Terça-feira, 21 de Janeiro de 2014

OS MEUS PENSAMENTOS NÃO SÃO OS VOSSOS PENSAMENTOS

Isaías 55:8

 

Para ilustrar esta grande verdade, tomamos a liberdade de transcrever para o "LUZ DIÁRIA" a lindíssima poesia de Clarisse Barros, no seu livro "Selah", 1ª edição, página 234:

 

Se fosse eu a escolher o meu caminho,

buscaria os prados verdes de alegria,

as terras férteis, protegidas no sopé das montanhas,

as planícies bem regadas  de Sodoma,

e nunca subiria a Moriá para adorar!

 

Faria habitação entre os moradores da terra,

compraria faisões e iguarias nos mercados do pecado,

lutaria a sua horrenda guerra,

correria a beber às fontes  imundas do seu prazer,

e, morrendo devagar, pensaria estar a viver.


Mas, oh Senhor, meu Amado Senhor,

como em Tua graça me impedes de ser eu a escolher!

Como Tu me livras e me defendes do meu próprio ser!

Como Tu me chamas, me suportas,

me alentas e derramas sobre mim Tua bondade,

enquanto me sustentas no caminho que escolheste para

mim!


Contigo eu subo a íngreme montanha.

Dali avisto a glória de há de vir.

Ali espero, alegre, a eternidade,

ali contemplo o Teu poder, o Teu amor, a Tua justiça

e a santidade do meu Redentor!

Ali cessa o murmúrio da batalha deste mundo,

ali soa somente a doçura

da voz mansa e delicada do meu Senhor.

Ali a minha luta é de oração.

E enquanto coloco sobre o altar a minha vida,

e rendida adoro com todo o coração,

Tu estendes a Tua mão para me livrar.


Ergues-me de novo. Renovas-me o vigor,

ajustas a minha cruz. Suavizas meu jugo

e mostras, com imutável e inabalável amor,

como Tua vontade é perfeita, agradável e boa,

como os teus pensamentos e os Teus caminhos não são

como os meus:


Aqui, dás-me uma cruz,

mas na glória dar-me-ás uma coroa!


(Extraído)

publicado por archote às 07:07

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2014

EU SOU DO MEU AMADO E ELE É MEU

Cântico dos Cânticos 6:3,  2:6,  7:10

 

Este livro representa a ligação muito  especial e íntima da Igreja com Jesus, o noivo com a noiva, a Igreja purificada e santificada em Cristo Jesus. Este livro tem mesmo como tema o AMOR - "Eu sou do meu amado e Ele é meu, me tem amor, levou-me à sala dos banquetes e a sua bandeira sobre sobre mim é o amor" (!:27 e Apocalipse 19:7).

 

Que bom é termos consciência de que Cristo nos salvou e santificou com Seu precioso sangue, a fim de podermos fazer parte da Igreja que Jesus virá arrebatar deste mundo, em grande aflição, para a levar para Si mesmo, na qualidade de noiva do Cordeiro.

 

Esta Igreja, que  será arrebatada por Jesus,  é composta por todos os salvos já mortos, mas que ressuscitarão incorruptíveis para se juntarem aos salvos que estiverem ainda vivos na terra.  Todos irão ao encontro de Jesus nos ares, ficando para sempre com o Senhor (I Tessalonicenses 4:13-17).

 

Agora, aqui neste mundo, vivemos a alegria de sabermos que somos do AMADO, que Ele é nosso e que ninguém nos arrebatará da Sua mão. É glorioso vivermos já nesta reconfortante esperança, enquanto milhões vivem sem rumo, sem fé e sem salvação.

 

Queridos, alegremo-nos, regozijemo-nos e demos-Lhe glória porque vindas são as bodas do Cordeiro e já a esposa se aprontou. Eu sou do meu Amado e Ele é meu; bem-aventurados aqueles que são d'Ele e são chamados para as bodas.

 

"Eu sou do meu Amado", porque Elo veio buscar-me, salvar-me, limpar-me dos meus pecados e preparar-me para gozar esse momento de inolvidável glória de me assentar à Sua mesa.

 

Tu já és do Amado Jesus? Já Lhe entregaste o teu coração?  Já tens em ti a certeza de que és d'Ele e que Ele é o teu Salvador?

 

Este é o momento de confessares os teus pecados a Deus e de receberes a Jesus no teu coração, para passares a fazer parte da magna assembleia dos salvos que estarão na sala dos banquetes protegidos pela Sua bandeira (C.C. 2:4)

publicado por archote às 07:06

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 19 de Janeiro de 2014

O HOMEM MUITO REPREENDIDO ENDURECE A SUA CERVIZ

Provérbios 29:1

 

Antes de me converter e dar lugar, na minha vida, à Pessoa bendita de Jesus, eu era, dos sete irmãos, o mais insensível às repreensões e aos castigos. Por isso compreendo o pensamento do sábio escritor de Provérbios.

 

As muitas repreensões endurecem o carácter, cauterizam e endurecem a consciência, deixando-a insensível a qualquer apelo.  Alguém disse que as crianças e os adolescentes não precisam de castigos e correcções, mas de exemplos. O que é que vale um ladrão estar a exortar um filho a não roubar? Ou um mentiroso a ensinar um filho a ser verdadeiro? Ou um pai violento a dizer à sua prole que seja pacífica? Correctivos, repreensões, castigos, não valem de nada.  São precisos exemplos de vida.

 

Certo homem vivia lado a lado com um casal de crentes, que lhe falava constantemente da Bíblia, da necessidade de salvação, da prioridade de aceitar Cristo, o Filho de Deus, como Salvador. Mas ele, "moita carrasco", "estava-se nas tintas" para os avisos e exortações dos vizinhos.

 

Um dia, ele foi para o mar no seu veleiro e foi apanhado por uma tempestade, que destruiu o luxuoso barco, tendo o homem sido salvo por um navio que passava nas imediações. Foi levado para o hospital, onde os seus vizinhos crentes o visitaram, aconselhando-o, uma vez mais, a aceitar Jesus como seu Salvador, oferecendo-lhe também uma Bíblia.

 

O homem leu a Biblia, gostou, mas nada mudou na sua vida. Foi fazer uma viagem e teve necessidade de atravessar uma lagoa gelada. Mas o gelo partiu e ele foi resgatado das águas geladas por um dos companheiros. Mais uma vez os vizinhos lhe falaram da necessidade de ter uma vida espiritual com base na fé em Jesus. Ele sorriu, achou bem, mas nada mais.

 

Um dia voltava a casa no seu luxuoso automóvel e veio de lá um tresloucado que embateu nele com tal violência que o homem foi de novo levado para o hospital, desta vez em perigo de vida. Ali foi visitado pelo vizinho crente que o aconselhou e lhe lembrou as vezes que Deus já o tinha poupado da morte. Aquilo eram avisos de Deus. Ele precisava de dar ouvidos aos avisos dos céus, porque amanhã poderia ser muito tarde.

 

O vizinho rico morreu sem se saber se havia ou não sido salvo. O vizinho crente, então, pensou porque é que a sua mensagem não foi ouvida. A sua consciência falou-lhe:

  • ele não ia todos os domingos à igreja, ficando a arranjar o seu jardim
  • ele não era dizimista, nem gostava de repartir com os pobres
  • ele não estava envolvido nos trabalhos da igreja
  • ele não fazia o culto doméstico com a esposa e nem todos os dias lia a Bíblia
  • no final, ele era um crente de palavras, mas não de vida exemplar

Possivelmente, o vizinho teria ido à igreja se ele, em vez de apenas lhe falar, fosse com ele aos cultos e vivesse mais a Palavra de Deus.

 

Agora, no seu jardim, ele confessava a Deus o seu pecado, pensando que o seu vizinho talvez não tivesse sido salvo porque ele não viveu a vida cristã, mas apenas falou do que não praticava.

 

 

publicado por archote às 07:08

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 18 de Janeiro de 2014

SOFRE COMIGO AS AFLIÇÕES, COMO BOM SOLDADO DE JESUS

II Timóteo 2:3                                              II Timóteo 2:1-10

 

Tu, meu irmão, fortalece-te na fé e na graça que há em Cristo Jesus, toma a espada do Espírito e o capacete da salvação e sofre comigo as aflições, como um bom soldado de Jesus Cristo, porque, no fim, terás a alegria da vitória e o prémio que o Senhor tem reservado para ti.

 

Os soldados de qualquer exército têm que ter armas, saberem usá-las no tempo próprio e estarem preparados para a guerra. Nós, os soldados de Jesus Cristo, também temos armas para usar:

  • a armadura de Deus, que é a comunhão, o conhecermos a vontade de Deus e sabermos discernir o que Ele quer que façamos. Com esta armadura estaremos aptos para resistir nos dias maus, ficando firmes
  • devemos estar cingidos com a verdade e ter posta a couraça da justiça, para que Satanás não penetre em nós
  • devemos ter os pés calçados com o Evangelho da paz, para que pisemos  e apaguemos os incêndios abrasadores das correntes satânicas
  • devemos ter em mãos o escudo da fé, para apagarmos todos os dardos inflamados do maligno
  • devemos ter colocado na nossa cabeça (centro nevrálgico da nossa vida) o capacete da salvação, conscientes que é uma salvação eterna e que ninguém nos arrebatará da mão de Deus
  • tomando também a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus, para com ela nos defendermos das tentações e golpes baixos do inimigo e atacarmos as hostes infernais do maldade
  • com tudo isto, também devemos orar, a tempo e fora de tempo, com oração e súplicas, no Espírito, sabendo que a luta não é nossa, mas do Senhor

"Rogo-vos, pois, que sofrais comigo, como bons soldados de Jesus Cristo", as lutas  da Sua causa, preparando-nos e usando as armas que Ele nos deu, para vencermos o inimigo das nossas almas. Estejamos sempre preparados para usar toda a armadura de Deus em defesa da Sua Igreja, tendo por certo que não estamos sozinhos, mas que lutamos na força do Espírito Santo.

publicado por archote às 07:11

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2014

MAÇÃS DE OURO EM SALVAS DE PRATA, ASSIM É A PALAVRA DITA A SEU TEMPO

Provérbios 25:11                                   Provérbios 25:10-12

 

As palavras ditas no tempo próprio podem ser uma bênção. Podem consolar na doença, podem estimular no desânimo, podem despertar no tempo da inconsciência, podem empolgar para grandes vitórias.

 

Li algures que um jovem crente ia ser operado a um cancro, que o destruía vagarosamente. Já na mesa de operações, um dos cirurgiões que o iam operar disse-lhe:- meu amigo, neste momento e antes que o anestesiemos, pode falar e dizer o que quiser, pois o que disser agora serão as últimas palavras que pronuncia.

 

O jovem ia ser operado a um cancro na língua, que lhe seria arrancada. Nunca mais poderia falar. Ponderando mas palavras do médico, o rapaz disse com convicção: - quero dar graças ao meu Deus, que mandou Jesus, o Seu Filho amado, para nos livrar dos nossos pecados. Louvo a Jesus porque Ele morreu na cruz por mim e agradeço ao Espírito Santo que inculcou no meu coração esta fé salvadora, que me tirou da trevas para a luz.

 

Os médicos e anestesistas ficaram admirados e tocados por aquelas palavras de fé, que eram verdadeiras maçãs de ouro em salvas de prata. Dali para diante nenhuma daquelas pessoas poderia dizer "a mim nunca falaram de Cristo".

 

Há muitos homens cristãos que na hora da sua morte disseram e deixaram grandes mensagens de conforto e testemunho.

 

Estêvão disse : - "Eis que vejo os céus abertos e o Filho do homem em pé, à mão direita de Deus", e, de joelhos, clamou: - "Senhor, não lhes imputes este pecado" (Actos 7:55-60). Verdadeiras maçãs de ouro em salvas de prata.

 

Jacob disse: - "Eis que eu morro, mas Deus será convosco e vos fará tronar à terra de nossos pais" (Génesis 48:21).

 

David disse a Salomão: - "Esforça-te e sê homem. Guarda a observância do Senhor, teu Deus, para andares nos Seus caminhos e guardares os Seus estatutos e mandamentos... para que prosperes em tudo quanto fizeres ( I Reis 2:2-3).

 

E porque não relembrar as últimas palavras de Jesus, verdadeiras pérolas de alto valor: - "Está consumado, em Tuas mãos entrego o Meu espírito" (Lucas 23:46).

 

 

 

 

publicado por archote às 07:04

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2014

JESUS DISSE: - "EU VENCI O MUNDO"

João 16:33b                                       João 16:29-36

 

Embora estas palavras de Jesus - EU VENCI O MUNDO - sejam pronunciadas já na sombra da Sua da prisão, julgamento e morte na cruz, elas são um grande estímulo para nós, os Seus discípulos, hoje, para lutarmos e vencermos o mundo que "está no maligno" (I João 5:19)

 

Jesus morreu na cruz do suplício, mas venceu o mundo, pois, no primeiro dia da semana, ressuscitou dos mortos, vencendo a morte, e, depois de 40 dias com os Seus discípulos, aqui na terra, subiu ao céu, assentando-Se, triunfante, à mão direita do Pai (Actos 7:55-56), de onde há de vir para julgar os vivos e os mortos (II Timóteo 4:1; Actos 10:42). JESUS VENCEU o mundo. Nós, com Jesus, venceremos o mundo e a sua iniquidade.

 

Como Jesus disse, é  uma luta constante e sem tréguas. No mundo tereis aflições, perseguições, tentações. Momentos de solidão e de angústia, porque este é o tempo do ministério do diabo, nosso adversário, que anda ao redor de nós, ora rugindo como leão para nos assustar, ora vestido de pele de ovelha. Boas palavras  -"tudo nos é lícito", esquecendo-se de citar o resto do texto bíblico, "mas nem tudo nos convém.

 

Resisti ao diabo, usando a Palavra de Deus. Mas cuidado, porque ele também a usa, como usou na tentação de Jesus (Mateus 4:1-10).

 

Há poucos dias, falando com uma "crente liberal", que defende que devemos deixar o fanatismo e viver um cristianismo que não nos prenda, mas liberta, ela dizia-me: - Porque proibir o sexo fora do casamento? Porque proibir que os jovens experimentem a vida de casados antes de o serem? Porque ser obrigado a dar o dízimo se Deus é dono de tudo? Porque não os casamentos gay's? Porque não o aborto? Porque não o divórcio quando um dos cônjuges se cansa do outro? Porque não faltar ao culto quando se não tem vontade de ir? Etc., etc..

 

Podia responder directamente a cada questão, mas falta-me o espaço e o tempo para responder a tantas perguntas diabólicas. Apenas  direi: porque isso não é vencer o mundo, mas é ser vencido pelo mundo

 

Não deis lugar ao diabo. Na hora da tentação, pegai na espada do Espírito, a Bíblia, e resisti-lhe firmes, como Jesus (Mateus 4:1-11) e vencei o diabo e o mundo.

 

 

 

publicado por archote às 07:09

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

OLHEI PARA A MINHA DIREITA E NADA VI; NÃO HAVIA QUEM ME CONHECESSE, NEM REFÚGIO PARA MIM

Salmo 142:4                                              Salmo 142

 

O escritor deste Salmo fala da tristeza da solidão, do stresse que a mesma traz à vida.

 

Há pouco tempo, os jornais noticiaram a morte de um homem que foi encontrado sem vida no seu carro, com uma carta sobre os joelhos, com a seguinte nota: - tomei a atitude de me envenenar porque todos me abandonaram por ser um drogado. Precisava de ajuda, mas todas as portas se fecharam. "Olhei à minha direita e à minha esquerda e não vi quem me conhecesse; não havia refúgio para mim; ninguém cuidou da minha alma" (Salmo 142:4).

 

Vê as diferenças nas atitudes destas duas personagens - o jovem envenenou-se por estar em solidão, abandonado, sozinho. O Salmista diz:- "Senhor, a Ti clamei e Tu foste o meu refúgio, a minha porção na terra dos viventes, atendeste ao meu clamor, porque estava abatido, sentia-me sem refúgio... e Tu tiraste a minha alma da prisão, pelo que louvo o Teu Nome" (Salmo 142:5-7).

 

Atitudes diferentes, respostas e saídas diferentes. Um pensou que não havia solução para o seu estado deprimente e procurou a morte física, que trouxe consigo também a morte eterna. O outro buscou ao Deus do céu, que está sempre presente quando é invocado em Espírito e Verdade, e encontrou cura, libertação e até tempo para louvor.

 

Se te encontras num estado de solidão, desespero, angústia, o Deus do céu é a solução. Onde quer que estejas, dirige-Lhe, com a tua alma, um pedido de ajuda e Ele virá em teu socorro, curando-te, sendo o teu amigo, mais chegado que um irmão, dando-te muito mais do que pediste.

 

David encontrou resposta para os seus problemas e acabou por ver que não estava só na vida - encontrou Deus, o seu Senhor.  Eu estava perdido e sem rumo na vida; encontrei Jesus, o Salvador,  que é o Caminho, a Verdade e a Vida.  Tu tens à mão uma solução. Basta que Lhe segredes uma oração e Ele, que é Deus e vê o teu coração, te responderá.

 

Qualquer que seja o teu problema, experimenta, agora, falar com Deus e Ele te responderá.

publicado por archote às 07:05

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 14 de Janeiro de 2014

EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE

Job 19:25                                              Job 19:4-29

 

Job é uma das personalidades mais extraordinárias de toda a Bíblia. Depois de ter passado pela morte dos filhos, pela perda de todos os seus bens, pelo desprezo da mulher, pelas doenças mais terríveis que Satanás mandou sobre ele, sofreu ainda as acusações dos amigos mais chegados. Nada tinha que o confortasse, além de um caco de telha, com que coçava e raspava as suas feridas (Job 2:8). Quem resistiria e seria paciente como Job?

 

No entanto, no meio de tudo isto, ele expressa a sua fé, com uma profundeza extraordinária, como ele próprio disse "com pena de ferro em chumbo - eu sei que o meu Redentor vive e que, por fim, se levantará sobre a terra, e eu, depois de consumida a minha pele, ainda em minha carne verei a Deus" (Job 19:25-26).

 

Job cria num Deus vivo, que estava no controlo de todas as coisas e que, portanto, o seu sofrimento acabaria e ele, ainda em sua carne, veria Deus. As doenças, a perda dos filhos e dos bens e as calúnias dos amigos não desequilibraram a sua fé no Deus vivo, que é a nossa força e o nosso escudo. Deus abençoa, socorre, consola e sustenta em  todas as situações da vida.

 

E nós? Quando as coisas não correm bem, como nos comportamos? Andamos  a fazer queixinhas aqui, acusações acolá, em vez de confiarmos no Deus vivo que, no fim de tudo, é vitorioso sobre o pecado, sobre a morte e sobre Satanás? Job não fez assim, confiou até ao fim e" em todas estas coisas não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma".

 

Job foi fiel e recebeu o galardão que Deus lhe deu (Job 42:10-12). Nós receberemos o galardão de Deus se formos fiéis até à morte. E, mesmo que alguns de nós sejam perseguidos e mortos,  ainda em nossos vida veremos a Deus.

 

Sê fiel até à morte e o Senhor te dará a coroa da vida (Apocalipse 2:10).

publicado por archote às 07:07

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 13 de Janeiro de 2014

JOB ERA UM HOMEM SINCERO, RECTO E TEMENTE A DEUS

Job 1:1                                                             Job 1:1-5

 

Não há muitos homens de quem se possa dizer que é recto, sincero, justo e temente a Deus. É que "todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus". "Não há um justo, nem um sequer; não há quem faça o bem". Isto quer dizer que Job era recto, sincero e temente a Deus segundo a avaliação dos homens.

 

Que bom seria que todos os que nos conhecem fizessem essa avaliação das nossas vidas - justos, sinceros e tementes a Deus!

 

Job é um dos caracteres mais conhecidos na Bíblia, pela sua paciência nos sofrimentos, pela forma recta e sincera como enfrentou todos os problemas, doenças e calúnias que o diabo trouxe sobre ele. A Bíblia dá testemunho dele, dizendo "em tudo isto Job não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma".

 

Que faríamos e que diríamos nós se nos viessem dizer, sucessivamente: - os teus sete filhos e filhas morreram soterrados na casa onde confraternizavam com o teu primogénito; os teus bois, ovelhas e camelos foram roubados pelos teus inimigos; os teus empregados foram mortos; já não tens nada; és pobre e desfilhado? Job respondeu: "Nu saí do ventre de minha mãe, nu voltarei para lá. O Senhor o deu, o Senhor o tomou, bendito seja o Seu Nome".

 

Tu, meu amigo, que dirias? Quais seriam as palavras da tua boca? Que louvor ou que acusações farias? Job não pecou, antes, louvou a Deus.

 

E se, de um momento para o outro, o teu corpo atlético, bem constituído, saudável, se tornasse num monstro, ulceroso, mal cheiroso, cheio de chagas, leproso, desde a planta dos pés até à cabeça, a ponto da tua própria mulher te desprezar e te convidar a amaldiçoar a Deus, que farias? Que dirias? Como classificarias Deus? Job disse: "Receberíamos nós o bem de Deus e não suportaríamos os males?" E não pecou Job com os seus lábios.

 

Nós diríamos: não há Deus, porque um Deus verdadeiro não faria isto; Deus é um monstro; Deus não presta; não quero esse Deus; amaldiçoo a Deus do fundo do coração; não quero um tal Deus, etc., etc..

 

"Job não pecou com os seus lábios". Conformou-se  com a vontade de Deus. Contentou-se com os sofrimentos, como se tinha conformado com os bens - deu graças a Deus.

 

Oh!  por favor, tu que estás a enfrentar tantos problemas familiares, de desemprego, de fome, de uma doença terminal, pensa que Deus está no controlo de tudo. Dá graças a Deus por tudo e prepara-te, pela fé, para receberes a coroa da vida.

 

Não sigas o que te parece lógico, Não vás atrás das tuas inclinações, que te parecem razoáveis, mas espera em Deus, que é a nossa força e o nosso escudo.  Confia n'Ele e, no Seu tempo, serás socorrido como Job foi (Ler Job 32:10-12).

publicado por archote às 07:09

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 12 de Janeiro de 2014

A RAINHA VASTI RECUSOU-SE A IR À PRESENÇA DO REI

Ester 1:12                                                          Ester 1:1-21

 

O livro de Ester é o único livro da Bíblia que não traz expresso o nome de Deus. Mas Deus é apresentado de forma bem viva nos grandes intervenientes do mesmo, Mardoqueu e Ester. Se este livro não estivesse no cânone das Escrituras Sagradas, estaria a faltar algo de muito importante, expresso na atitude da rainha Vasti - a sua recusa de entrar numa festa de bêbados, luxuriosos e viciados impudicos - e de Ester, jovem judia, plena de coragem, amor ao seu povo e pronta para servir. É um livro maravilhoso, plenos de ensinos, de tal maneira que o diabo, através de alguns homens tidos por sábios, acrescentou-lhe o "sonho de Mardoqueu" (10:4-12), o aditamento de édito de Assuero (capítulo 8), cópia do édito contra os judeus (capítulo 3). Estes são textos apócrifos, espúrios, não estando nos originais em língua hebraica. 

 

Hoje, queria destacar a coragem da rainha Vasti que, sendo idólatra e acostumada aos vícios da corte de Artaxarxes, não quis entrar, como objecto de demonstração, no banquete do rei. Era demais  para ela.

 

Prouvera aos céus que muitas mulheres, ditas cristãs, se pusessem no seu lugar de mulheres e mães e se negassem às luxúrias desta vida, sendo, como ensinam as Escrituras, castas, tementes a Deus, mulheres de um só homem, obedientes no amor aos seus maridos, trajando honestamente, com pudor e modéstia, não enfeitadas por fora, mas sujas de pensamento e coração ( I Pedro 3:1-6).

 

Vasti foi uma mulher corajosa, enfrentou a sua destituição, mas defendeu a sua dignidade de mulher. Quantas mulheres hoje serão capazes de agir em defesa dos valores cristãos?

 

Ester também foi uma mulher de coragem. Não usou de truques, nem enfeites para ir à presença do rei. Foi à presença de Assuero sem que ele a mandasse chamar, o que podia implicar a sua morte, se o rei não estendesse graciosamente o seu ceptro para ela. Apresentou corajosamente os crimes que Haman perpetrava fazer; assumiu que, para aquele momento e para aquela obra de livramento, Deus a tinha feito rainha. Foi uma mulher de coragem.

 

Temos hoje os mais diversos exemplos de mulheres corajosas na obra do Senhor, que, como Ester, assumiram que Deus tem um propósito para elas (Ester 4:13-14, 16)

 

Ester disponibilizou-se para o trabalho que tinha de fazer, mas antes de fazer

  • orou e jejuou diante de Deus
  • pôs todos que a rodeavam a orar e jejuar
  • tomou a decisão: "eu irei e, se perecer, pereço". Seja feita a vontade de Deus

Teremos nós a coragem, a fé e a disposição que enchiam o coração de Ester?

publicado por archote às 07:08

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds