Sexta-feira, 21 de Julho de 2006

PUDOR

                     Pudor é o sentimento de vergonha produzido pelo que pode ferir a honestidade; decência; modéstia; vergonha, seriedade (dicionários).

                      Apetece-nos dizer: - Haja pudor, pelo menos, adentro das portas da Casa do Senhor. Lá diz a Palavra: - Guarda o teu pé quando entrares na Casa do Senhor; e inclina-te mais para ouvir: (Eclesiastes 5:1)

                       Infelizmente, vemos, cada vez menos,  respeito, reverência e sentido de adoração no templo de Deus, e, isto, apesar do aparecimento de profissionais e ensinadores da "cadeira de adoração". É que a adoração pratica-se mais e ensina-se menos.

                       Hoje, muitos dos nossos cultos (entenda-se serviços religiosos) são uma tremenda "rebaldaria". Não há regras, tudo serve - pode-se ir vestido ou semi nú; pode-se ir calçado ou de chinelinhos ou de "egípcias de fandanga"; pode-se falar baixo ou gritar; pode-se estar  alienado, desatento, palrador, namorador, entrando e saindo, atendendo telemóveis ou escrever mensagens...

                       É um "ver se te avias". Tudo menos cultuar e servir a Deus com o coração!

                      Há tempos atrás, interpolámos um líder de Igreja e futuro pastor, que estava no culto como se estivesse numa esplanada de clube, de T-shirt, calções meio ensebados e boné na cabeça, como qualquer rufia, e ele respondeu-nos, com todo o à vontade:- tudo me é lícito: Deus não olha ao vestuário, mas ao coração...

                      E assim somos nós, e, isto, já com profissionais de adoração.

                      Nós, pela nossa parte, também repetimos: - Haja pudor e vergonha e faça-se tudo com decência, ordem e reverência para com Deus, a quem temos de prestar contas do  nosso testemunho e da nosso vã maneira de viver.

publicado por archote às 15:58

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Julho de 2006

A QUEM DAREI O MEU REINO?

                     Conta-se que um famoso e poderoso rei, conhecendo que estava perto da morte, decidiu falar com os seus quatro filhos, a fim de saber as suas capacidades para reinar e deliberar, então, a quem deveria deixar o reino.

                      Chamou o primogénito e disse-lhe:

                       - Meu filho, tu bem sabes que as nossas leis exigem que o meu sucessor seja, não o primogénito ou o caçula , mas sim, o mais capacitado e dotado dos meus filhos. Se eu te nomear como meu sucessor, o que é que tu darás e farás pelo reino?
                        - Meu pai, como sabes, sou um homem muito rico e dono de muitas propriedades, tapadas de caça, campos com animais de pastio , etc., etc.. Tudo isto será do reino e para o reino que será dos mais ricos do mundo.
                        - Obrigado, meu filho, podes ir. Depois decidirei.

                        Mandou chamar o segundo filho e fez-lhe a mesma pergunta.
                        - Meu pai, eu sou um homem sábio, conhecedor dos segredos da terra e da vida. Darei toda a minha inteligência e este reino será o mais sábio do mundo.
                        - Muito bem, meu filho, podes ir. Depois  farei a escolha.

                        Veio o terceiro filho e, diante da questão do velho rei, disse:
                       - Bem, meu pai, eu sou um homem forte e poderoso. Tenho sob o meu comando vários regimentos do exército, por isso,  se me escolher como seu sucessor, este reino  será invencível, forte e imporá as suas regras a todos os reinos do mundo.
                          - Obrigado,  meu filho. Podes ir, a seu tempo saberás da minha escolha.

                         Veio, finalmente, o quarto e último filho, que respondeu ao pai:
                          - Meu pai, como sabe, não tenho os dotes dos meus irmãos mais velhos. Não sou muito rico, nem sapiente e muito menos poderoso. Sou um homem que tem vivido entre os teus homens, procurando conhecê-los, amá-los e servi-los em tudo aquilo que precisam. Penso que a única coisa que posso dar ao teu reino é o meu verdadeiro amor por ele. Não ficarei desapontado se não for o escolhido. Continuarei a fazer e a dar ao reino o que sempre tenho feito e lhe tenho dado.

                          Quando o velho rei morreu, ninguém ficou admirado com a escolha que ele tinha feito, pois o filho mais novo era, sem dúvida, o homem certo para o lugar certo no topo do reino.

(Adaptado de Ilustrações de Donnald Wildmon )

Quem pode, pois, herdar o Reino de Deus?
Só quem nascer de novo,
isto é,
quem nascer em função da acção do Espírito Santo de Deus.

(Veja-se João 3:3-6; Romanos 14:17; I Coríntios 4:20)

                       

publicado por archote às 15:18

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 19 de Julho de 2006

O AMOR DE DEUS

Quando tu confias totalmente
em Deus,
tu sabes que o Seu amor
nunca te desamparará.
Nada pode separar-te
do amor de Deus

Circunstâncias
poderão fazer com que tu
te sintas abandonado
mas tu nunca, nunca, o estarás.

Tu podes falhar temporàriamente
e não gozar da presença bendita
do amor de Deus:
é a tua dor
é o teu medo
mas o amor de Deus está sempre presente!

Circunstâncias,
não mudam a realidade,
não mudam a presença do amor de Deus;

Mesmo que tu mudes
hás de ter de enfrentá-las.

Deus é fiel,
amorosamente fiel
e fielmente amoroso!

Deus não muda
no Seu acto de amar eternamente:
- é a Sua natureza.

                                                                     (Leia Romanos 8:35-39)

(Adaptado de "ALGUÉM SE IMPORTA")
LBB

publicado por archote às 15:02

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 18 de Julho de 2006

"DEUS PARA SI O TOMOU"

                     A história da Bíblia fala-nos de dois homens que nasceram mas não morreram. Deus os levou para Si, sem passarem pela morte. Foram eles Enoque, filho de Jarede, que viveu trezentos e sessenta e cinco anos e não se viu mais, porque Deus para Si o tomou; o outro foi o profeta Elias, o tesbita, que foi levado ao céu num redemoinho.

                     Todos os outros, nascidos entre os homens, morreram, como está escrito: - "aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo" (Hebreus 9:27).

                     Nem mesmo Maria, mãe de Jesus, teve esse privilégio, embora o Papa Pio XII o tenha declarado "ex cathedra" em 1950. Quanto a nós Pio XII "tarde piou", pelo que a história não o ouviu.

                      Quem nasce morre, para depois ser julgado e declarado:- absolvido
                                                                                                                                         ou
                                                                                                                                condenado
                                                                                              

publicado por archote às 14:36

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Julho de 2006

INVEJA

                     A Bíblia diz-nos que quando Saúl , primeiro rei de Israel, ouviu que as mulheres, tangendo harpas e adufes, davam maior glória a David do que a ele próprio, se indignou e invejou seu servo, dizendo: - "a ele dão milhares e milhares e a mim só milhares..."

                     Saúl encheu-se de suspeitas, amarguras e desejos homicidas, a ponto de atirar a sua lança contra o capitão da sua guarda para o cravar na parede (I Samuel 18:5-12)

                     "Nunca a invejou medrou, nem quem ao pé dela morou". Saúl ficou infeliz, triste, amargurado, invejoso e possuído de um espírito de vingança, a ponto de acabar seus dias em suicídio, atirando-se sobre a sua própria lança. (I Samuel 31:1-5)

                      Saúl não soube lidar com as vitórias e bênçãos do seu próximo. Tornou-se invejoso, desconfiado, mau, vingativo, acabando a sua vida de maneira trágica e covarde.

                       Regozijemo-nos nas bênçãos que Deus dá aos outros, melhor ainda, oremos para que Deus abençoe ricamente o nosso próximo, amigos ou adversários, de forma a sermos livres do espírito da inveja.

publicado por archote às 14:19

link do post | comentar | favorito
Domingo, 16 de Julho de 2006

SERVIR

                     Fomos salvos para servir. Servir é entregarmo-nos inteiramente e sem reservas para a feitura da Obra de Deus, na pessoa do nosso próximo.

                      Jesus, o Deus connosco, deu-nos o exemplo e veio para servir e dar a Sua vida para resgate dos pecadores. E, como serviu Jesus!... Serviu de alma e coração. Desde o Seu humilde nascimento em Belém até à oferta da Sua vida no Gólgota, Ele serviu, serviu até tudo "estar consumado" e poder entregar o Seu Espírito ao Pai.

                       "Servi ao Senhor com alegria, apresentai-vos a Ele com cânticos, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor".

                        Deus não nos pergunta  sobre as nossas capacidades ou incapacidades, mas se estamos prontos e disponíveis para servir, amando.

                        A grande glória do homem não é ter mais do que os outros, nem saber mais do que todos, mas servir mais intensamente que os outros.

                        Vai e anuncia o que Cristo fez por ti. Sê como a vela, que se consome a si mesma para dar luz e calor aos que a cercam, tanto bons como maus.

(Elisabette Lesseur)

publicado por archote às 12:55

link do post | comentar | favorito
Sábado, 15 de Julho de 2006

DEUS VÊ O CORAÇÃO...

                     Samuel tinha uma tarefa difícil e complicada:- ungir um novo rei para Israel, quando Saúl ainda era vivo e poderoso.

                      Mas ele foi e, de um momento para o outro, encontrou-se perante sete mancebos fortes, de boa aparência, ágeis na guerra, credenciados aos olhos humanos. Mas Deus disse:- Não olhes para as aparências, nem para o tamanho, nem para as credenciais que os homens lhes dão. Eu os tenho rejeitado porque "Deus não vê como o homem, que só vê o que está diante dos olhos; Ele vê o coração".

                       Assim, os principais filhos de Jessé foram rejeitados por não aferirem com o padrão de Deus e só David, o mais jovem e menos creditado aos olhos dos homens, pois era ruivo, aspecto menos guerreiro, tocador de harpa e pastor de ovelhas, foi escolhido para ser rei de Israel e antecessor do próprio Cristo.

                        Deus usa as coisas fracas, humildes e desprezíveis aos olhos humanos para grandes coisas no Seu Reino. "Ele escreve direito por linhas tortas".

                        Deus conhece e vê os nossos corações, mas, mesmo assim, "ama-nos de tal maneira que nos providencia uma tão grande salvação".

(I Samuel 16:6-13)

 

publicado por archote às 12:20

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Julho de 2006

"E... MORREU"

                     Há dias, passando de combóio, vi uma grande árvore caída por terra. Não resistiu aos ventos, nem ao tempo. Era enorme e deveria ter levado séculos a atingir aquele porte colossal, mas tombara e, agora, era apenas um grande tronco com seus ramos desfolhados, ressequidos e decrépitos.

                      Pensei: nada permanece, tudo passa! Só Deus é eterno, porque é antes do tempo e ficará para além do tempo.

                      Quem diria que as montanhas podem tremer como "varas verdes", que as árvores centenárias caem e morrem, que as criaturas monstruosas desaparecerão e que o próprio homem, coroa da inteligência e rei da vida na terra, secará como a er va, morrerá e nada mais restará da sua glória que não cinzas...

                      Já pensaste nisto? Metusalém viveu 970 anos e... morreu! As grandes árvores viveram séculos, mas morreram, os homens, grandes e pequenos, morreram. Tudo passa, só Deus permanece!

                       Prepara-te. Aceita a eternidade de Deus, revelada no Seu Filho Jesus, e vive a vida que Ele dá --- A VIDA ETERNA.

publicado por archote às 10:38

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 13 de Julho de 2006

SENHOR, ONDE MORAS ?

                     Depois de ter sido baptizado no rio Jordão, por João o Baptista, Jesus foi apresentado como "o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo".

                       Esta mensagem teve tal impacto nos corações dos que a ouviram que logo dois dos discípulos do Baptista mostraram desejo de seguir Jesus, o Filho de Deus:

                        - Mestre, onde moras?
                        - Vinde e vêde ...

                        E foram e viram onde morava e ficaram com Ele aquele dia... e muitos e muitos outros dias.

                         Eles moraram com Jesus. Melhor, Jesus morou neles...

                         Jesus quer morar em ti. "Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei e ele comigo".

                          Procura Jesus. Abre-lhe a porta  do coração. Sê feliz com Jesus.

publicado por archote às 10:25

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Julho de 2006

DEUS TANTO DÁ A VITÓRIA COM MUITOS COMO COM POUCOS

                     O Deus a quem servimos é Deus diferente de todos e de tudo. Ele age sempre em função da Sua natureza, por isso, tanto livra com muitos como com poucos. Age em função dele mesmo, da Sua vontade soberana, amorosa, santa e poderosa e não do poder ou querer de terceiros.

  Ele é Deus único.
Vinde e celebrai as Suas vitórias.
Ele é bom, eterna a Sua misericórdia e a Sua verdade e poder
estende-se de geração em geração.

(Leia I Samuel 14:6)

publicado por archote às 10:14

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds