Domingo, 30 de Novembro de 2008

EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE

Jó 19:25-27                                                      Jó 19:25

 

                  Eis aqui a minha grande glória! "Eu sei que o meu Redentor vive e que, por fim,  se levantará sobre a terra; eu sei que, depois de consumida a minha pele, desfeita a minha carne em pó... ainda verei a Deus!..."

 

                 Quantos têm esta certeza? Quantos têm  esta maravilhosa glória? Quantos vivem nesta extraordinária esperança? Só os que vivem pela fé em Cristo Jesus; só os que nasceram do Espírito, pela operação maravilhosa da Sua acção.

 

                  Jó era um grande homem. Não era apenas um homem de paciência, mas também um homem de fé, por isso, o Senhor o galardoou tão maravilhosamente -- "o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava, acrescentando-lhe outro tanto, em dobro de tudo quanto tinha antes..."

 

                   Há dias passei diante de um templo, dito de Jesus, e vi o desespêro em que se encontravam os participantes daquela cerimónia fúnebre -- eram gritos,  lágrimas, abraços ao caixão, etc.. Sem dúvida que aquelas pessoas não tinham a fé de Jó. Eram pessoas sem esperança de vida eterna...

 

                   Pensei: - Onde estaria a sua fé? Num ídolo qualquer? Num deus morto? Apenas nos bens que possuíam? Nada os podia ajudar naquela hora de luto e tristeza.

 

                  Só Jesus é a ressurreição e a vida; só quem crê em Jesus pode esperar vida para além da morte fisica, pois só Ele morreu para nos dar vida eterna.

 

                   Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo. Crê no Senhor Jesus Cristo e terás vida para além da morte.

 

publicado por archote às 08:42

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
29
30
31

.posts recentes

. SE O MEU POVO SE HUMILHAR...

. FAREI CHOVER PÃO DOS CÉU...

. ASSIM CESSOU A OBRA DA CA...

. NÃO CONVÉM QUE VÓS E NÓS ...

. QUEM, DE ENTRE VÓS, ME CO...

. PERDOA-NOS AS NOSSAS DÍVI...

. AS ARMAS COM QUE MILITAMO...

. ATÉ QUE TODOS CHEGUEM À E...

. DEIXE O ÍMPIO OS SEUS CAM...

. SE A VOSSA JUSTIÇA NÃO EX...

.arquivos

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds