Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

UMA COISA SEI, HAVENDO EU SIDO CEGO, AGORA, VEJO

                João 9:1-39                                                                                     João 9:25

 

                         O cego, mencionado no capítulo 9 de João, fala-nos de um facto concreto e não de teorias ou teses hipotéticas. Ele tinha sido cego de nascença (possivelmente cego durante mais de 30 anos, pois já tinha idade para responder por si) e agora via!...

                         Ele dizia: - "o homem chamado Jesus fez lodo, untou-me os olhos e disse-me: - vai ao tanque de Siloé e lava-te. Então, fui, lavei-me e vi".

                         Agora, para o cego, não era tempo de explicar teorias do que Jesus era capaz ou não, se vinha de Deus ou não. Só havia uma coisa a verificar -- ele tinha sido cego desde que nascera e AGORA VIA!  Aleluia!

                         Ele fora cego, mas agora via o sol, as árvores, a luz, os homens, as crianças, nada mais interessava. ELE VIA.

                         Depois de muitas perguntas e interrogatórios da parte dos religiosos da cidade, o pobre homem pôs uma grande pergunta aos malévolos duvidosos: - "Eu já vos disse como foi. Quereis tornar a ouvir? Quereis vós também tornar-vos Seus discípulos?"

                         Eu já sou Seu discípulo. Eu já sou discípulo desse Jesus, que creio ser o Filho de Deus. E vós, quereis também ser Seus discípulos?

                         Eu creio, Senhor! E tu também quererás crer n'Ele como o que abre os olhos aos cegos do espírito?

publicado por archote às 08:24

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds