Domingo, 24 de Março de 2013

OFERECEIS, SOBRE O MEU ALTAR, PÃO IMUNDO

Malaquias 1:7                                                   Malaquias 1:1-8

 

Parece mentira, mas é verdade! Muitas vezes nós oferecemos ao Senhor, nosso Deus, as sobras escassas dos nossos banquetes, e ainda temos a ousadia de pensar que enganamos a Deus!

 

Tenho apreciado tantas vezes a triste cena! O marido acotovelando a esposa e perguntando-lhe : Trouxeste dinheiro para a oferta? Segue-se breve conversa, que não consigo ouvir, mas que imagino: - Eu não trouxe. Pensei que tu trazias - Depois o mexer na carteira, a passagem pelas notas... o virar o porta moedas e a escolha de uma ou mais para pôr no saco das ofertas!

 

"É o pão bolorento que nós pomos na mesa do Senhor". Não é o nosso melhor, não é o que podemos é a esmola que queremos dar ao Senhor.

 

Esta é uma atitude que Deus caustica aqui no livro de Malaquias. Deus quer o nosso coração, a nossa vida e não a nossa esmola. Essa, Ele dispensa! Não precisa dela! Ele desafia-nos, dizendo: - "Trazei todos os dízimos à casa do Senhor, para que haja mantimento na minha casa, e, depois, fazei prova de mim, diz o Senhor, se eu não abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós uma bênção tal que dela vos advenha a maior abastança" (Malaquias 3:10).

 

Queixamo-nos de que as nossas orações não são ouvidas, que continuamos doentes, desempregados, tristes, etc., etc.. Estamos esquecidos que não tratámos Deus como o Senhor, mas tratámo-lO como se Ele fosse um indigente.

 

Ele sente a nossa ingratidão!

 

Não ofereçamos ao Senhor o roubado, o coxo, o enfermo, o pão bolorento, pois Ele não precisa dessa oferta, nem a recebe, porque não é dada com o coração!

publicado por archote às 07:07

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds