Terça-feira, 28 de Janeiro de 2014

O HOMEM É DE POUCOS DIAS E FARTO DE INQUIETAÇÕES

Job 14:1                                             Job 14:1-10

 

Grande verdade esta que o velho patriarca Job nos deixou  -  "O homem nascido de mulher é de bem poucos dias e farto de inquietações". Sim, porque o que são 70 ou 80 anos (e o que vai além disto são enfado, canseiras, inquietações) numa imortalidade que o homem tem para viver? Nada.  Cem anos, perante a imortalidade, são uma minúscula parcela do que Deus preparou para o homem.

 

Quando Deus criou o homem insuflou nele o fôlego da vida (Génesis 2:7), isto é, a imortalidade. Deus propôs um desafio ao homem, perante a árvore da vida - "Comerás de toda a árvore da jardim, mas da árvore que está no meio do jardim (a árvore da ciência do bem e do mal) dela não comerás, porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás".  O homem, de livre vontade, tomou e comeu dela, por isso, morreu imediatamente no espírito, que ficou manchado pelo pecado, sem comunhão com Deus. Morreria fisicamente, o seu corpo voltaria ao pó da terra, de onde foi tomado.

 

Agora, a vida física do homem, na terra, está limitada. Morreu Matusalém com 969 anos, como morreu Noé com 950 anos, morreu Abraão com 175 anos, Isaque com 180 anos, Jacob com 147 anos. Depois disto, não há registo na Bíblia que alguém tenha morrido com mais de 120 anos.  Com tudo isto, o que é certo é que "aos homens está ordenado  morrerem uma vez" (com 969, 175 0u 110, 70 ou menos anos). A vida do homem na terra é de poucos dias, passa como um conto ligeiro, sendo cheia de inquietações e ainda, no fim de tudo, vem o juízo (Hebreus 9:27).

 

Deus preparou a solução para o problema da morte, quer da morte espiritual, quer da morte física.  Para a morte espiritual, Deus, na plenitude dos tempos, enviou o Seu Filho para expiar os nossos pecados e dar-nos vida imortal, em Seu Nome - "Quem n'Ele crer não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida". Jesus é o caminho, a verdade e a vida para sempre.  Ele pagou por nós a dívida contraída e dá-nos justificação dos nossos pecados (Romanos 5:1).

 

Quanto à vida física, por vontade de Deus, ela tem um limite. E ainda bem. Nós, que decidimos desobedecer a Deus, comendo da árvore da ciência do bem e do mal (para sermos iguais a Deus),  temos que sofrer as consequências da escolha que fizemos - seguir a vontade do diabo, desobedecer ao Senhor e comer da árvore proibida.

 

Contudo, Jesus nos chama para Si, dizendo: Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos de seguir ao diabo e Eu vos aliviarei e vos ajudarei a carregar o vosso fardo. Eu vos darei paz nas vossas inquietações. Basta que venhais a Mim e aceiteis a Obra redentora que fiz no Calvário. Então,

  • Eu serei o vosso médico na vossa doença
  • Eu serei o vosso Pastor
  • Eu serei o vosso Conselheiro
  • Eu serei o vosso amigo sem igual
  • Eu serei o vosso Mestre e Senhor
  • Eu serei o vosso confortador
  • Eu serei o vosso Salvador
publicado por archote às 07:04

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds