Quinta-feira, 31 de Outubro de 2013

NECESSÁRIO VOS É NASCER DE NOVO

João 3:7                                                  João 3:1-16

 

Nascer de novo! Que coisa tão estranha! Mas foi exactamente isso que Jesus ensinou ao mestre Nicodemos. O que Jesus ensinou não é que ele necessitava de voltar ao ventre de sua mãe e nascer, mas, sim, nascer espiritualmente na família de Deus.

 

Para nascer de novo, nascer na família de Deus, é preciso crer em Jesus de todo o coração, como Ele ensinou - "aos que crerem no Seu Nome e o O receberem como Senhor e Salvador, deu-lhes o poder (a graça) de serem feitos filhos de Deus" (João 1:8).

 

Nascer de novo é necessidade primordial de todo o homem, pois aquele que não nascer de novo nunca verá o Reino de Deus. O novo nascimento não é como o nascimento natural, mas é nascer do Espírito Santo (também se chama regeneração), e escapa ao raciocínio do homem. Contudo, é real e as suas maravilhosas consequências são bem sentidas por aquele em quem é operado, e bem visível por aqueles que estão  de fora. 

 

Paulo, o apóstolo, é um bom exemplo do que acabamos de dizer. O Espírito Santo operou nele e ele foi logo baptizado, ficou com os discípulos, a quem antes perseguia, e logo nas sinagogas pregava que Jesus era o Filho de Deus, tanto em Damasco, como depois em Jerusalém e por todo o mundo então conhecido.  Paulo nasceu de novo para Deus e para o Seu serviço. Ele fora um homem para a religião, agora era um homem para Cristo, crucificado com Cristo... vivendo na fé do Filho de Deus, que o salvou e a quem agora pregava.

 

Amigo, se ainda não nasceste para Deus, mediante o Seu Espírito, este é o momento de abrires o teu coração e deixares entrar nele a luz do céu, pelo novo nascimento.

publicado por archote às 07:03

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Outubro de 2013

NÃO ESTEJAIS INQUIETOS POR COISA ALGUMA

Filipenses 4:4                                             Filipenses 4:4-9

 

Esta frase de Paulo faz-nos lembrar os ensinamentos de Jesus, quando disse: - "não andeis solícitos por coisa alguma, nem com o que haveis de comer, nem pelo que haveis de beber ou vestir, porque o Senhor, que tem cuidado dos lírios do campo, das aves do céu, também cuidará de vós, homens de pouca fé".

 

"Não estejais inquietos  por coisa alguma", nem pela comida, nem na doença, nem no trabalho, nem no descanso, nem pela família, nem pelos perseguidores, nem por aqueles que têm poder de martirizar e matar o corpo, mas "lançai sobre Ele toda a vossa ansiedade, pois Ele tem cuidado de vós".

 

Que "as vossas orações sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela súplica, e acção de graças, e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus". Nele há vitória completa e amor suficiente para cobrir e envolver toda a vossa vida numa atmosfera de suficiência.

 

Em todos os momentos de fome, sofrimento e dor o que é preciso é não duvidar. Crer somente e levar a Deus tudo em oração, deve ser o nosso lema. Jesus, o Amigo sem igual, nunca falha.

 

Conta-se que durante a segunda guerra mundial três jovens resistentes foram presos e lançados numa masmorra infestada de parasitas. Durante semanas não lhes deram mais nada que um pouco de água e uma sopa de "lavadura de pratos". Quando já questionavam a sua fé em Jesus, alguém atirou, pela fresta respiratória, um pão já bolorento, que eles comeram aos bocadinhos pequenos, porque o seus seus estômagos já estavam tão fracos que não admitiam maiores quantidades. Nunca souberam de onde lhes veio o pão, quem se teria lembrado deles, mas louvaram a Deus pela dádiva do respirador. Quinze dias depois a guerra acabou e eles foram libertados e tratados. Deus é grande e cuida dos Seus filhos.

 

Os corvos que alimentaram Elias no deserto, alimentaram estes homens na masmorra da prisão (I Reis 17).  Deus é sempre o mesmo Deus de amor, providência e salvação. 

 

Oremos sempre com fé, e o grande Deus de paz, amor e providência será connosco.

publicado por archote às 07:02

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 29 de Outubro de 2013

PERDOA O SEU PECADO, SENÃO... RISCA-ME DO TEU LIVRO

Êxodo 32:32                                                           Êxodo 32:30-35

 

Moisés tinha ido ao Monte Sinai orar e buscar as pedras  da Lei. Demorou-se mais do que aquele tempo que o povo, e os seus maiorais, julgavam necessário para falar com Deus. Errado. O tempo para Deus não deve ter limites. Devemos orar a tempo e fora de tempo. Devemos orar sem cessar.

 

Não o entendeu o povo e os seus chefes, que foram ter com Arão, o sacerdote, para que lhes fizesse deuses que fossem adiante deles, de volta para o Egipto. Como eles (nós também) foram ingratos! Deus tinha-os tirado da terra do Egipto com poder e graça (pois os egípcios morreram e eles não); tinha-lhes aberto as águas do Mar Vermelho para que passassem a pé enxuto, enquanto os egípcios morreram todos ali, afogados; tinha-lhes tornado as águas amargas de Mara em água doce, para que eles pudessem beber (Êxodo 15:22-25); tinha-lhes mandado o maná para comerem (Êxodo 16); tinha-lhes dado carne em abundância (Êxodo 16:11); tinha-os guardado de todo o mal até ao sopé do Monte de Sinai, onde tiveram todas as bênçãos de Deus; e agora, por um pouco de tempo de espera, negam o Senhor! Renegam o Senhor Deus, construindo para si um bezerro de ouro como deus para ir adiante deles de volta para o Egipto. Não era a Moisés, era a Deus que eles traíram, pois fizeram a imagem de um bezerro e declaram-na seu deus; levantaram-se de madrugada para lhe oferecerem sacrifícios e holocaustos; prestaram-lhe culto, cantaram e folgaram em homenagem a uma imagem. Como a memória do homem é curta e o seu coração é mau!

 

Deus decidiu intervir e acabar com aquele povo mau e obstinado, mas Moisés, paciente e amante, pois tinha vindo de um tempo de oração ao Senhor, suplica a Deus: - "Ó Senhor, porque se acende a Tua ira e o Teu furor contra este povo que Tu tiraste do Egipto com grande força e mão forte?... Perdoa, Senhor, o seu pecado... ou então risca-me do Teu livro... do livro que tens escrito".

 

Que grande amor o de Moisés pelo povo que conduzia à terra prometida! Estava pronto a perder os seus privilégios diante de Deus para que o seu povo vivesse!

 

Entendo que nós também devemos ser assim para com os nossos irmãos e para com o mundo perdido - "Eu de muito boa vontade me gastarei e me deixarei gastar para bem das vossas almas..." (II Coríntios 12:15).

 

Não deixemos Satanás entrar nas nossas vidas, mas, se isso acontecer, e nos pareça que Deus está muito longe, ponhamos os nossos joelhos em terra, arrependidos, e peçamos que a graça do Senhor seja sobre nós e sobre o mundo perdido. Ah! e não nos esqueçamos de pedir perdão para os nossos pecados, e de os abandonarmos para sempre.

publicado por archote às 07:09

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Outubro de 2013

SE OUVIRDES A MINHA VOZ E O MEU CONSELHO, SEREIS O MEU POVO ESPECIAL, ENTRE TODOS OS POVOS

Êxodo 19:5-6                                                    Êxodo 19:1-7

 

O povo estava acampado na base do Monte do Sinai. Moisés subiu ao Monte para falar com Deus. Ali, o Senhor deu-lhe palavras de estímulo e fez propostas maravilhosas ao povo, por meio de Moisés:

  • Se diligentemente ouvirdes a Minha voz
  • Se guardardes o concerto (pacto) que fiz convosco
  • Então sereis a Minha propriedade peculiar
  • Sereis o Meu povo, entre todos os povos da terra, porque toda a terra é Minha
  • Sereis um reino sacerdotal (intercessor)
  • Sereis um povo santo

Podíamos comparar estas palavras ditas a Moisés nas brenhas do Sinai com as que escreveu Pedro na sua I Epístola 2:9. Mais de dois mil anos depois, a mesma mensagem, as mesmas promessas, as mesmas bênçãos para aqueles que aceitarem o Seu pacto, agora selado com o precioso sangue de Jesus, o Cordeiro de Deus.

 

Sintonia da Palavra, não obstante terem sido escritas por homens de culturas diferentes. Moisés, douto e sábio nas leis do Egipto, Pedro, um simples pescador do Mar da Galileia. Mas a Palavra é a mesma, firme, imutável, concorde e única para todos os homens, de todos os tempos, culturas raças. É a Palavra de Deus.

 

Se hoje ouvirdes diligentemente as Minhas palavras; se hoje as praticardes em vossas vidas, sereis o meu povo todo especial, o sacerdócio real, a nação santa, o povo escolhido para, na terra, serdes luz para o caminho, pão e água para a boca, solução para os problemas do mundo.

 

"Se hoje ouvirdes a Sua voz não endureçais os vossos corações", mas abri-os para a Palavra.

publicado por archote às 07:06

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 27 de Outubro de 2013

O DEUS TODO PODEROSO VOS DÊ MISERICÓRDIA

Génesis 43:14                                                 Génesis 43:1-14

 

O versículo 14 de Génesis 43 é o final da oração de Jacob pelos seus filhos que iam voltar ao Egipto para comprar pão para a comunidade israelita, porque a fome era grandíssima em toda a terra.

 

Jacob temia perder mais um dos seus filhos, já que pensava que José tinha sido despedaçado pelas feras, no deserto, e Simeão tinha ficado preso no Egipto, como refém, para provar que eles não eram espias na terra, mas homens de bem.

 

Depois de fazer todos os esforços para não deixar voltar a sua prole ao Egipto, incluindo Benjamin, seu filho mais novo,  Israel (Jacob) acabou por concordar, enviando seus filhos com presentes da terra - bálsamo, mirra, mel, especiarias, amêndoas - também o dinheiro que viera na boca dos sacos e novo dinheiro para comprar trigo. Permitiu também que levassem Benjamin, o seu filho querido, o remanescente de Raquel.

 

Jacob era um homem temente a Deus e crente nas Suas misericórdias, pelo que despediu os seus filhos com as palavras "Que o Senhor Deus Todo Poderoso vos conceda misericórdia diante do varão (governador do Egipto) para que deixe vir convosco o vosso outro irmão (Simeão) e Benjamin, e se eu for desfilhado, desfilhado ficarei".

 

Que oração bonita! Que disponibilidade a de Jacob! Que prontidão em dar tudo a Deus! E nós? Qual é a nossa disponibilidade para Deus? O que é que estamos prontos a dar a Deus? Os nossos bens? A nossa família? O nosso tempo? Toda a nossa vida, conformando-nos com a vontade de Deus? "Se ficar desfilhado, desfilhado ficarei...", seja feita a vontade de Deus.

 

Oramos tantas vezes as palavras de Jesus "seja feita a Tua vontade assim na terra como nos céus", mas deixamos para os outros a responsabiliadde de a fazerem. Nós temos a nossa "vidinha".

 

Sejamos coerentes com as orações que fazemos a Deus. Não nos esqueçamos que os votos que  fazemos ao Senhor são para se cumprir. Não tardes, pois, em cumpri-los.

publicado por archote às 07:06

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 26 de Outubro de 2013

DEITA-TE COMIGO...

Génesis 39:12                                               Génesis 39:4-21

 

Não sei quantos homens no mundo do tempo de José (2000/2100 A.C.), ou mesmo em nossos dias, teriam o carácter, a honestidade, a força e a fé para vencerem uma tão grande tentação. José foi capaz. Foi vitorioso porque o seu Deus estava com ele e ele estava com o Senhor.

 

Este facto, contudo, não tira o mérito a José, de ter vencido uma tão grande tentação. Tenhamos em conta que era a mulher de um eunuco de Faraó, certamente bonita, bem posta e disponível para se entregar à luxúria, pois o marido estava ausente e os criados afastados propositadamente.  Ela preparou tudo. A tentação era grande, mas José, pela fé, resistiu, embora deixasse nas mãos da mulher de Potifar a prova que o incriminaria.

 

José resistiu. Escolheu Deus para O servir e que ganhou?

  • Ser caluniado, como se fosse ele a atentar contra a honra do auxiliar de Faraó
  • Ser lançado na prisão, onde alguns presos de Faraó esperavam a condenação e a morte.

Se fosse eu, como reagiria? Então ele tinha sido fiel a Deus e Ele pagava-lhe com a prisão e possivelmente a morte por algo que ele não tinha feito? Valia a pena servir este Deus de Abraão? Será que Ele existia? Será que se importava com o bem ou o mal que os homens faziam?

 

José não procedeu assim. Conformou-se com a vontade de Deus. Foi fiel ao seu Deus e, em breve, estava na direcção de todos os negócios dos presos. Sabia tudo o que se passava ali. Em breve até foi chamado a interpretar os sonhos do padeiro real e do copeiro-mor do rei. Estes foram os primeiros passos a caminho da vitória. José iria muito além de criado do eunuco. De regente da prisão real passaria a segundo personagem do Egipto, logo abaixo do Faraó. Deus sabe bem o que faz! O mundo e os universos estão sob o Seu controlo. Todas as coisas contribuem juntamente para bem dos que amam a Deus e para Sua honra e glória.

 

Foram os ciúmes que os irmãos de José tiveram dele, a ponto de o venderem aos mercadores. Foi a passagem pela casa de Potifar, onde foi terrivelmente tentado. Foi a prisão dura. Foi a interpretação dos sonhos do copeiro mor do rei e do padeiro da corte. Foi a longa espera na prisão. Mas valeu a pena, pois Deus o elevou a governador do Egipto e a salvador da sua família, pai e irmãos, prestes a morrerem à fome.

 

Vale a pena ser fiel a Deus, pois, no Seu tempo, Ele sempre dá, aos que n'Ele confiam, a graciosa recompensa.

publicado por archote às 07:00

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Outubro de 2013

VÓS, MULHERES... VÓS, MARIDOS... VÓS, FILHOS...

Efésios 3:18-20                                                      Efésios 5:21-27

 

A família foi a primeira instituição de Deus. Primeiro que a comunidade, o clã, a pátria, Deus instituiu a família, pois ela é a mais importante e o fundamento de todas as outras.

 

Deus instituiu a família monogâmica, pura e com propósitos definidos -- para que não houvesse solidão, para frutificar e encher a terra e para louvor da Sua glória.

 

As relações entre marido e mulher, pais e filhos e filhos e pais deviam ser de tal maneira real e eficiente que houvesse harmonia, paz, alegria e louvor a Deus. Infelizmente não é assim, porque o diabo, sabendo a importância desta instituição, cedo se infiltrou nela, levando-a para a impureza da poligamia, do crime dentro da própria família, até à corrupção total. 

 

Deus, sabendo isso e querendo para Si um povo especial, zeloso das boas obras, chamou Abraão, de Ur dos Caldeus, e deu-lhe directrizes muito concretas, no sentido disso se tornar uma realidade. Assim, a esse povo que Ele chamou pelo seu nome, deu mandamentos muito concretos, tais como:

  • Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra
  • Não matarás
  • Não adulterarás
  • Não furtarás
  • Não dirás falsos testemunhos
  • Não cobiçarás as coisas do próximo

Com este conjunto,  Deus preparava para Si um povo santo, puro e zeloso de boas obras. Infelizmente, estes mandamentos foram esquecidos, adulterados, ultrapassados e hoje vemos que a instituição família está arruinada e sem crédito algum. Há adultério, fornicação, sexo fora do casamento, união e promiscuidade entre indivíduos do mesmo sexo. Há ladrões, assassinos, mentirosos, ambiciosos, cobiçosos. Enfim, tornou-se uma família do diabo e não a família de Deus, amante da verdade e da pureza que Ele quis para louvor da Sua glória.

 

O nosso apelo é: - voltai-vos para Deus, chegai-vos para Ele, arrependidos dos vossos pecados, e crede no Senhor Jesus Cristo, voltando ao caminho de onde vos desviastes, vendendo-vos a Satanás.

 

Sede obedientes a Deus e Ele vos recompensará com as firmes beneficências de David, em Cristo Jesus.

publicado por archote às 07:02

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Outubro de 2013

CRIOU DEUS O HOMEM À SUA IMAGEM... MACHO E FÊMEA OS CRIOU

Génesis 1:17-28                                         Génesis 1:27-31

 

Deus criou-nos à Sua imagem e semelhança e insuflou em nossos narizes o espírito da vida. Que coisa melhor poderíamos desejar do que sermos feitos à Sua imagem e não sermos apenas "bonecos de barro", mas sermos almas viventes? (Génesis 2:7).

 

Outro aspecto, não menos importante,  é que Deus fez o homem macho e fêmea, para que pudesse frutificar, multiplicar e encher a terra. "Deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher e serão ambos uma só carne" (Génesis 2:23). Que mensagem bonita, útil e significativa!  Dois numa só carne, frutificando, multiplicando-se e enchendo a terra!

 

Homens e mulheres vivendo uma vida de comunhão íntima e fazendo a vontade de Deus, povoando e habitando esta tão maravilhosa terra!

 

Não pensaram os homens assim. Cedo desobedeceram ao Senhor, comendo do fruto proibido e trazendo maldição para si próprios e para a terra. "Maldita é a terra por causa de ti..." (Génesis 3:17). Maldição tão grande que, em breve, vemos o homem no caminho do fratricídio (Génesis 4:8-12), logo passando para a poligamia (Génesis 4:19), até à corrupção total de todo o género humano, ao ponto de Deus se ter "arrependido" de ter feito o homem (Génesis 6:7 e ter determinado destruir da face da terra todo o homem (Génesis 6:12).

 

Houve, porém, um homem, Noé, que achou graça aos olhos de Deus que, por ele e sua família, veio a preservar um remanescente para o futuro.  Deus destruiu todo o homem pelas águas do dilúvio, à excepção da família de Noé, que viria a repovoar a terra.  Contudo, não aprenderam a lição. Em breve quiseram fazer uma cidade e uma torre que tocasse os céus (Génesis 11:3-4). Mais uma vez a tola ambição de serem iguais a Deus. 

 

Deus travou-lhes a tolice que estavam a fazer, confundindo-lhes as línguas e espalhando-os pela terra. Aí continuaram com os pecados do homicídio, poligamia, idolatria. Por isso, Deus escolheu, por meio de Abraão, um povo que fosse Seu, obedecesse à Sua vontade e viesse a cumprir o Seu plano de redenção. Mas mesmo esse povo, saído das entranhas de Abraão, por Isaque, seu filho, viria a esquecer-se de Deus e a ultrapassar todos os limites. Foi preciso a disciplina de Deus operar com determinação. Mesmo assim, na plenitude dos tempos,  eles rejeitaram o Salvador.

 

Não obstante de Lei de Deus ser perfeita e pura, os homens desprezaram-na e entregaram-se a todos os deboches, ofendendo a Deus das mais variadas maneiras, transgredindo todos os mandamentos e esquecendo que um dia terão de comparecer perante Deus para serem julgados e Lhe prestarem contas da sua vida.

 

Esqueceram-se inclusive do velho mandamento "deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher e serão os dois uma só carne", transformando a verdade em injustiça, mudando a glória do Deus incorruptível, criando deuses e deusas que nada são, mudando o uso natural da mulher, inflamando-se na sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpezas e chegando à miserável baixeza do casamento gay.

 

Deus não vai tolerar isto por muito tempo. O fim está próximo. Abandonai os vossos pecados e chegai-vos a Deus, antes que venham a constatar, como o rico da parábola,  que só têm uma opção - sofrer eternamente.

 

"Chegai-vos a Deus e Ele Se chegará a vós".

publicado por archote às 07:02

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Outubro de 2013

JUDAS, O QUE O TRAÍRA, TROUXE, ARREPENDIDO AS 30 MOEDAS DE PRATA

Mateus 27:3-4                                                   Mateus 27:1-10

 

A traição é um dos actos mais degradantes que um homem pode cometer contra o seu amigo. Judas coluiu-se com os fariseus, saduceus, sacerdotes, os chefes de Jerusalém, e entregou-lhes Jesus.

 

Três anos e meio não chegaram para que Judas conhecesse Jesus e visse que Ele era o Filho de Deus. Recebeu 30 moedas de prata para O entregar.  Não teve nojo, nem vergonha de chegar junto de Jesus, no jardim de oração, beijá-lO e dizer: - "Rabi, eu te saúdo". A Bíblia diz que Judas, arrependido, atirou as 30 moedas pelo chão do templo, dizendo: "Pequei, traindo sangue inocente"!.

 

Porque é que Jesus, que perdoou a Nicodemos, à mulher adúltera, ao ladrão da cruz, que morreu a Seu lado, não perdoou Judas? Há apenas uma razão. Judas nunca se arrependeu, apenas fez teatro, e isso para Deus não serve. Ele podia arrepender-se diante das palavras apelativas de Jesus: - "Judas, o que fazes, fá-lo depressa". Também quando o Mestre lhe deu o bocado molhado.  Não, ele não se arrependeu. Continuou no caminho do pecado. Nesta hora, ele apenas sentia remorsos do que tinha feito.  O remorso não chega, é preciso arrependimento. Nesta altura, ele apenas queria enganar o mundo, quando, na verdade, ele é que era o enganado.

 

Irmãos, façamos um exame introspectivo, analisemoa a nossa vida, deitemos fora tudo o que é mau e, se o diabo já entrou em nós, luitemos contra ele. Não permitamos que ele reine em nós, mas nós, em Cristo, reinemos sobre ele.

 

Tenho muita pena por Judas ter escolhido este caminho de negação e traição. Jesus espera muito mais de nós.

publicado por archote às 07:04

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 22 de Outubro de 2013

NÃO TEMAS (Ó ISRAEL), PORQUE EU TE REMI

Isaías 43:1                                                             Isaías 43:1-3

 

"Não temas, diz o Senhor, Eu te remi, chamei-te pelo teu nome, tu és meu, ninguém te arrebatará das minhas mãos".

 

Estás com medo das complicações da vida? Estás com medo que te faltem os alimentos, o vestuário? Estás com medo da doença que pode surgir a qualquer momento? Estás com medo da morte? É normal ter medo em tão difíceis situações, mas nós temos um Deus poderoso que nos diz:

 

Se já és um remido do Senhor, não temas, porque "os olhos do Senhor estão sobre os teus caminhos". Se já foste comprado pela fé no sangue de Jesus, tu és um filho do Rei e Ele nunca te abandonará. Nem cancro, nem sida, nem esclerose, nem outras doenças incuráveis poderão afectar a tua vida, pois Ele é o médico dos médicos. Nenhum temporal te poderá afundar, pois é Ele que vai ao leme do barco da nossa vida. Nenhuma guerra, nem mesmo a guerra biológica, termonuclear ou outras  poderão abalar-nos, pois estamos à sombra do Senhor dos Exércitos.

 

Nós, os salvos e remidos pelo Senhor, não estamos sozinhos, nem desamparados. Ele está ao nosso lado e no nosso coração até à consumação dos séculos. Nós somos d'Ele, somos Seu tesouro e herança especial, comprados  com o Seu próprio sangue. Quem intentará acusação contra os escolhidos do Senhor?

 

Sejamos firmes e constantes na nossa fé; práticos e céleres no nosso trabalho e nenhum mal nos sucederá, nem praga alguma  chegará à nossa casa, porque aos Seus anjos dará ordens a nosso respeito, para nos guardarem, guiarem, para que não tropecemos em pedra alguma no nosso caminho. Nem peste, nem guerra, nem espanto nocturno, nada, nada nos atingirá, pois Ele nos ama com doce amor, verdadeiro e eterno (Leia o Salmo 91).

 

Não temamos. O Senhor está connosco e é o nosso refúgio e o nosso ajudador, para que atinjamos o alvo. Se não fosse assim, porque teria Ele morrido na cruz pelos nossos pecados? É que Ele, sendo Deus, se fez homem e servo obediente para comprar para Si um povo especial, zeloso das boas obras.

publicado por archote às 07:03

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds