Domingo, 27 de Abril de 2014

ACHAMOS O MESSIAS - O CRISTO

João 1:41                                                  João 1:35-42

 

Uma das bênçãos que o povo judeu trouxe do cativeiro babilónico foi a "Esperança Messiânica". Todos viviam empolgados por esta esperança da vinda do Cristo, o Libertador, que iria fazer deles o povo dominador do mundo.

 

Não era este o plano de Deus acerca do Cristo. Por isso, quando Ele veio nascer e viver na humildade, na simplicidade de um carpinteiro, e escolher, para Seus discípulos, humildes pescadores, cultivadores de sicómoros (Natanael ou Bartolomeu - João 1:48), cobradores de impostos (Mateus 9:9), muitos tiveram dificuldade de O aceitar como o Cristo. Queriam um Cristo pomposo, guerreiro, que impusesse o reino pela força.

 

Contudo, André creu que o homem apontado por João Baptista como o Messias (João 1:29-34) era mesmo o Cristo de Deus e apresentou-O a seu irmão Simão Pedro e a Filipe.  Grandes homens de fé foram estes! Creram que Jesus era o Cristo e seguiram-nO de alma e coração. Qual é o tamanho da nossa fé? Chega, ao menos, às raias da fé de Natanael, que achava que não podia vir nada de bom de Nazaré?

 

Não basta esperar o Messias Libertador. Não chega ter esperança na vinda do Cristo Salvador. É preciso crer n'Ele de todo o entendimento, força e vida. É preciso entregarmo-nos a Ele e aceitá-lO como Senhor e Salvador.

 

O Cristo encontrado por André, Filipe, Pedro e Natanael pode ser encontrado hoje por ti, se abrires o teu coração, a cuja porta Ele está batendo, há tanto e tanto tempo, e, pela fé, creres que Ele é o Filho de Deus, enviado dos céus para tua e minha salvação.

 

Eu achei o Cristo em 15 de Fevereiro de 1950. Cri n'Ele e Ele me salvou. Tu podes achá-lO hoje. Crê no Seu sacrifício vicário e serás salvo, como eu fui.

publicado por archote às 07:08

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds