Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012

QUEM, ENTRE VÓS, QUISER SER GRANDE, SERÁ SERVIÇAL DE TODOS

Marcos 10:43-45

 

Não é lá grande coisa a perspectiva apresentada - ser grande,   sendo escravo de todos... ser grande a trabalhar... ser grande  a fazer o que os outros mandam...  Mas este é o ensino.  Não é uma ordem para ser discutida, mas para ser obedecida.

 

Por exemplo: se és chefe, deves ser o primeiro a chegar e o último a sair. Deves fazer não só o que gostas, mas também o que os outros não gostam de fazer. Deves exigir ser obedecido, mas deves saber e fazer tudo o que mandas fazer. O respeito e a obediência às nossas directrizes obtêm-se pelo fazer.  - "Qualquer que, de entre vós, quiser ser o primeiro, deve ser servo de todos" . Ele (Jesus) não só disse,  fez. Ele, que merecia toda a glória, aceitou ser servo, para expiar os nossos pecados e poder justificá-los pelo Seu sangue.

 

Jesus mandou que os discípulos lavassem os pés  uns aos outros, mas, antes de o fazer, Ele próprio tomou uma bacia de água e uma toalha e fez essa tarefa destinada aos servos mais humildes da casa.

 

Jesus fez-se servo para que nós pudéssemos ser salvos e estar com Ele e os Seus anjos lá no céu. Os últimos serão os primeiros.

 

Não fiques humilhado por os homens do mundo te terem como sem valor, como último, pois Deus, o Senhor dos céus e da terra, já te assumiu como Seu filho dilecto, Seu herdeiro e co-herdeiro de  Cristo.  Ele vem para estar connosco e nós com Ele. E os outros? Os outros ficarão de fora, carpindo eternamente as suas dores e as suas más escolhas. É que Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes (Tiago 4:6; I Pedro 5:5).

publicado por archote às 07:00

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2012

CONFIAI EM DEUS, EM TODOS OS TEMPOS

Salmo 62                                          Salmo 62:8

 

 

É comum ouvirmos acusações a Deus, porque não fez isto, não fez "assim ou assado", não evitou esta ou aquela catástrofe, etc., etc. Normalmente não nos interrogamos sobre o que é que nós fizemos ou deixámos de fazer para que essas coisas acontecessem.  Melhor ainda, o que é que estamos fazendo para que tantos cataclismos aconteçam neste pobre mundo.  Acusamos Deus, mas esquecemo-nos que nós somos os únicos e exclusivos culpados do mal estar sobre a terra e de, por vezes, os elementos dizerem não às nossas agressões e violências.

 

Deus respeita as liberdades humanas, o nosso livre arbítrio, mas, por vezes, as leis da natureza não sustentam as nossas violências, os nossos exageros, o envenenamento que estamos a fazer continuamente. Então, vêm moléstias nas culturas, vêm temporais insuportáveis, vêm doenças raras, que não sabemos controlar. Somos nós, e não Deus, os culpados.

 

Deus não permanece indiferente às nossas dores e angústias. Ele sente-as e faz tudo, sem se negar a Si mesmo, pois então deixaria de ser Deus. Ele enviou o Seu Filho Unigénito, na plenitude dos tempos, para morrer pelos nossos pecados e inverter o curso das coisas, pela fé no Seu Nome. Contudo, o homem não quer crer. Abandalhou a fé, desprezou o sacrifício de Cristo por nós, e tornou-se mais duro, mais hipócrita, mais ímpio, mais incrédulo. Só pensa em si mesmo e, assim, terá que sofrer as consequências do seu pecado e da sua impiedade.

 

Deixa de confiar em ti! Deixa de confiar nos planos maquiavélicos do coração do homem. Aceita os  bons planos de Deus, para ti e para o mundo. Vive-O e divulga-os por toda a parte e a toda a gente.

 

A criação que Ele fez, para ser glorificado por ela, é a prova do Seu grande poder. A cruz é a prova maior do Seu grande amor por nós. Por isso, confia nos planos de Deus para ti, agora e sempre. Verás que vale a pena. 

 

Confiai em Deus, ó povos de todos os tempos e nações. Derramai perante Ele o vosso coração, porque Ele é o vosso refúgio, fortaleza e socorro bem presente na vossa angústia.

publicado por archote às 07:01

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 18 de Setembro de 2012

O DEUS DE ESPERANÇA VOS ENCHA DE TODO O GOZO, PAZ...

Romanos 15:5-13                                            Romanos 5:13

 

Embora a troco de qualquer coisa se diga que "a esperança é a última coisa a morrer", a verdade é que  o mundo vive sem esperança e são muitos e muitos milhares de pessoas que se suicidam, anualmente, por falta de esperança.

 

  • Uma menina violentada pelo padrasto não aguentou a pressão e lançou-se de um sétimo andar e morreu
  • O João chumbou o último ano da universidade e, como não tinha dinheiro para continuar a estudar, nem para viver, meteu um tiro pelos ouvidos, porque não tinha esperança
  • A Joana, com uma família grande, e com o abandono do marido, enforcou-se no seu próprio quarto -  "sem dinheiro para viver a vida não faz sentido"
  • Jorge, de 18 anos, foi abandonado pela namorada e achou que a vida não fazia sentido e pôs-lhe fim com uma dose exagerada de barbitúricos

É assim que na França mais de 15 mil pessoas se suicidam; em Portugal mais de 1000 pessoas fazem o mesmo e mais de 2500 tentam fazê-lo. Divórcios, traições, lutas fraternas, angústias mentais, tornam este mundo sem esperança. Mas, na verdade, a esperança não morre, porque nasce de Deus. Por isso, Paulo dizia aos seus leitores de Roma: - "Ora o Deus de esperança vos encha de todo o gozo, paz e fé, para que abundem em esperança pela virtude do Espírito Santo".

 

Não fique aí sem esperança. Anime-se. Há uma fonte de esperança que corre continuamente para que não entre em desespero e chegue mais adiante, onde, nem a morte, nem a dor nos poderão separar de Cristo - a felicidade suprema.

 

Jesus veio dar-nos vida eterna, felicidade, certezas. Por isso, não há que desanimar. Há que esperar n'Ele, porque, ainda que tudo falhe, Ele nunca falhará.

 

Creia n'Ele e tenha salvação.

publicado por archote às 07:08

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Setembro de 2012

QUEM NOS SEPARARÁ DO AMOR DE CRISTO?

Romanos 8:31-39                               Romanos 8:35

 

Jesus é Deus de amor eterno, portanto, nada, nem ninguém nos poderá separar do Seu amor, como Paulo explicita nesta maravilhosa doxologia. Os que estão no amor de Cristo, comprados e lavados pelo Seu sangue imaculado, são d'Ele e estão com Ele para todo o sempre.

 

"Pois se Deus nem o Seu próprio Filho poupou, antes, O enviou para morrer por todos nós, como deixará agora que qualquer diabrete, ou mesmo qualquer legião dos infernos, nos separe do Seu amor? Eu estou certo que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura (ou coisa), nos poderão separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 8:38-39).

 

Temos a certeza que Deus é vencedor e que nós somos vencedores por amor d'Aquele que nos amor.

 

Fiquemos certos que este amor é eterno, como eterna é a ligação que temos com Cristo, nosso Senhor.

 

Conta-se que, um dia, o diabo fez uma jura a si mesmo de que tiraria um velho cristão do caminho da vitória e do uso das frases "amarás o teu próximo como a ti mesmo" e "Tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei vós também".

 

Um dia, quando o crente voltava da sua tarefa de lenhador, o diabo fez desabar uma tremenda tempestade de vento, chuva, trovões, fazendo com que o pobre homem ficasse  perdido na floresta. O velho abrigou-se sob uma grande pedra, louvando a Deus pela chuva que caía. O diabo, zangado,  fez com que a penha caísse e rebolasse pela encosta. O crente deu graças a Deus porque no interior da penha alojara-se um enxame e ele pode alimentar-se com alguns favos de mel. Molhado, à chuva e ao vento, o homem lá tentou avançar, mas, num rasgo de vento, o diabo levou-lhe o velho capote para lugar desconhecido. Bem, disse o cristão, talvez sirva para ajudar alguém ainda com mais frio do que eu. Bendito seja Deus. Passada a trovoada, o diabo fez vir um sol abrasador, mas o homem, despindo a roupa, fez uma trouxa e lá continuou o seu caminho, dizendo:  "com este sol a roupa enxuga depressa. Aleluia!

 

Os problemas continuaram, mas a fé do cristão e o seu amor a Cristo e ao próximo continuaram firmes, até que o diabo desistiu de levar a sua avante.

 

É assim. Jesus é Deus fiel. Se não negarmos a Cristo, Ele nunca nos deixará separar do Seu amor!

publicado por archote às 07:04

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 16 de Setembro de 2012

NÃO VOS VINGUEIS A VÓS MESMOS

Romanos 12:18-21                                       Romanos 12:19

 

A nós não nos compete a vingança contra quem quer que seja. Deus diz :- "Minha é a vingança". Deixemos, pois, para Ele essa tarefa. Ele a fará com justiça.

 

Em vez de vingança, Deus pede que paguemos o mal com o bem, pois, fazendo assim, despertaremos os que nos querem mal para pensamentos positivos e bons.  O acerto de contas, quando tiver que acontecer, será com Deus, pois todo o pecado, antes de mais, é contra Deus.

 

Só Deus pode julgar com justiça plena, portanto, não usurpemos, a Deus, o lugar e o direito que Lhe é exclusivo.

 

Quando somos magoados injustamente, a nossa reacção natural é levantarmo-nos com "duas pedras  na mão" para fazermos a nossa justiça. Contudo, paremos e não façamos tal, já porque também temos muito para sermos julgados, já porque a justiça ficaria imperfeita.  Devemos parar e não usar a lei animal (lei da selva), mas pedir a Deus que use para com o nosso opositor a lei da graça, que já tem usado para connosco.

 

Nós sabemos que a vingança pertence a Deus, por isso, quando nos vingamos a nós mesmos, estamos a tirar um direito que só pertence ao Senhor e a corrermos o risco de fazermos uma má obra. Demos a Deus o que só a Ele pertence.

 

Quando sentirmos desejo de nos vingarmos a nós mesmos, dobremos os nossos joelhos, confessemos a Deus os nossos pecados e entreguemos nas Suas santas mãos o problema. Deus não deixará de fazer o melhor para nós e para quem nos ofendeu(?). Ele é justo. Perdoemos a quem nos tem ofendido, pois isso é mostrar amor ao nosso próximo e obediência ao nosso Deus.

 

Se não perdoarmos a quem nos tem ofendido, também Deus nos não perdoará os nossos pecados.

 

Para terminar, deixo aqui a questão: - Não temos nós já muitas coisas boas para fazer e gastar o nosso tempo? Porque imiscuirmo-nos no trabalho de Deus e tentar fazer o que só Ele pode e sabe fazer?

publicado por archote às 07:05

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 15 de Setembro de 2012

O SENHOR IA ADIANTE DELES, DE DIA NUMA COLUNA DE NUVEM E DE NOITE NUMA COLUNA DE FOGO

Êxodo 13:17-22                                                  Êxodo 13:21

 

Deus sempre presente com os Seus, para os guiar, quer de dia, quer de noite. Ele é uma presença que não falha. Foi assim com Abraão, Isaque e Jacob. Foi assim na terra do Egipto. Foi assim na peregrinação do deserto, na entrada na terra da promessa e assim ainda hoje.

 

Experimenta entregar o teu caminho ao Senhor e verás como Ele é fiel e bom. Antes de tu chegares ao monte ou ao vale das necessidades, primeiro Deus já lá chegou, para te ajudar. Na vida profissional, na vida familiar, nos problemas de toda a ordem, Deus está sempre pronto a ajudar, quando a Ele clamares.

     

Ele prometeu "a Minha presença irá contigo, para te fazer descansar" (Êxodo 33:14) e os inimigos jamais chegarem a ti.

 

O que Deus disse a Jacob, Deus diz-te a ti, hoje, e a mim também - "Eis que estou contigo e te guardarei por onde quer que fores" (Génesis 28:15). Estás na dúvida? Estás perante um problema? A máquina da vida está emperrada para ti? Não és capaz de subir? Humilha-te, ora ao Senhor e Ele cumprirá a promessa, indo adiante de ti, desbravando o terreno para que possas passar, e atrás de ti, para te defender dos predadores diabólicos, que querem perturbar a tua vida.

 

Conforme fui com Moisés e da maneira que fui com Josué, Eu serei contigo. Não te deixarei, nem te desampararei, tão somente espera no Senhor e não te afastes desta palavra, nem para a direita, nem para a esquerda (Josué 1:5-7).

 

Deixa teus fardos no Gólgota, aos pés da cruz de Jesus, e caminha confiadamente para a vitória que Deus te promete.

 

publicado por archote às 07:06

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Setembro de 2012

O "EU SOU"... ME ENVIOU A VÓS

Êxodo 3:7-14                                       Êxodo 3:14

 

Por ventura conheceis alguém que ande por aí a identificar-se por "Eu Sou", "Eu Sou", "Eu Sou", ou "Eu Sou me enviou a vós"? Certamente que não. Eu também não. Este termo significa "O Eterno", "O Imutável", "O que é sempre". Nunca foi, nem nunca será. É o "EU SOU".

 

Por mim, posso dizer: - Sou feliz ou sou infeliz. Estou alegre ou estou triste. Sou novo ou sou velho. Mas, Deus diz de Si mesmo "EU SOU". Não fui, não serei, sou agora, Eu Sou eternamente!

 

Talvez desejemos perguntar: mas, és o quê? És quem? A resposta será sempre a mesma - "Eu sou o Eu Sou! Deus é o que é, o que sempre foi  e o que sempre será. O mesmo ontem, hoje e eternamente (Salmo 102:27).

 

Este é o nosso Deus, imutável, santo, auto-suficiente, eterno, imutável, infinito, omnipotente, omnisciente, omnipresente, verdade e amor.

 

Não há, nem pode haver, outro Deus como o nosso,  porque não há lugar para ele. O espaço, em todos os aspectos - tempo, sabedoria, poder, santidade, etc. - está cheio pela preciosa presença do nosso Deus.

 

Quando eu penso quão grande, quão bom e doce é o nosso Deus - EU SOU - caio de joelhos em adoração e louvor por aquilo que Ele é e que Ele pode fazer por nós. Ele faz-me ver as veredas da vida (Salmo 16:11). Ele ajuda-me graciosamente a andar por elas. Ele esclarece-me nas encruzilhadas da vida, pois está sempre presente em mim.

 

Mesmo quando Satanás traz sobre mim os erros passados, o "Eu Sou" vem segredar-me ao coração: -   "Não temas, porque agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus" (Romanos 8:1).

 

Como fico aliviado! Como fico feliz porque Ele, sabendo tudo acerca de mim, logo vem socorrer-me e agraciar-me com a Sua presença!

publicado por archote às 07:03

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Setembro de 2012

PASSEMOS PARA A OUTRA BANDA

Marcos 4:35-41                                   Marcos 4:35

 

Sendo já tarde, Jesus disse que passassem para a outra margem do mar da Galileia. Para homens experientes na faina do mar, não era nada difícil e, por isso, partiram, sem temor, nem dúvidas. Não era Pedro um arrais experiente? Não eram Tiago e João donos de uma empresa de pesca? Não tinham eles viajado e trabalhado tantas noites naquelas águas, mesmo em noites escuras e de tempestade? Eles eram experientes, estavam habituados, nada lhes metia medo.

 

O Senhor podia ir descansar na popa do barco, que eles, com a sua experiência e saber, comandariam o barco.  Confiavam em si próprios para fazer isso. Nós, por vezes, também confiamos demais em nós próprios. Não pedimos a orientação do Senhor e depois... esgotamos o nosso saber, a nossa experiência e valentia e temos que recorrer ao Senhor que fez os céus, a terra e os mares. Penso que, para todas as coisas,  devemos pedir a orientação e a ajuda de Jesus. É MAIS SEGURO!

 

Só que, naquele dia, as forças da natureza revoltaram-se e o diabo fez que os fenómenos naturais fossem mais fortes, a ponto de quase atirarem o barco a pique, para o fundo do mar.  Os discípulos esqueceram o seu orgulho profissional, o seu saber de muitos anos e humilharam-se, chegando aos pés de Jesus (Este dormia placidamente) e rogaram-Lhe: - "Senhor, salva-nos, porque perecemos nesta tempestade!"

 

Jesus, levantando-se, mandou que o mar e os ventos se aquietassem, e logo houve grande bonança. Então, "porque duvidastes, homens de pouca fé?" Ainda não vistes o suficiente para terdes fé, ao menos como um grão de mostarda? Que vos parece esta tempestade de vento e mar encapelado comparada com  a cura dos leprosos, dos paralíticos, dos cegos e, até, com a ressurreição dos mortos?

 

Não duvideis, crede somente e vereis as maravilhas do poder de Deus. Não confieis em vós mesmos, no que sois ou sabeis. mas confiai e esperai em  Mim, e sereis capazes de dizer a este monte "ergue-te e lança-te no mar e isso se vos fará".

 

A fé em Jesus remove montanhas, apazigua tempestades, dá de comer a quem tem fome e, até, no fim de tudo, nos conduz ao céu de luz.

publicado por archote às 07:07

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2012

PAULO COMOVIA-SE EM SI MESMO, VENDO ATENAS TÃO ENTREGUE À IDOLATRIA

Actos 17:16-18                                            Actos 17:16

 

Na sua segunda viagem missionária, Paulo chegou a Atenas, cidade pertencente ao império romano, capital cultural do mundo de então. Esta cidade, segundo o nosso texto, era dominada pela idolatria, o que confrangia o coração do Apóstolo.

 

Paulo sentia o apelo de Deus para evangelizar a cidade e, por isso, o seu coração sofria com a perdição das almas de Atenas, disputando com os atenienses. Vê-se que lá havia muita religião, mas nenhuma fé no Deus verdadeiro.

 

Paulo procurou a sinagoga dos judeus para iniciar o seu trabalho, pois eles já tinham conhecimento do Antigo Testamento. Parece não ter sido bem recebido. Os judeus tinham muita religião, mas religião paganizada, misturada com mitos e pouco objectiva. Religião, mitos, ídolos, festas, sacrifícios, que para nada serviam.

 

O servo do Senhor procurou no mercado, onde havia muita gente, mas foi ridicularizado. É o argumento dos que não têm argumentos. Paulo falava-lhes da ressurreição de Cristo, mas isto não cabia naquelas cabeças cheias de idolatria. Só pensavam em comer e beber ou ganhar o céu pelo sofrimento (epicureus e estóicos). Não é este o caminho para o céu.

 

Finalmente, levaram-no ao areópago, lugar da assembleia dos gregos, e aí, a partir da placa "ao Deus desconhecido", que Paulo encontrara afixado na cidade, ele apresentou-lhes Cristo morto e ressuscitado pelos pecados dos homens. Ouviram-nos e tomaram as suas decisões. Uns, chamavam-lhe paroleiro e desprezaram a sua mensagem de vida eterna. Outros ficaram à espera de melhor oportunidade, dizendo-lhe: acerca disso te ouviremos outra vez (Será que tiveram oportunidade?). Outros, como Dionízio e Damaris, creram no que Paulo lhes dizia - Cristo morreu e ressuscitou pelos nossos pecados, e, certamente, foram, salvos por sua fé.

 

Tu, que decisão vais tomar? Desprezar, esperar ou crer agora? Àmanhã pode ser tarde.

publicado por archote às 07:08

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 11 de Setembro de 2012

VOLTA, E NÃO FAREI CAIR A MINHA IRA SOBRE TI

Jeremias 3:12-13                                  Jeremias 3:12

 

Este é um amoroso apelo de Deus à volta, ao arrependimento, de Judá, para que não incorra no peso da Sua ira. Deus é amor, é benigno, e está pronto a perdoar a todos aqueles que "caírem em si" e voltem arrependidos para o Pai.

 

A situação do povo de Judá, em pecado e rebelião contra Deus, traz-nos à mente a história do filho pródigo. Saiu de casa orgulhoso, impante, com os bolsos cheios de dinheiro, com "o rei na barriga", como se o dinheiro fosse tudo para ele e para resolver os problemas morais, os problemas de degradação pessoal. Mas, o dinheiro, como todos os bens do mundo, passam, consumidos pelos ladrões, pela ferrugem, pelo desgaste do tempo. A vida precisa mais que dinheiro para ser boa e feliz!

 

O filho pródigo teve de "cair em si", teve de arrepender-se e abandonar os seus pecados e voltar para seu pai, para ser verdadeiramente feliz. A ovelha teve que voltar para o rebanho, para não ser devorada pelos lobos. O povo de Judá teve que voltar, arrependido, para Deus, a fim de não ser consumido pela ira dos céus.

 

Neste tempo que passa, a mulher ainda está à procura da dracma perdida; o Bom Pastor ainda anda por montes e vales em busca da ovelha perdida; o Pai ainda está à espera que o filho reconheça seus pecados, se arrependa deles, os confesse e volte para o aconchego do lar.

 

"Volta para Mim e Eu não farei cair sobre ti o peso da Minha ira... porque sou benigno para contigo..." e não quero que ninguém se perca.

publicado por archote às 07:02

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds