aparência de fé, mas que nada tem a ver com a fé verdadeira e sincera, que se traduz em boas obras e glória para Jesus. Não é raro encontrar pessoas com grandes rasgos milagreiros, palavreado bonito, acompanhado de pseudo-"doutorice", dizendo muitas coisas com largos gestos e imposição de mãos, mas que, no fim, não dá em nada ou, como disse Paulo, "não entendendo o que dizem, nem o que afirmam", caindo no ridículo e no descrédito.

 

Claro que nós acreditamos na fé que remove montanhas, que apazigua tempestades e que cura doenças, mesmo aquelas que são tidas como incuráveis. O que não aceitamos é o espectáculo que visa  a vanglória e a fama dos "actores". O fim do mandamento é o amor de um coração puro, de uma boa consciência e de uma fé não fingida que, para o ser, não precisa de ser espectáculo. Jesus dizia a muitos dos Seus curados : - não o digas a ninguém!

 

Fé não fingida, que não busca aparências, mas resultados. Fé que aceita como já concretizados os factos que pedimos a Deus, para Sua glória e nossa bênção. Fé que "é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas  que se não vêem". Fé que não é apenas acreditar, pois também os demónios acreditam, mas, antes, dar bons frutos para glória do Criador.

 

Qual a natureza da tua fé? Até onde chega a tua fé? Para que serve a tua fé? Como demonstras a tua fé, pelas palavras ou pelas obras de misericórdia?

 

A fé não fingida, que habitou em Loide (avó de Timóteo), em Eunice e habitava também em Timóteo, é uma fé que se vê pelos frutos de gozo, paz, longanimidade, bondade, mansidão e verdadeiro amor.

 

São estas as virtudes que caracterizam a tua fé?

publicado por archote às 07:16

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

O SENHOR ME ENVIOU PARA QUE RECUPERES A VISTA

Actos 9:15-18                                                  Actos 9:17

 

Li, uma vez mais, este texto sobre a conversão de Saulo de Tarso, que, no primeiro encontro com Jesus, foi envolvido e cercado por uma tão resplandecente luz do céu (9:3) que ficou cego (9:8). Depois de ter entrado em Damasco e de se ter hospedado em casa de um certo Judas, na rua Direita, esteve três dias cego, sem comer, nem beber.

 

Entretanto, Deus tinha planos para a vida de Saulo, pelo que enviou, ao lugar onde ele estava hospedado, um certo discípulo, chamado Ananias, para que lhe impusesse as mãos e ele recuperasse a vista.

 

Quando lia este texto, senti um enorme impulso para escrever sobre ele, pois estava cheio de intuição de que este devocional iria ser lido por alguém em grande aflição, como se estivesse cego, sem saber que fazer, nem como sair de uma situação de caos em que caíra. Se esse alguém és tu, meu amigo (a), que me lês, eis que agora mesmo te digo que Jesus te enviou esta palavra para que vejas o caminho por onde hás de andar. O Jesus que te apareceu no caminho, de quem ouviste maravilhas, está junto de ti para te ajudar, abrir-te os olhos  para que vejas o caminho, abrir-te os ouvidos para que ouças as palavras de consolação. Ele é o Bom Pastor, nada te faltará. Abre os teus olhos e vê. Abre os teus ouvidos e ouve. Abre a tua boca e clama por perdão, salvação e luz, e tu nunca mais serás a mesma pessoa.

 

Jesus mandou-me até ti para que vejas e saias do atoleiro para o caminho que conduz à vida de bênção e paz. Ele nunca falha. Quero dizer-te que faz hoje 62 anos que O encontrei e Ele me abriu os olhos. Nunca me faltou, não obstante eu não ter sido o filho obediente e bom que Ele quer. Ele me deu pão, água, paz ao coração. Carregou comigo, quando, cansado, me desviei do caminho e caí. Ele sempre estava lá.

 

Por isso, depois de 62 anos, eu digo: - Obrigado, Senhor, por Teu insondável e doce amor.

publicado por archote às 07:07

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

QUANDO JESUS FICOU SÓ... OS SEUS INTERROGARAM-NO

Marcos 4:1-10                                         Marcos 4:10

 

Já alguma vez ficaste a sós com Deus? Qual foi a sensação que tiveste? De arrepio e medo diante da santidade de Deus? De indignidade por causa dos teus muitos e terríveis pecados? De alegria e maravilhosa felicidade? Ficaste mudo escutando-o ou fizeste-Lhe perguntas? Se fizeste perguntas, qual foi a primeira pergunta que Lhe propuseste?

 

Lembro-me que, depois de João Baptista ter apresentado Jesus, aos seus discípulos, como o Cordeiro de Deus, dois deles (talvez Filipe e João) seguiram a Jesus e a primeira pergunta que fizeram ao Senhor, foi: "Mestre, onde moras?" Parece-me que, no meu orgulho, eu teria feito outras perguntas a Jesus. Parece-me que eles foram demasiadamente "lhanos" e pouco selectivos na pergunta que fizeram. Contudo, também me perece que foram muito mais inteligentes e sábios do que seria eu com minhas questões especulativas. Eles quiseram conhecer melhor Jesus na Sua intimidade, no Seu carácter, no Seu poder e divindade.

 

 Nem tudo o que o que reluz é oiro. Como Filipe e João foram sábios em perguntar onde morava Jesus e em segui-lO para aprenderem a Seus pés! A sós com Jesus, que bênção tão maravilhosa, que escola tão gratificante! Que paz sem igual!

 

Quando nós conseguimos ficar a sós com Deus, quer seja na aflição, na dor, na tentação, na perseguição, na fome ou na doença, nós temos a quem recorrer com sucesso. Os discípulos ficaram muitas vezes a sós com Jesus, mas nem sempre compreenderam Seus ensinos e só muito depois da Sua morte e ressurreição é que eles entenderam, depois de terem recebido o Espírito Santo (João 14:26).

 

O Espírito Santo está agora com os Seus todos os dias, como "vigário de Cristo, e nós podemos perguntar e escutar no nosso coração os Seus santos ensinos. Ele é o Consolador sem igual, cuja consolação é mais que palavras, mais que ilusões, é conforto saudável e capaz de nos fazer sair da "fossa" e nos transportar para os páramos celestiais. Consolo capaz de fazer com que seja já aqui um pedacinho do céu, onde tudo é ultrapassado pelo gozo de estarmos a sós com Cristo.

 

"A sós com Cristo"! Busca todos os dias estar um tempinho a sós com Cristo e tu serás maravilhosamente enriquecido, a Seus pés, como Maria de Betânia, que escolheu a melhor parte - aprender aos pés de Cristo!

publicado por archote às 07:18

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

BUSCAI NO LIVRO DO SENHOR E LEDE; NENHUMA DESTAS COISAS FALHARÁ

Isaías 34:16

 

 

Aos homens está ordenado morrerem uma vez,

vindo, depois disso, o juízo.

Hebreus 9:27

 

Prepara-te, ó Israel, para te encontrares com Deus,

porque é Ele que formou os montes,

 cria o vento e declara ao homem os Seus pensamentos.

Amós 4:12-13

 

Jesus disse: 

Aquele que não nascer de novo

não pode ver o Reino de Deus.

João 3:3

 

Deixo-vos a Minha paz, a Minha paz vos dou;

não vo-la dou como o mundo a dá.

Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.

Credes em Deus, crede também em Mim.

João 14:27;  João 14:1

 

 Os céus e a terra que agora existem,

pela mesma Palavra,

se reservam como tesouro para o dia do juízo

e da perdição dos homens ímpios.

II Pedro 3:7

 

Eis que é vindo o grande dia da Sua ira.

Quem poderá subsistir?

Apocalipse 6:17

 

Bem-aventurados e santos aqueles que têm parte na primeira ressurreição...

e aqueles cujos nomes então escritos no Livro da Vida e do Cordeiro.

Apocalipse 20:6;  21:27

publicado por archote às 07:15

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 12 de Fevereiro de 2012

PELO SEU SANGUE TEMOS A REMISSÃO DAS OFENSAS

Efésios 1:3-8                                             Efésios 1:7

 

"Nem todo o que me diz Senhor, Senhor, entrará no Reino de Deus" (Mateus 7:21). Nem todo aquele que acha que Deus é bom e perdoador vai para o céu, redimido dos seus pecados. Nem todo aquele que acha que Deus é um Pai bondoso, santo e perdoador é perdoado. São ideias bonitas, concepções verdadeiras, mas que não servem para o efeito de perdoar, redimir e salvar.

 

Tenhamos cuidado e não nos deixemos iludir pelo palavreado das facilidades que Satanás usa. A única base válida, diante de Deus, para perdão dos nossos pecados, ofensas a Deus, e reintegração na família do céu é crer no sacrifício de Cristo, na cruz. Não há nenhuma outra base sólida, nenhum outro caminho, nenhuma outra forma de obtermos o perdão dos pecados e a salvação da nossa alma, senão crer e aceitar a Obra vicária de Jesus, no Calvário.

 

O perdão é um milagre da graça divina.  Deus no-lo oferece, graciosamente, mediante a aceitação do sacrifício de Cristo. A cruz de Jesus foi o preço pago para Deus poder perdoar-nos e poder continuar a ser Deus santo e justo.

 

Só nos podemos tornar filhos de Deus pela expiação feita por Jesus, na cruz. O resto é engano, pois o perdão de Deus só é natural no plano sobrenatural.

 

Depois de perdoados e lavados pelo Seu sangue precioso, iniciamos, ajudados pelo Espírito Santo, a experiência maravilhosa da santificação e da aproximação contínua de Deus, até "atingirmos a estatura do varão perfeito, que é Cristo Jesus".

 

Não é uma tarefa fácil, a da santificação, mas seremos capazes, porque temos connosco um grande Ajudador. Basta que não sejamos teimosos e cooperemos de alma e coração com Deus o Espírito Santo.

 

Estamos prontos? Ele já está ao nosso lado fazendo a Sua parte. Crês tu isto? Então, bem-aventurado és, pois és do número dos vencedores.

publicado por archote às 07:15

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 11 de Fevereiro de 2012

SEREIS, PARA ISRAEL, COMO O ORVALHO E ELE FLORESCERÁ COMO O LIRIO

Oseias 14:1-9                                          Oseias 14:5

 

Oseias foi um profeta que viveu no tempo de Jeroboão, por volta do ano 722 A.C. e que teria sido testemunha ocular da queda de Samaria e do cativeiro do Reino do Norte, por Senaqueribe, da Assíria.

 

As condições políticas, sociais e religiosas daquele tempo tinham-se degradado terrivelmente, pelo que Deus julgou as dez tribos do Reino do Norte, deportando os seus habitantes para a Assíria, de onde se tresmalharam por todo o mundo, não tornando a voltar mais à Palestina, como nação.

 

Deus, contudo, sempre amou aquele povo, com o mais terno e profundo amor. O último capítulo de Oseias é a prova disso. Deus propõe ao Seu povo conversão, arrependimento, fé e volta para o Pai, e os seus pecados seriam perdoados e esquecidos -  Expulsa toda a iniquidade e, graciosamente, te receberei.

 

Deus disse: tu, dar-me-ás louvor como bezerros (grande e sincero louvor) com os teus lábios e Eu sararei a tua perversão e te amarei voluntariamente; serei para ti como o orvalho florescente sobre os lírios. Então, estenderás as tuas vergônteas (ramos) e a tua glória será como a da oliveira e o teu odor como o cheiro dos cedros do Líbano.

 

Se vieres a Mim, depois de expelires de ti toda a tua iniquidade e maldade, serás vivificado como o trigo e florescerás como a vide e a tua memória será como o odorífico vinho do Líbano. Tu serás uma bênção para todos quantos se abrigarem à tua sombra, que será como a de uma faia verde!...

 

Não te esqueças, os caminhos do Senhor são rectos e só os revestidos da justiça de Cristo andarão neles, mas os transgressores neles cairão. Tu, o justificado por Cristo, serás como um jardim regado e nunca mais andarás triste (Jeremias 31:12).

publicado por archote às 07:13

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012

O AMOR É SOFREDOR E BENIGNO

I Coríntios 13                                        I Coríntios 13:4

 

O amor é a mais excelente e a mais maravilhosa das virtudes cristãs. Não foi "sem carradas de razão" que Jesus disse: "Nisto conhecerão que sois Meus discípulos, se vos amardes uns aos outros".

 

O amor é a marca de Deus em nós, porque Deus é amor. É uma marca indelével, para todo o sempre. O capítulo 13 da I Carta de Paulos aos Coríntios é o hino que exalta a suprema excelência do amor.

 

Quando o Espírito Santo de Deus nos controla, começamos a viver uma vida de amor espontâneo para com Deus, para com os homens, amigos ou inimigos, melhor, deixa de haver inimigos, pois amamos todos, sem deixar lugar para ressentimentos. A Fonte do amor, Deus,  derrama com tal intensidade sobre nós essa bênção, que transbordamos e derramamos amor pelas nossas palavras e vida. Não fica espaço (caso deixemos operar o Espírito) para mais nada!

 

O amor manifesta-se no nosso relacionamento com Deus e no serviço abnegado e desinteressado para com o próximo. "O amor é sofredor, paciente, benigno, folga com a verdade, tudo sofre, tudo crê, tudo suporta" e é permanente na vida daquele que é salvo e é cheio do Espírito Santo.

 

O amor não é invejoso, soberbo, leviano, indecente, nem injusto, nem irritadiço, porque nenhuma dessas coisas se identifica com Deus, que é paciente, bondoso, santo... que é AMOR.

 

O amor nunca falha, mas é sempre vencedor. Não há armas que vençam o amor nascido no coração de Deus e transmitido às nossas vidas pelo Espírito Santo.

 

Podem matar-nos o corpo, martirizá-lo, mas, ainda assim, venceremos pelo amor! Graças a Deus!

publicado por archote às 07:02

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds