Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2012

TUDO QUANTO FIZERDES... FAZEI PARA GLÓRIA DO SENHOR JESUS

Colossenses 3:14-17                                   Colossenses 3:17

 

Vós, que "vos revestistes do amor, que é o vínculo da perfeição", não podeis parar, nem deixar de fazer a obra que o Senhor vos destinou. Tende, porém, cuidado. Nada façais por contenda, vanglória, promoção própria, mas fazei tudo, como servos dedicados e consagrados, em Nome do Senhor Jesus, dando sempre, por Ele, graças a Deus Pai.

 

A obra não é nossa, por isso, nem a fama ou a glória, nem o louvor devem ser para nós, mas para o Senhor da seara. A nós, servos, deve bastar-nos a alegria e a bênção de sermos achados fiéis para servir na mais gloriosa tarefa que há no mundo - pregar Cristo, o Salvador do homem.

 

Porquê tanta celeuma, disputa e lutas no sentido de querermos que o nosso trabalho seja mais vistoso, "mais espiritual", mais abrangente que o do nosso irmão? Deixemos essa tarefa de avaliação para o Senhor, nosso Deus. A nós, compete-nos fazer o nosso melhor. Entregarmo-nos totalmente nas mãos de Deus para que o  nosso trabalho para Ele seja o melhor, o mais excelente. Deus o avaliará e recompensará. Quantos, no final, não virão a dizer: -  Senhor, não tocámos flauta para Ti? Não dançámos em Teu Nome? Não fizemos.... Mas Ele dirá: - "Não vos conheço..." Não sei quem sois, porque o que fizestes não foi para Mim...

 

Assim será com muitos de nós. Usamos o Nome do Senhor para nos servirmos a nós próprios e não para O servirmos a  Ele, por isso, já recebemos aqui o nosso galardão e na eternidade nada teremos para receber, senão tormentos, como o rico da parábola (Lucas 16:25).

 

Fazei tudo para glória de Deus e Ele, a Seu tempo, vos há de galardoar.

 

Li há pouco tempo uma história de um rapazinho, engraxador, que trabalhava num rua movimentada de Londres. Vendo passar um jovem bem vestido, mas com os sapatos bem sujos, ofereceu-se para os limpar.

 

- É verdade que os sapatos precisam ser limpos, mas eu agora não tenho dinheiro.

- Não faz mal, eu limpo-os de graça.

- E porque farias isso?

- Porque aceitei Jesus como meu Senhor e Salvador e, assim, farei algo para Ele.

- Vejo que os protestantes te pagaram bem, hen?

. Não, senhor, eu faço porque creio no amor e recompensa de Jesus!

 

Anos mais tarde, já o menino era um homem, entrou numa igreja e ouviu a Palavra, como sempre fazia na sua própria igreja. Deus o tinha ajudado e ele era dono duma boa sapataria, mas continuava a ir à igreja e a praticar as obras de misericórdia, ajudando quem precisava.

 

A páginas tantas, o pregador convidado daquela manhã contou a história da sua conversão a Cristo, falando da maneira como o seu coração tinha sido tocado pelo gesto de um menino engraxador. Foram as suas palavras que o levaram a Cristo. Dizia, é que nem um copo de água dado a um pobre fica esquecido por Deus. Ele aplicou o amor daquela criança a Cristo, para que ele também fosse salvo.

 

No final, o jovem comerciante de sapatos apresentou-se ao pregador como o engraxador de rua. Então, houve alegria, louvor e acção de graças ao Senhor.

 

"Tudo quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando, por Ele, graças a Deus" (Colossenses 3:17).

publicado por archote às 07:03

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9

.posts recentes

. NÃO VEIO SOBRE VÓS TENTAÇ...

. PENSANDO NAS COISAS QUE S...

. TU ME ENTRETECESTE NO VEN...

. SE TENHO DE GLORIAR-ME......

. VENDO SEUS IRMÃOS QUE O P...

. ATENDE, SENHOR, A MINHA O...

. SOMOS SANTUÁRIO DO DEUS V...

. ELE LIVROU-NOS PORQUE NOS...

. CANTAI LOUVORES AO SENHOR...

. CRISTO NOS RESGATOU DA MA...

.arquivos

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds