Quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2012

LANÇA OS TEUS CUIDADOS SOBRE O SENHOR E ELE TE SUSTENTARÁ

Salmos 55:21-23                                                  Salmos 55:22

 

Precisamos de saber quando é certo carregar determinados fardos e quando é errado. Há fardos que jamais devemos carregar, tais como a dúvida, o pecado, a transgressão escondida. Mas há fardos colocados por Deus sobre os nossos ombros que devemos carregar.

  • Carregar o fardo das almas perdidas e orar por elas sem cessar
  • Carregar o fardo da fome dos pobres e oprimidos e tudo fazer por eles
  • Carregar o fardo dos doentes
  • Carregar o fardo dos presos, como se estivéssemos presos com eles
  • Carregar o fardo do trabalho e da seara do Mestre
Lança os teus cuidados nas mãos do Senhor e Ele te ajudará a carregá-los e a levá-los a bom porto. Não queiramos levar sozinhos aquilo que podemos partilhar com o Senhor nosso Deus. Entrega  aos cuidados de Deus tudo o que Ele te tiver dado para fazer. Não lances fora o que Ele te deu para fazer.
"Entrega o teu caminho ao Senhor, confia Nele e Ele tudo fará" (Salmos 37:5).
"Lançai sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele terá cuidado de vós" (I Pedro 5:7).
Deus cuidará de ri,
em cada dia proverá.
Sim, cuidará de ti,
Deus cuidará de ti.
publicado por archote às 07:17

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2012

EIS QUE VEM A HORA EM QUE SEREIS DISPERSOS

João 16:29-33                                            João 16:32

 

Os discípulos de Jesus eram uma comunidade coesa e, além do filho da perdição,  nenhum deles se perdeu, nem se tresmalhou. Contudo, como em todas as comunidades, tiveram problemas difíceis de enfrentar. Que o digam as nossas igrejas, onde o diabo, de vez em quando, faz cada razia! É próprio de muitas cabeças pensantes, pois "cada cabeça, cada sentença".

 

Mas é exactamente aí que está o "busílis", pois uma comunidade cristã não deve ter muitas cabeças pensantes, mas deve ter a "mente de Cristo" (I Coríntios 2:16), pensar pela mente de Cristo. Deve ser Cristo em mim, em ti e em todos nós.

 

Convenhamos que isto não é uma meta fácil de atingir.  Os discípulos (apóstolos) não a tinham atingido ainda: as igrejas do Novo Testamento também não; mas era um objectivo a atingir. Penso que era algo que todos desejavam atingir - a estatura do Varão perfeito - Cristo.

 

É bom que, todos juntos, trabalhemos, em oração, humildade e entrega para este alvo.

 

No texto em foco, Jesus não está a repreender os discípulos. A fé deles era real, boa, aproveitável, mas estava conturbada com o desenrolar dos acontecimentos. Eles estavam preocupados com muitas coisa - a atitude de Judas, as palavras objectivas de Jesus, a próxima morte do Mestre, etc. Além disso, havia também os seus próprios interesses - a família, as artes da pesca, o voltar para o velho trabalho. Tudo preocupações, mas, acima de tudo, penso, a sua falta de comunhão com Deus. Ainda estavam verdes, pois tinham vivido sempre na sombra de Jesus.

 

Como o revés, que se aproximava, era muito grande, Jesus, sabendo-o, avisava-os antecipadamente: - "Está a chegar a hora em que todos vos dispersareis, cada um para seu lado..." Eu compreendo-vos e quero dizer-vos que "Eu não estarei só, porque o Pai está comigo". Sei que ainda só credes naquilo que vedes, mas Eu vos digo: o Pai está comigo.

 

Até onde chega a nossa fé? Cremos na presença do Pai ou não somos capazes de ir tão alto? Estamos preparados para deixar que Deus faça em nós aquilo que Ele quer ou não? Temos medo?

 

Voltemos todos os nossos interesses para Jesus. Tenhamos a mente de Cristo e não teremos medo de perder algo, nem medo de sermos prejudicados em qualquer coisa, nem medo das tribulações, das lutas ou mesmo medo da morte. Deus - o Pai, o Filho e o Espírito Santo - está connosco até à vitória final.

publicado por archote às 07:06

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 7 de Fevereiro de 2012

A ESCRITURA É DIVINAMENTE INSPIRADA

II Timóteo 3:14-17                                        II Timóteo 3:16

 

A Bíblia é a Palavra divinamente inspirada aos homens santos de Deus (II Pedro 1:20-21) e preservada pelo mesmo Espírito ao longo dos séculos. O seu tema central é a Pessoa de Jesus Cristo, que é, Ele mesmo, o que veio ferir de morte a cabeça da serpente (Génesis 3:15), e que, metaforicamente,  está representado em Isaque, amarrado sobre o altar, pronto para ser oferecido a Deus, passando, depois, pelo sistema de sacrifícios araónicos, perpassando todo o Velho Testamento e culminando na morte de Jesus na cruz do Calvário, onde satisfez, de uma vez por todas, o preço das nossas culpas.  Deus aceitou o Seu sacrifício e, agora, não mais precisamos de sacrifícios cruentos, pois Jesus já morreu pelos pecados, ressuscitou e subiu aos céus, de onde há de voltar, para julgar os vivos e os mortos.

 

Agora, vivemos na expectativa da iminente segunda vinda de Jesus, que virá buscar a Sua Igreja (o conjunto de todos os salvos) para fique para sempre com Ele. Nós, os salvos, ansiosos, oramos expectantes: - "Ora vem, Senhor Jesus!"

 

A Bíblia é a Palavra que nos apresenta o sangue remidor de Jesus, suficiente para a salvação dos homens e eficiente para a redenção de todos aqueles que n'Ele crerem.

 

E a Bíblia é confiável? Claro que sim. Basta verificar os ataques satânicos que ela tem sofrido, desde a tentativa de a fazerem desaparecer do mundo, queimando-a, ridicularizando-a, acusando-a de falsidades, até ao tempo da liberalização e do aparecimento de várias traduções, algumas delas bem fantasiosas, míticas, com a junção de livros apócrifos, com cortes de capítulos, acrescentos, etc.. Mas a verdadeira Bíblia "está viva, mais penetrante que espada alguma de dois gumes , e é proveitosa para ensinar, redarguir, corrigir e instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda a boa Obra".

 

A Bíblia não tem contradições, senão aquelas que homens dominados por Satanás e mal intencionados lhe querem pôr, tirando o seu texto do contexto  para que a façam dizer o que ela não diz. Nela, nem um jota, nem um til deixa de ser a Palavra, nem deixará de se cumprir, nem de ser verdade.

 

Damos graças a Deus, diariamente, pela Palavra que nos conforta, guia e alimenta.

publicado por archote às 07:18

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2012

AOS HOMENS ESTÁ ORDENADO MORREREM UMA VEZ

Hebreus 9:24-28                                                Hebreus 9:27

 

Esta é uma verdade real - tudo o que nasce, morre. Só Deus é Eterno - não foi criado, não teve princípio, não terá fim. DEUS É ETERNO.

 

Contudo, o homem foi criado e "aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo". Esta é uma verdade inalterável. Morrem os grandes e os pequenos; morrem os pobres e os ricos; morrem os religiosos  e os ímpios; os brancos, amarelos, pretos ou de pele vermelha; morrem todos os homens.  Mais tarde ou mais cedo, com mais ou menos sofrimento, com mais ou menos conhecimentos da vida, da ciência, da medicina ou religião, morrem todos.

 

E depois da morte? Depois da morte o corpo volta ao pó, de onde veio, e o espírito vai à presença de Deus para ser julgado - "vindo, depois disso, o juízo". Esta é a inexorável Lei de Deus.

 

Diante destes factos, é imprescindível que nos preparemos para morrer, porque a morte não tem ano, mês ou dia para chegar. Chega no seu dia e não há mais que fazer. Por isso, "prepara-te para te encontrares com Deus" (Amós 4:12).

 

Li, há dias, uma história de um jovem que, tendo terminado com distinção o seu doutorado em ciências jurídicas, foi despedir-se do orientador dos cursos pós-graduação, com quem manteve uma breve conversa.

 

- Então e agora, meu caro doutor?

- Agora vou seguir a minha carreira e quero ser um magistrado de renome...- e depois... depois talvez o Supremo...

- E depois?...

- Bem, depois de concluída a minha carreira a todos os níveis, gozarei de uma boa e merecida reforma...

- Mas... e depois?...

 

O jovem calou-se  porque não queria pensar nesse depois, que implicava a velhice ... a morte...

 

No entanto, o novel "laureado" começou a pensar a sério no assunto. Será que há vida para além da morte? Será que, morrendo o homem, tornará a viver? Será que há alma? Se há vida, haverá julgamento? E se eu for julgado, qual será a sentença para mim? Culpado ou absolvido?

 

A Bíblia responde a estas perguntas dizendo sim, há vida para além da morte, e "eu sei que o meu Redentor vive e que, por fim, se levantará sobre a terra e eu ainda tornarei a ver Deus". A Bíblia também diz que, depois da morte física, que todos sofrerão, vem o juízo e que, nesse julgamento, só passarão os que tiverem como advogado Jesus, o Filho de Deus (I João 2:1), que é a propiciação pelos nossos pecados.

 

Contrata agora, por meio da fé, Jesus, o Filho de Deus. aceitando a Sua mediação diante do Pai, e tu serás salvo.

publicado por archote às 07:03

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 5 de Fevereiro de 2012

AGORA, POIS, SEREIS MALDITOS

Josué 9:1-23                                                 Josué 9:23

 

A mentira, grande ou pequena (isto é um conceito dos homens, não de Deus), é um pecado, denunciado e punido pela Lei de Deus (Êxodo 20:16) e que traz sempre consequências para o mentiroso e, muitas vezes, para as pessoas contra quem é dirigida. "Não mintais uns aos outros, pois já vos despistes do velho homem" (Colossenses 3:9).

 

O texto de hoje conta-nos a história de um povo que vivia no meio dos cananeus, os gibeonitas, que tentou enganar Josué e os príncipes de Israel. Vestindo-se de roupas e sapatos muito velhos, levando consigo odres velhos e semi-rebentados, dizia que vinha de muito longe e que queria fazer um pacto com Israel, pedindo ajuda para não ser destruído pelos moradores da terra, quando, ele mesmo, morava nessa terra. Quando Josué descobriu a mentira dos gibeonitas era tarde; não os podia destruir por causa do convénio assinado com eles.

 

Josué, então, chamou-os e colocou-os diante da sua própria mentira, dizendo-lhes: - "porque nos mentistes, enganado-nos, agora sereis malditos e entre vós não deixará de haver servos, nem rachadores de lenha, nem tiradores de água...", porque "com Deus não se brinca, nem se zomba". Ficareis connosco, mas sereis escravos para sempre.

 

Se eles não tivessem seguido o caminho da mentira e tivessem seguido o caminho de Raab, que se humilhou, arrependeu e creu no grande Deus dos israelitas, fazendo tudo que os espias mandaram, as coisas seriam diferentes. Nós vemos Raab, que se arrependeu e creu em Jeová, tornar-se mulher de Salmon, príncipe de Judá, e ascendente de David e de Jesus, o Salvador. Raab tornou-se uma bênção, enquanto os gibeonitas, que quiseram entrar pelo muro, se tornaram malditos para sempre.

 

É preciso entrar pela porta, que é Jesus. Todos os que entram de outra forma são ladrões e salteadores e o seu lugar é no"lago de fogo e enxofre, onde o bicho não morre  e o fogo nunca se apaga".

 

Por favor, deixemos todo o pecado, que tão de perto nos rodeia, abandonemos tudo o que desagrada a Deus e dos céus teremos a bênção para sempre.

publicado por archote às 07:11

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 4 de Fevereiro de 2012

ESTEVÃO, HOMEM CHEIO DE FÉ E DO ESPÍRITO SANTO

Actos 6:1-7                                              Actos 6:5

 

Estevão foi o primeiro mártir do cristianismo por não querer desdizer a sua fé em Cristo e por proclamá-la até mesmo quando era apedrejado barbaramente.

 

A palavra mártir chega-nos do vocábulo grego "marturos", que significa testemunha. Estevão morreu por causa do seu testemunho de Cristo. Era um homem de fé, coragem e de testemunho daquilo que os seus olhos tinham visto e do que os seus ouvidos tinham ouvido.

 

É marcante que, durante o suplício que lhe infligiram - morte por apedrejamento - ele tivesse tido a mesma atitude de perdão, para os seus algozes,  que Jesus tinha tido - "Senhor, não lhes imputes este pecado" (Actos 7:60). Só um homem cheio do Espírito Santo seria capaz de fazer semelhante pedido. A Palavra havia tomado conta de toda a sua vida, de tal maneira que, debaixo de tão grande sofrimento, ele soube pedir perdão para quem o matava,  pedindo também a Deus que recebesse o seu espírito, enquanto o seu corpo era miseravelmente destroçado pelas pedras assassinas.

 

Antes, Estevão dissertara sobre a história de Israel. desde Abraão a Cristo, e ninguém podia resistir à sabedoria e ao Espírito Santo com que ele falava. Só buscando arruaceiros e subornados para dizerem mentiras puderam levá-lo a um tribunal fantoche, que teve por únicos argumentos a raiva, os gritos o ranger de dentes e a força. Só desta maneira, acometendo Estevão como animais furiosos, venceram o seu corpo. Não a sua verdade, nem o seu espírito, que foram consagrados ao Senhor.

 

Que fé a de Estevão! Que coragem e que identificação com o Senhor! Que poder do Espírito Santo o dominava! Graças a Deus por Estevão e por todos aqueles que, ao longo dos anos, souberam dar testemunho de Jesus, como ele.

 

Nos nossos dias, as igrejas  estão carentes de homens cheios de fé e possuídos pelo Espírito Santo, como Estevão. Sei que não é fácil, mas "eis-me aqui, usa-me a mim" para dar testemunho de Cristo, como Estevão.

publicado por archote às 07:18

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2012

APAGUEI AS TUAS TRANSGRESSÕES COMO O NEVOEIRO E OS TEUS PECADOS COMO A NUVEM

Isaías 44:21-25                                              Isaías 44:22

 

Deus, no Seu grande amor, pelo sangue de Jesus, o "Cordeiro de Deus", apagou as nossas transgressões como levanta o nevoeiro da manhã, os nossos pecados como afugenta as nuvens do céu.

 

Que alívio os condutores  sentem quando o nevoeiro se levanta da estrada e a condução se torna normal! Os nossos pecados são como o nevoeiro cerrado e como as nuvens escuras que não nos deixam ver o Deus do céu, nem gozar as aurifulgências da Sua luz. Sem Deus o homem fica em trevas espirituais e não pode ver mais nada que o físico, que é limitado e passageiro. O homem precisa de Deus como o condutor precisa de luz para ver o caminho e seguir.

 

Como a situação muda quando nos voltamos para Deus, confessamos os nossos pecados e os abandonamos, arrependidos! Logo o  o "nevoeiro" se dissipa e nós vemos o caminho, a verdade e a vida. É como se as nuvens fossem embora e nós, felizes, auferindo as bênçãos do céu.

 

Nunca vamos poder evitar "manhãs de grande nevoeiro" e dias de "nuvens pesadas e tumultuosas". É próprio da nossa vida, mas, agora, temos Jesus connosco, que é a nossa luz. Ele é o próprio caminho para Deus.

 

Pessoalmente, sinto-me aliviado porque Deus afastou de mim as minhas transgressões e perdoou os meus pecados. Sinto-me livre, perdoado, salvo. E tu, meu amigo (a)? Qual é a tua situação? Deus já tem solução para as tuas transgressões e pecados. Queres aceitar essa solução?

 

O peso da minh'alma

Jesus lançou no mar,

No fundo, fundo mar, 

P'ra nunca mais voltar.

Agora estou contente,

No céu eu vou morar.

O peso da minh'alma

Jesus lançou no mar.

publicado por archote às 07:17

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2012

NÃO ANDEIS ANSIOSOS PELA VOSSA VIDA... BASTA A CADA DIA O SEU MAL

Mateus 6:19-34                                         Mateus 6:25, 34

 

Normalmente, andamos demasiado ansiosos pelo dia de amanhã, pelo que havemos de comer, vestir, calçar, onde e como passaremos os nosso tempos lúdicos, como nos envolveremos na nossa profissão, como mostraremos a nossa cultura, a nossa religiosidade, etc.. No entanto, não precisamos de nos preocupar com estas coisas.  Deus alimenta as avezinhas que cruzam os ares, as bestas feras dos bosques, não nos alimentaria muito mais a nós, coroa da Sua criação? Deus veste os lírios do campo com as vestes mais luxuosas e não cuidaria das nossas vestes? Por favor,  ponhamos  noutro pedestal o amor e os cuidados do nosso Deus!

 

Devemos ter ansiedade e cuidado com a vida que vivemos diante de Deus. É para Sua glória ou para Sua desonra? É aceite aos Seus olhos ou repudiada pela Sua santidade? Onde é que Deus entra nesse relacionamento que estamos a desenvolver? Onde vai ficar Deus nas nossas férias já programadas? Que consulta fizemos a Deus antes de escolher a nossa profissão, antes de comprar os nossos livros e até mesmo as nossas vestes?

 

Sempre devemos ser cuidadosos em colocar Deus na frente de tudo o que fazemos. Não andemos ansiosos, nem tomemos sobre nós todo o peso das nossas preocupações, antes, "lancemos sobre Ele toda a nossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de nós" (I Pedro 5:7). Deus é capaz e está pronto a ajudar-nos em todas as nossas tribulações.

 

Acaso nos lembramos do que Jesus disse que sufocaria?  O diabo? Não. Os inimigos? Não. Mas "os cuidados desta vida". As pequeninas coisas e preocupações; os grandes medos; a nossa infidelidade em cremos nas Suas santas promessas. É preciso crer e obedecer ao Espírito Santo. É preciso entregarmo-nos totalmente a Ele e não ficarmos ansiosos e inquietos pelas coisas desta vida. Deus proverá para nós aquilo que tivermos de necessário.

publicado por archote às 07:08

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2012

QUE TODOS SEJAM UM, COMO TU, Ó PAI, O ÉS EM MIM

João 17:20-26                                                    João 17:21

 

Não há, em toda a Bíblia,  uma doutrina  que seja mais difícil de explicar, racionalmente, como a doutrina da Santíssima Trindade. É um mistério que Deus um dia nos revelará cabalmente. Pai, Filho, Espírito Santo - três pessoas, um só Deus, com os mesmos atributos, mas distintos entre si mesmos.

 

Jesus orava ao Pai para que os Seus filhos, salvos e nascidos em Deus pela regeneração do Espírito Santo, fossem um, como Ele o era com o Pai. Estamos cooperando com o Pai para que essa oração seja atendida ou temos alguns outros objectivos mais materialistas  e menos espirituais? Como filhos de Deus, por Jesus Cristo, não podemos mais ser separados do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Temos que viver "não mais eu", mas Cristo em nós. 

 

Deus tem especial interesse em que nós, pelas nossas orações, possamos aprender a discernir os propósitos d'Ele, que são sermos mais d'Ele e menos de nós. "Que sejam um, como nós somos um".  O que é que está acontecendo connosco?

 

É vontade do Senhor que as tribulações, por que passamos, nos transformem e nos façam mais dóceis, mais pacíficos, mais pacientes, mais nobres, mais santos, identificados com Ele. A vida por que estamos passando está tornando-nos mais santos como Ele ou mais ariscos, cínicos e maus? Os resultados demonstram a nossa identificação com Cristo ou o nosso afastamento?

 

Jesus orou para que tivéssemos uma perfeita união com Ele, como Ele tem com o Pai. Será isto possível? Está provado pela união das três pessoas da Santíssima Trindade. Não sabemos explicar como é, mas é possível. Três  pessoas distintas, independentes, mas, simultaneamente, uma só Pessoa - Deus. Há muitas coisas em que este fenómeno se concretiza, como, por exemplo, um ovo - casca, gema, clara - um só ovo; a água - vapor, líquido, gelo.

 

Pensai e, se não fordes capazes de compreender, crede pela fé, pois "sem fé é impossível agradar a Deus"

publicado por archote às 07:01

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds