Segunda-feira, 21 de Outubro de 2013

OS CÉUS MANIFESTAM A GLÓRIA DE DEUS

Salmo 19:1                                                  Salmo 19

 

Este é um maravilhoso Salmo, cuja leitura consola os nossos corações e ilumina as nossas mentes com maravilhosos ensinamentos.

 

Reparai em duas grandes testemunhas da realidade de Deus: - os céus e a terra manifestam a glória de Deus

                                                                                                   - o firmamento anuncia a Obra das Suas mãos

 

São testemunhas vivas da existência de Deus que, ainda hoje, no seu silêncio multíssono, falam aos nossos ouvidos para que entendamos e respeitemos o grande Criador e Sustentador dos céus e da terra.

 

Diante de tamanha complexidade, da exactidão e da beleza de tudo isto que Deus criou, só o crente, mediante a fé, pode compreender.  Todos os ímpios, incrédulos, andam por aí "às aranhas", inventando filosofias para explicarem Deus e Sua criação. Não há grandes "bangs", nem "explosões de estrelas", nem "evoluções", etc., que expliquem a criação do mundo. Tudo o que dizem e possam inventar é pura especulação.

 

Só a Bíblia, a Palavra de Deus, explica isso quando diz, na sua simplicidade: - "No princípio criou Deus os céus e a terra!.

 

A nós, resta-nos confiar, crer, porque "o que não sabemos agora, Ele nos revelará depois" (João 13:7). Nós saberemos e conheceremos o grande Deus, Criador e Sustentador de todas as coisas.

 

Não nos deixemos influenciar pelas teorias do mundo, nem pelos argumentos falazes, mas honremos ao Deus Criador, ao Senhor dos céus e da terra, que a todo o momento nos falam da Sua sabedoria, grandeza e amor por nós. Ele criou esta terra, que era um paraíso, mas que o homem tornou um inferno, de guerra, doença, imoralidade e fome.

 

Tenhamos fé em Deus e ouçamos a voz verdadeira dos céus, da terra e do firmamento, que anunciam a obra das Suas mãos.

publicado por archote às 07:08

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 20 de Outubro de 2013

NÃO HAVENDO VISÃO, O POVO CORROMPE-SE

Provérbios 29:18                                                   Provérbios 30:5-8

 

Há traduções da Bíblia que substituem a palavra "visão" pela palavra "profecia". Pessoalmente gosto mais do texto "Não havendo visão, o povo corrompe-se, mas o que guarda a lei, esse é bem aventurado".

 

É preciso não confundir visão com ideal. Ideal não tem inspiração moral, enquanto a visão tem. As pessoas que se entregam a ideais vão mais para o lado da fama, da glória, da riqueza, da moda, etc. Normalmente negligenciam Deus e a Sua verdade inspirada.

 

Não havendo visão, mas ideais, perdem-se muitas bênçãos. Com visão, busca-se a vontade de Deus, glorifica-se o Seu Nome e vê-se para além daquilo que é falível e passageiro. Onde houver visão, acoplando o plano de Deus, haverá justiça, vida recta e moral.

 

Assim que tiramos Deus da nossa vida (deixamos de ter visão), entramos nos caminhos do mundo, ambição desmedida, vaidade, egocentrismo, principiamos a corromper-nos. "Sem visão, o povo corrompe-se". Temos disto na Bíblia, como, por exemplo, no livro de Juízes, em que "cada um fazia o que lhe parecia recto aos seus  próprios olhos". Foi o desastre total. Perdiam Deus de vista, logo ficavam nas mãos dos seus inimigos, para sofrerem a escravatura dos seus algozes.

 

Irmãos, não percamos Deus de vista. Tenhamo-lO no coração e façamo-lO luzir nas nossas vidas, para que toda a gente veja que somos diferentes. Somos DELE!

publicado por archote às 07:00

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 19 de Outubro de 2013

O DEFUNTO LEVANTOU-SE E COMEÇOU A FALAR

Lucas 7:15                                                     Lucas 7:11-17

 

Não acha nada estranho no título da nossa meditação?

 

Leia outra vez, pausadamente, e veja se há ou não há algo que não está bem.

 

Sim, há algo de errado, porque os defuntos não se levantam, nem começam a falar, o que prova que aquele defunto já não o era mais. Era agora um jovem vivo e apto para fazer todas as actividades de um vivo - levantar-se, andar, pensar, falar, etc.. Isto só acontece quando Jesus entra na nossa  vida e faz a Sua obra.

 

Neste caso, Ele ressuscitou  um jovem, que tinha morrido, filho de uma pobre viúva, a quem o entregue com todas as capacidades própria de um jovem.  Mais adiante, no capítulo 8:49-56, de Lucas, Jesus entrou na casa de Jairo, onde ressuscitou uma menina, que logo começou a comer. Em João 11, Jesus foi ao sepulcro onde Lázaro jazia morto há quatro dias. Já devia cheirar mal, mas Ele ordenou que saísse para fora. Nunca se viu que um morto há quatro dias pudesse levantar-se e sair do sepulcro. Só Jesus, o Filho de Deus, pode fazer isto.

 

Jesus não só tem poder para curar doenças, para expulsar demónios, ressuscitar mortos fisicamente,. mas também para ressuscitar mortos em delitos e pecados e prepará-los para viverem a verdadeira e completa vida na presença de Deus. "O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus  é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 6:23). "Estando nós mortos, Ele nos vivificou juntamente com Cristo... e nos ressuscitou juntamente com Ele, para nos fazer assentar nos lugares celestiais" (Efésios 2:5-6).

 

Jesus é o Único que nos dá vida, e vida abundante, que ninguém nos pode tirar. Crede n'Ele, porque pela graça sereis salvos, por meio da fé.

publicado por archote às 07:07

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Outubro de 2013

QUALQUER QUE COMETE PECADO, COMETE INIQUIDADE

I João 3:4                                            I João 3:1-6

 

O pecado é iniquidade. "Qualquer que comete pecado, comete iniquidade, pois o pecado é iniquidade". Mas, o que é iniquidade? Iniquidade é injustiça, maldade, crime, perversidade, transgressão (dicionário), é algo que é feito contra Deus e contra a Sua lei. Pode ser considerado como um acto ou como um estado de íntima e constante rebelião contra Deus. 

 

O pecado pode ser cometido por pensamentos, palavras, obras, omissões (dos nossos deveres para com Deus e para com o próximo). "O que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17). A Bíblia diz que, nos últimos dias, os homens serão amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, blasfemos, ingratos, profanos, sem afectos naturais, desobedientes a pais e a mães, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, devassos, adúlteros, traidores, obstinados, orgulhosos, idólatras, efeminados, sodomitas, ladrões, bêbados, maldizentes, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela (II Timóteo 3:1-4; I Coríntios 6:10). Destes, afasta-te. Estão nos caminhos da iniquidade.

 

Quando a Bíblia fala sobre o pecado, que é a morte, sempre o apresenta como uma grave ofensa contra Deus. Para sairmos desse estado de morte temos que aceitar o dom gratuito de Deus, que é vida eterna por Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 6:23). Não esqueçamos que qualquer desobediência a Deus é pecado aos Seus olhos. Só o sangue do Senhor Jesus Cristo, o Seu Filho, nos pode purificar e preparar para entrarmos e permanecermos na presença de Deus.

 

Faz agora um exame de consciência. Analisa a tua vida à luz da pureza de Deus e, se encontrares iniquidade, pecado, confessa-lho, arrepende-te dele, abandona-o e crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo. Só Jesus pode resolver este problema do pecado nas nossas vidas.  Vamos ter com Ele, entreguemos-Lhe o nosso caminho e Ele tudo fará, incluindo, no Seu tempo, levar-nos para o céu.

 

Tu precisas de um Salvador. Jesus Cristo é o Único Salvador do mundo (Actos 4:12).

publicado por archote às 07:01

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013

CONVÉM QUE EU FAÇA AS OBRAS DO PAI... ENQUANTO É DIA

João 9:4                                                     João 9:1-7

 

É preciso trabalhar e trabalhar enquanto é tempo, pois breve chegará o fim e nada mais se poderá fazer. Jesus foi um trabalhador incansável. Encontramo-lO a trabalhar bem de manhã, ainda muito cedo, num lugar deserto, onde orava, certamente por todos nós (Marcos 1:35). Encontramo-lO de noite a ensinar Nicodemos, príncipe dos fariseus, acerca da necessidade de nascer de novo. Quando os tempos individuais de comunhão com o Pai terminavam, Ele continuava ensinando as multidões, curando doentes, expulsando demónios, consolando os tristes e ressuscitando os mortos.  Era um ministério intenso, de tal maneira cheio que, muitas vezes, tinha necessidade de dormir no barco.

 

Que grande exemplo para todos nós! Ele mandou-nos ir por todo o mundo, a pregar o Evangelho a toda a criatura, e temos a recomendação escriturística de que o devemos fazer a tempo e fora de tempo. Como é que nós estamos a responder às ordens de Jesus?

 

Há dias, falando com alguém, membro de uma igreja, ele dizia-me que nós devemos ser seguidores e não fanáticos. Que isso de sentir um peso permanente para fazer trabalho religioso já não é para os nossos dias, pois toda a gente já escolheu a sua religião. 

 

Talvez todos já tenham a sua religião, mas há milhões e milhões que não conhecem Cristo como Salvador. Este deve ser o nosso trabalho - pregar e ensinar que Jesus é o Salvador do mundo. Não pregar uma religião.

 

Jesus não é uma religião. Jesus é a Pessoa divina que veio do céu à terra para salvar o mundo. Há que aproveitar o nosso tempo para fazer o que Ele mandou (Mateus 28:16-20).

 

Jesus não apenas mandou os Seus trabalharem nesta Obra. Ele próprio Se empenhou totalmente a fazê-la. Sigamos-lhe o exemplo, pois o Pai também trabalha até agora. Não nos são impostos alvos mínimos para atingir, mas é nos exigido que façamos o nosso melhor (Marcos 14:8).  Temos que procurar ser servos bons e fiéis, para sermos galardoados.

 

Diante destes factos, resta-nos orar como o salmista: - "Senhor, ensina-nos a contar os nossos dias para que alcancemos corações sábios" (Salmo 90:12).

publicado por archote às 07:07

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Outubro de 2013

TUDO TEM UM TEMPO DETERMINADO... E, VINDO ELE, EVANGELIZOU A PAZ ENTRE VÓS

Eclesiastes 3:1, 8                                              Efésios 2:17

 

Realmente há um tempo para tudo. Tempo determinado para nascer e para morrer; tempo de plantar e de ceifar; tempo de construir e de destruir; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de perder  e tempo de achar; tempo de amar... tempo de evangelizar a paz neste mundo em conflito permanente.

 

Para Paulo, e segundo o seu próprio testemunho, houve tempo de evangelizar a paz aos que estavam em guerra com Deus e consigo mesmos.  Tempo para levar a mensagem de paz aos que estavam longe de Deus, perdidos e afundados nos seus pecados e idolatria, como era o caso dos Efésios e como é o nosso próprio caso. Hoje ainda é tempo de alargarmos as estacas da nossa tenda e anunciarmos a Cristo que, na Sua carne, veio para desfazer a inimizade existente entre os homens e promover um caminho de verdadeira paz. Os homens precisam de viver em paz uns com os outros para serem felizes e cumprirem os objectivos para que Deus os criou - a glorificação do Seu Nome. 

 

Quantas guerras têm ensanguentado este mundo! Quantos tratados de paz e armistícios falhados e traídos! Lembro-me da assinatura da rendição da Alemanha e a assinatura do tratado de paz em 8 de Maio de 1945. Quanta alegria, quanta euforia pelo fim da guerra! Mas foi por pouco tempo. Logo veio a guerra Israel/árabe, a guerra da Coreia, a guerra do Vietname e tantas outras, hoje ainda em acção, na Síria, em Israel, em diversos países árabes.

 

Não há paz, mas há guerra, fome, morte, miséria, ódio entre os homens. E porquê? Porque os homens têm rejeitado o Evangelho da paz, têm proibido, ridicularizado, desprezado a paz que Cristo dá. A única paz que permanece para sempre. "Dou-vos a Minha paz. Não vo-la dou para a tornar a tirar... "  A Minha paz é para sempre!

 

Este é o tempo de levar Cristo, o príncipe da paz, ao mundo inteiro, para que, crendo n'Ele, não mais volte à turbulência do mundo.

 

Abre o teu coração e recebe nele o Evangelho da paz.

publicado por archote às 07:03

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 15 de Outubro de 2013

O SENHOR DERROTOU SÍSERA COM TODOS OS SEUS CARROS DE GUERRA

Juízes 4:15                                                      Juízes 4:15-24

 

Sísera era o comandante chefe das tropas de Jabim, que, naquele tempo, tinha submetido à servidão o povo de Israel. Ele tinha o comando de uma força especial de "novecentos carros ferrados" e uma multidão de homens, desde Arosete dos gentios até ao Ribeiro de Quison.

 

No entanto, com Débora e Baraque, sob o comando directo de Deus, toda esta multidão (bem como a "força de comandos", composta de 900 carros ferrados), foi derrotada pelo Senhor (v. 15), sendo que o próprio Sísera, o comandante, teve de fugir.

 

Diz a Escritura que ele fugiu a pé. Não confiou em nenhum dos seus carros ferrados, nem na escolta dos seus exércitos. Deus tinha feito uma obra completa. Sísera não tinha em quem confiar. Fugiu a pé, talvez sem armadura para não ser reconhecido. Mas, quem pode fugir aos olhos de Deus? Ninguém. "De onde me irei da Tua presença, Senhor? Se subir ao céu, Tu aí estás; se descer ao sheol, ali Tu irás também; se subir nas asas da alva ou habitar nas extremidades do mar, até ali a Tua mão estará sobre mim..." (Salmo 139:7-10).

 

Sísera fugiu para a tenda da mulher de Heber, mas, ali mesmo, Jael, mulher de fé e confiança em Deus, o matou, pondo fim à sua carreira de vanglória e prepotência. O pecado do ímpio irá atrás dele e, por fim, fará a sua obra de morte. Confessa agora teus pecados, mesmo os mais ocultos e pessoais e Deus te perdoará. Se o não fizeres o teu pecado te apanhará.

 

A coisa bonita que encontramos neste texto de Juízes 4 e 5, não é apenas a vitória do Senhor por meio de Débora, Baraque e Jael, mas é também o extraordinário cântico de louvor a Deus, que Débora faz. Ela não se apresenta como heroína, mas dá louvores a Deus pela vitória dada ao povo de Israel. Faz-nos lembrar as palavras do salmista "Não a nós, não a nós, Senhor, mas ao Teu Nome seja dada a glória, a majestade e o poder, pois Tu és o Todo Poderoso".

 

De facto, Deus é quem nos dá a vitória. Tenhamos coragem de o dizer, pois nós, sem Deus, nada somos neste mundo.

publicado por archote às 07:03

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Outubro de 2013

OUVE-SE QUE HÁ, ENTRE VÓS, PROSTITUIÇÃO

I Coríntios 5:1                                              I Coríntios 5:1-13

 

A Igreja de Corinto estava conspurcada com o pecado da prostituição. Todo o sexo fora do casamento ou é prostituição ou é adultério.

 

Em Corinto a imoralidade tinha entrado de tal maneira na Igreja que até havia quem abusasse da própria mulher do seu pai, a madrasta. O que era mais triste era que o mesmo continuava na Igreja, inibindo-a de uma verdadeira comunhão com Cristo e de uma completa envolvência no trabalho. O pecado prejudica a Obra de Deus.

 

Precisamos de afirmar aqui que o sexo entre um homem e uma mulher é uma maravilhosa bênção de Deus para os seres humanos, mas todo o sexo fora do casamento é fornicação, prostituição ou adultério, e isto é condenável aos olhos de Deus. É prejudicial para quem o pratica e é prejudicial para a comunidade onde é praticado. Traz consigo prejuízo físico, moral e espiritual.

 

É triste que as nossas Igrejas estejam cheias de mancebia, adultério e fornicação. É amargurante que a nossa sociedade, inclusive as comunidades cristãs, tenham ostracizado e esquecido oito dos dez mandamentos da lei de Deus, criminalizando apenas dois  - NÃO MATARÁS e NÃO FURTARÁS.

 

Porque será? Talvez porque toca no nosso corpo físico e também na nossa carteira, que, infelizmente, adoramos acima de tudo.

 

As Igrejas cristãs não devem descriminalizar qualquer mandamento, porque "quem tropeçar num só ponto, torna-se  culpado de todos os outros" (Tiago 2:10). Quem assassina ou quem comete adultério deve ter a mesma pena - a morte - porque "o salário do pecado é a morte". 

 

Desenraizemos das nossas igrejas todo o pecado, quer seja a devassidão, o roubo, o homicídio, a fornicação, a idolatria, a mentira, a sodomia, a homossexualidade, a avareza, a bebedice, o adultério, a maledicência, o sexo fora do casamento, etc., etc.. (I Coríntios 5:9-10).

 

Deixemos que o Espírito Santo opere na Igreja e a purifique de todo o pecado, para que seja a noiva pura e irrepreensível de Cristo.

publicado por archote às 07:07

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 13 de Outubro de 2013

A AREIA ESBRASEADA SE TORNARÁ EM LAGOS E A TERRA SEDENTA MANANCIAIS DE ÁGUAS

Isaías 35:7                                               Isaías 35:4-10

 

Já alguma vez viu uma miragem? Uma miragem é o efeito de refracção e reflexão que aparece nos desertos, dando a ilusão de proximidade de lugares distantes como que reflectidos na água. É uma ilusão óptica que nos faz ver algo que não está ali.

 

Nós, por natureza, temos "visões" das coisas antes que elas se tornam realidades. Cuidado, para que não tomemos a ilusão pela realidade. Essa é a obra do diabo para nos desestabilizar, nos tornar pusilânimes, medrosos e incapazes de prosseguir para o alvo.

 

No nosso texto, que tirámos da versão João Ferreira de Almeida revista e actualizada, vem uma profecia sobre a terra de Israel, que seria completamente destruída e devastada, não pelo império assírio, que já dominava o Reino do Norte, mas pelo império babilónico, que ainda deveria levantar-se. Seria uma devastação tremenda.  O profeta não via uma miragem, mas tinha uma profecia autêntica - profetiza que essa terra, agora de areias requeimadas, desérticas, virão a ser como um jardim regado.  Essa terra, habitação de chacais, será regada, abençoada e nela haverá o caminho santo, pelo qual poderão andar, e até mesmo os loucos nele não errarão.

 

Essa promessa haveria de cumprir-se, em parte, quando os judeus começaram a chegar à Palestina, no fim da primeira metade do século XX, e a irrigaram, transformando Jerusalém para que os resgatados do Senhor pudessem voltar e andar em segurança, com gozo e alegria.

 

Esta profecia é um protótipo de Jesus, "o caminho, a verdade e a vida", no qual andarão seguros aqueles que se abrigarem à Sua sombra. Ninguém os poderá afastar do amor de Cristo, pelo gozo e alegria que terão. Deles fugirá a tristeza e o gemido. ALELUIA!

publicado por archote às 07:09

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 12 de Outubro de 2013

PREGUEMOS A PALAVRA, INSISTINDO A TEMPO E FORA DE TEMPO

II Timóteo 4:2                                            II Timóteo 4:1-5

 

Paulo orava e insistia para que Timóteo pregasse a Palavra em todas as circunstâncias - momentos que nós julguemos bons para falar de Cristo e momentos em que, à luz do nosso entendimento, não sejam oportunos, uma vez que só Deus conhece todas as circunstâncias. Paulo dizia quero que, a tempo e fora de tempo, pregues a Palavra e instas sempre, pregando, ensinando, redarguindo, repreendendo e exortando com toda a longanimidade e doutrina. É sempre tempo de fazer isto, quer tenhamos vontade, quer não.

 

O tempo de anunciar a Palavra é o tempo mais maravilhoso do servo que foi chamado para este ministério. Ele gasta-se, entrega-se totalmente nas mãos de Deus e deixa que o Espírito Santo use cada palavra, cada gesto, cada toque de entoação, para Sua honra e glória. Deixa de ser ele a falar para ser apenas o instrumento que Deus usa. É o canal pelo qual a Palavra da vida chega às pessoas.

 

Temos que usar este tempo sem falhas, sem desperdícios, porque virá o tempo em que não sofrerão a sã doutrina, mas, plenos de vaidosa comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências e desviarão a sua atenção para falsos  ensinamentos, desviar-se-ão da verdade, voltando às fábulas, às bruxarias, aos "espíritos que chilreiam", aos ídolos, etc.. O servo de Jesus Cristo deve ser sóbrio, honesto em tudo, não permitindo que "outras palavras" encham os seus ouvidos.

 

O servo, mensageiro de Deus, deve estar de tal maneira saturado da Palavra de Cristo que não haja mais lugar para os acrescentos ou para as omissões. A Palavra Revelada está completa. É esta que devemos pregar, pois só ela dará frutos para glória de Deus.

 

Insta na pregação da Palavra, pois ela é "lâmpada para os nossos pés e luz para os nossos caminhos".

publicado por archote às 07:06

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds