Quarta-feira, 31 de Julho de 2013

MARIA DERRAMOU UM ARRÁTEL DE UNGUENTO SOBRE OS PÉS DE jESUS

João 12:3                                        João 12:1-8

 

Maria, irmã de Lázaro, aquele que Jesus ressuscitara dos mortos (João 11), era uma das mais fervorosas seguidoras de entre todos quantos seguiam o Mestre, e disso dá provas neste evento. Quando todos se  mobilizavam contra o Santo Filho de Deus, incluindo alguns discípulos, como Judas e Pedro, ela foi homenagear Jesus com o tesouro que as virgens guardavam para o dia do seu casamento - o "perfume nupcial".

 

Naquele dia e naquela ceia especial, Maria de Betânia não tinha ido à festa para ouvir mais um sermão de Jesus, assentada  aos Seus pés (Lucas 10:39), como já fizera tantas vezes. Também não tinha ido para Lhe pedir algo, nem para buscar um conselho. como no dia memorável em que Jesus ressuscitou Lázaro, seu irmão, morto há já quatro dias. Também não foi  com a intenção de se encontrar com os demais discípulos, embora a doce comunhão com o Mestre e com os Seus fosse o "melhor da vida" e uma experiência sempre inesquecível.  Não tinha ido, depois de um dia de trabalho, para ser consolada pela Palavra doce do Mestre, ainda que, por experiência, soubesse que Ele era o melhor Consolador e Conselheiro do mundo. Sabia que Ele era o Único que a podia compreender, confortar e ajudar.

 

Não. Naquele dia Maria fora para um acto de profunda adoração e louvor, pondo aos pés de Jesus o "vaso partido" e o unguento de nardo puro, de grande preço, em sinal de  amor e profunda e sincera gratidão. Era como se ela própria - sua vida, mente e capacidades - fosse colocada nas mãos de Jesus, para que Ele a  usasse como Lhe provesse. Ela, e tudo quanto tinha, era de Jesus e para Jesus!

 

Que amor e que dedicação Maria tinha!

 

Será que somos capazes de fazer, ao menos, um pouco do que Maria fez?

publicado por archote às 07:02

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds