Quinta-feira, 10 de Junho de 2010

ISTO DIZ O QUE ABRE E NINGUÉM FECHA

Apocalipse 3:7-13                                                Apocalipse 3:7

 

 

                    "... e porei a chave da casa de David sobre o seu ombro e abrirá e ninguém fechará, e fechará e ninguém abrirá" (Isaías 22:22).

 

                    "... isto  diz o que é Santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de David, o que abre e ninguém fecha, o que fecha e ninguém abre" (apocalipse 3:7).

 

                    Vemos a profecia feita por Isaías 700 anos A.C. e vemos o cumprimento da mesma na pessoa divina de Jesus, o Filho de Deus, que veio buscar e salvar o que se havia perdido.

 

                    Quando Jesus morreu na cruz, no Monte da Caveira, o lugar santíssimo abriu-se para sempre, pois o véu foi rasgado, de alto a baixo, pelo poder de Deus, abrindo o acesso  ao Seu trono, a todos os homens, sem necessidade de intermediários. A terra tremeu e os rochedos se fenderam, sepulcros foram abertos e mortos ressuscitados (Mateus 27:50-57). A boca do oficial romano abriu-se para pronunciar "verdadeiramente Este era o Filho de Deus" (Marcos 15:39).

 

                     O Caminho para Deus, Jesus (João 14:6), ficou aberto para todos e ninguém pode fechá-lo. Os crentes têm livre acesso ao trono de Deus por Jesus (I Timóteo 2:5).

 

                     Pelo caminho aberto por Jesus, que ninguém pode fechar, encontramos salvação graciosa, libertação completa, vida eterna feliz.

 

                     Pensa nisto: - "Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus e em teu coração creres que Deus O ressuscitou dos mortos, serás salvo, pois com o coração se crê para a justiça e com a boca se faz confissão para a salvação" (Romanos 10:10).

publicado por archote às 07:27

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Junho de 2010

NÃO SE TURBE O VOSSO CORAÇÃO

João 14:1-7                                                João 14:1

 

 

                     Estas palavras de Jesus fazem parte do discurso sacerdotal de Jesus. visando o conforto da comunidade apostólica, após a Sua morte. Jesus antevia a desorientação dos discípulos e sua tristeza aquando da sua morte e confortava-os: - "Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em Mim".

 

                     Vou para a casa do Pai, mas enviar-vos-ei outro Consolador que fique para sempre convosco. Ele será o vosso Consolador, Advogado, Conselheiro. Nunca vos faltará nada!

 

                    Não fiquem tristes, preocupados; confiem em Deus, confiem também em Mim e nas Minhas promessas.

 

                    Irmãos queridos, quaisquer que sejam os problemas que estejais a viver, confiai verdadeiramente em Jesus. Ele é o médico dos médicos, o amigo sem igual, aquele que vela pelas vossas vidas em todas as vertentes. "Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n'Ele e Ele tudo fará" por ti.

 

                    Que bom saber que Deus vive e que está connosco e preocupado com cada um de nós!

 

                    Não vos esqueçais : - "Eu vivo e vós vivereis"!

publicado por archote às 07:14

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Junho de 2010

ESTA VIÚVA DEU MAIS QUE OS OUTROS OFERTANTES

Marcos 12:41-44                                                                    Marcos 12:43-44

 

 

                     Dar para Deus (não apenas dar) é dar com o coração, como fez esta pobre e humilde viúva mencionada no texto. Ela deu do que lhe fazia falta, deu tudo quanto tinha.

 

                     Dar aproxima-nos de Deus, que é amor e nos deu o Seu Filho Unigénito para nossa salvação. Deus deu o melhor e o mais excelente que havia no céu para nos tornar felizes.

 

                    A nossa vida será sempre mais rica, forte e abençoada se aprendermos a dar com o coração. "Dai e ser-vos-á dado; boa medida recalcada e sacudida vos deitarão no regaço" (Lucas  6:38). "Mais bem aventurada coisa é dar que receber" (Actos 20:35).

 

                    Dar com o coração e prontidão é algo que Deus aprecia e louva (Marcos 12:43-44). Esta viúva mostra-nos que Deus estava em primeiro lugar para ela. Aprendamos a lição e roguemos a Deus que nos ensine a juntar tesouros no céu, onde são permanentes, e não na terra, onde são passageiros.

publicado por archote às 07:02

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Junho de 2010

O SENHOR IA ADIANTE DELES DE DIA E DE NOITE

Êxodo 13:17-22                                                                     Êxodo 13:21

 

 

                    Que Deus maravilhoso! Não abandona os Seus, nem de dia, nem de noite. Ele é um Deus presente, preocupado com os Seus, guiando-os durante o dia por uma coluna de nuvem e durante a noite por uma coluna de fogo, que os alumiava e protegia.

 

                    É triste constatar que, muitas vezes, o povo de Deus reclamou contra a presença de Deus, pensando que Ele estava a intervir na sua liberdade! Mas, o que seria deles sem a presença de Deus? Aqui, seria a fome enfraquecedora; ali, seria a sede prostrante e insuportável; além, seriam as picadas das serpentes venenosas; mais adiante,  os inimigos, bem armados,  e ainda a falta de orientação e protecção no deserto. Nunca chegariam a lado nenhum se não fora a presença bendita e suficiente de Deus.

 

                    É assim connosco também. Que seria de nós sem a presença de Jesus, o Mestre querido? Ele é o Pão da vida (João 6:35); é a Água que satisfaz para sempre (João 7:37-38); é a Luz que nos alumia o caminho (João 8:12); é o Caminho, a Verdade e a Vida (João 14:6); é a Ressurreição e a Vida (João 11:25); é a Porta para o descanso eterno (João 10:7); é o Bom Pastor  que nos consola e conforta (João 10:11; Salmo 23); Ele é... tudo para nós. E que seria de nós sem Ele e a Sua protecção constante no deserto desta vida?

 

                   Jesus nunca nos abandona. Mesmo que O rejeitemos, Ele permanece connosco; é fiel, não pode nergar-se a Si mesmo.

 

                   Não rejeitemos a Sua direcção, dia e noite, porque ela é a certeza de que chegaremos bem e felizes à presença do Pai -- à terra da promessa.

publicado por archote às 07:17

link do post | comentar | favorito
Domingo, 6 de Junho de 2010

DEIXA IR O MEU POVO CELEBRAR AO MEU NOME

Êxodo 5:1-5                                            Êxodo 5:1

 

 

                    Deus quer que o Seu povo seja reconhecido, que celebre e louve o Seu Santo Nome. Em casa, na rua, no templo, no deserto. Ele pode ser adorado em qualquer lugar, pois é Espírito e Verdade (João 4:24).

 

                   Faraó, rei do Egipto, não queria deixar sair o povo para adorar ao Senhor e isso ia custar-lhe muito caro, pois o seu orgulho seria abatido e ver-se-ia na contingência de rogar a Moisés que levasse Israel rapidamente do Egipto, antes que o  mesmo fosse  totalmente destruído. Com Deus não se brinca, pois horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.

 

                   Era plano de Deus tirar Israel da terra do Egipto e levá-lo para a terra prometida a Abraão, Isaque e Jacó. Ainda que mil poderosos faraós ou dez milhares de diabos quisessem impedir isto, jamais o conseguiriam. O que Deus decreta e planeia Ele faz, ninguém o poderá impedir.

 

                   Deus faz o que Lhe apraz. No tempo próprio o poderoso faraó ficou humilde que nem um cachorrinho e a mão de Deus operou, libertando o Seu povo. A resistência de faraó só serviu para que todos, egípcios e israelitas, reconhecessem o grande poder do "EU SOU".

 

                   Nós fomos libertados pelo maravilhoso poder de Deus, para O servirmos, honrarmos e glorificarmos, mas, infelizmente, muitos de nós continuam queixosos, rezingões, rebeldes; embora a bondade de Deus seja manifesta, cuidado, pois a paciência de Deus pode parar e nós, como os egípcios, sentiremos na pele as consequências da nossa rebelião.

 

                   Aprendamos a ser humildes e sujeitos à vontade de Deus, na certeza de que a Sua graça é inesgotável.

 

 

 

publicado por archote às 07:32

link do post | comentar | favorito
Sábado, 5 de Junho de 2010

OS SALVOS SEJAM SOLÍCITOS NA PRÁTICA DAS BOAS OBRAS

Tito 3:8-11                                                          Tito 3:8

 

 

                    As boas obras não salvam, mas devem ser apanágio da vida dos que crêem em Deus e já são salvos pela graça de Deus, mediante a fé em Jesus, que morreu pelos nossos pecados.

 

                    Naturalmente, o homem, mesmo o salvo, está sempre entre dois fogos - o desejo de praticar o bem e a inclinação para fazer o mal (Romanos 7:19).

 

                    Na natureza humana não há bem algum. O ser humano carrega sobre si o mal, a injustiça, a capacidade exclusiva de fazer o mal. Só a graça de Deus, em operação profunda, pode mudar radicalmente as coisas. Daí a necessidade apresentada por Jesus --  "necessário vos é nascer de novo, porque, se não nascerdes de novo,  de maneira alguma vereis o Reino de Deus". Só a regeneração divina, operada pelo Espírito Santo, fará o homem feliz e capacitado para as boas obras.

 

                    Segundo o nosso texto, os crentes salvos, os novamente nascidos (regenerados pelo Espírito Santo), devem aplicar-se às boas obras. Devem ter vidas positivas, que glorifiquem a Deus e tragam outros a Jesus. Disso terá, no Seu tempo, a recompensa do Senhor.

 

                    Praticar boas obras, ter uma vida santa, sem murmurações contra os outros, é um desafio maravilhoso que deve ser atingido pelos salvos por Jesus. Não chega ser espiritual (às vezes fanático), é preciso provar que o somos pelos frutos da nossa vida.

 

                    O que é que o mundo está a ver e a ouvir de mim? Que obras adornam a minha vida? Obras da carne (mundanismo) ou do espírito?

publicado por archote às 07:10

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Junho de 2010

EVITA FALATÓRIOS PROFANOS, QUE CORROMPEM COMO A GANGRENA

II Timóteo 2:14-18                                                           II Timóteo 2:16-17

 

 

                    A gangrena (cancro) é uma enfermidade terrível, que amedronta as pessoas a ponto de evitarem pronunciá-la. Paulo usa a palavra para comparar os danos que podem ser causados à alma pela própria língua, em palavras impróprias, maléficas e mal usadas. São como a gangrena.

 

                    É muito perigoso alguém desviar-se da Santa Palavra de Deus! Seu coração será  levado às dúvidas e até ao total afastamento da Verdade. Não é só a falsa doutrina que corrompe e destrói a fé cristã. Deus adverte-nos: - "não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas apenas palavras que promovam a edificação e a adoração a Deus" (Efésios 4:29). As más conversações corrompem os bons costumes (I Coríntios 15:33).

 

                   Tiago diz: - "a língua é um fogo, como um mundo de iniquidade... que corrompe e contamina todo o corpo, inflama o curso da natureza e é inflamada pelo inferno... é um mal incontido, que não se pode refrear e que pode inflamar tudo; com ela bendizemos a Deus e com ela amaldiçoamos... da mesma boca procede bênção e maldição..." (Tiago 3:5-10).

 

                   Não esqueçamos que, por norma,  a boca fala daquilo que o coração está cheio (Lucas 6:45). O que é que está a falar a tua boca? Falatórios profanos, vazios e confusos? Estás a falar do que agrada a Deus ou do que O desonra e entristece? A tua linguagem destrói como a gangrena ou edifica o teu coração e ajuda o teu próximo?

publicado por archote às 07:14

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Junho de 2010

DEIXEI TRÓFIMO DOENTE, EM MILETO

II Timóteo 4:19-22                                                       II Timóteo 4:20

 

 

                    Paulo estava no fim da sua carreira terrena (II Timóteo 4:6-8), no entanto,  não vivia obcecado com grandes assuntos de Teologia, Filosofia, Evangelização, Metodologia, etc., mas estava profundamente interessado com as pessoas, com seus irmãos na fé, neste caso, com o irmão TRÓFIMO, que se vira obrigado a deixar doente, em Mileto, por ele não poder viajar nos velhos cargueiros daquele tempo!

 

                    O coração de Paulo estava preocupado com a saúde de Trófimo  e recomendava-o ao Pastor Timóteo. Que gratificante é vermos os pastores e líderes preocupados com a vida dos membros da Igreja, recomendando-os às orações dos irmãos! Isto é autêntico cristianismo!

 

                    Põe-se-nos aqui uma pergunta - porque é que Paulo não curou Trófimo? Não tinha curado tantos outros doentes? Não tinha até ressuscitado mortos? Porque, então, não impôs as mãos sobre Trófimo e o não curou? Paulo podia, de facto, curar aquele irmão, mas, por razões que desconhecemos, mas que ele e Trófimo deviam conhecer, deixou-o em Mileto. Devemos saber (e eles sabiam isso) que os crentes, por serem crentes, não estão imunes às doenças, às dores e até à morte (leia Hebreus 9:27). Só na nova vida não morreremos mais, mas aqui na terra todos terão de passar pela morte.

 

                    Certamente Paulo reconheceu que era chegada a hora de Trófimo e, por isso, entregou-o a Deus e aos cuidados das orações dos irmãos. Ele mesmo, Paulo, estava esperando a sua partida.

 

                     Não fique triste, amarfanhado, desiludido pela chegada da doença e da morte, mas, antes, aproprie-se da verdade de que em breve estará com Cristo para sempre, e, ali, não haverá mais dores, angústias, luto ou morte.

 

                     Ali ninguém nos arrebatará da Sua mão (Romanos 8:31-39).

publicado por archote às 07:26

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 2 de Junho de 2010

DAI GRAÇAS AO SENHOR PORQUE A SUA BENIGNIDADE DURA PARA SEMPRE

Salmo 136                                                                         Salmo 136:1

 

 

                     Neste Salmo, a afirmação "porque a Sua benignidade dura para sempre" é repetida vinte e seis vezes, o que atesta bem o conhecimento que o salmista tinha do carácter de Deus. Este facto só lhe pode ter advindo pela muita reflexão, meditação, oração e  tempo gasto diante da grandiosa pessoa do Deus Criador e Sustentador da humanidade.

 

  • Quanto tempo passamos diariamente a reflectir a Palavra?
  • Quanto tempo gastamos a orar a Deus?
  • Quanto tempo gastamos a cantar o Seu louvor?

                    Qual o grau de conhecimento que nós temos dos atributos de Deus e especialmente da Sua misericórdia e benignidade?

  • Que conceitos guardamos da índole de Deus?
  • É severo, insensível, duro, justiceiro?
  • Quando pensas em Deus, mete-te medo? Assustas-te ou chegas-te a Ele com certeza do Seu amor e misericórdia?

                   Quando era criança, não sei bem porquê, criei no meu íntimo a ideia de que Deus era um "velho muito velho", de grandes barbas, austero, seco, justiceiro e sempre de "gadanha" na mão, pronto a cortar vidas, como quem corta o feno do campo. Porquê teria criado esta ideia? Talvez porque era de temperamento irascível e a gadanha era o instrumento mais aguçado e cortante que conhecia. Eu sabia que as minhas maldades mereciam castigo.

 

                   Não. Deus não é Deus de justiça seca, sem apelo, nem misericórdia. Bem ao contrário, Ele é Deus benigno, misericordioso, justo, mas sempre pronto a perdoar, desde que reconheçamos os nossos pecados, os confessemos e os abandonemos.

 

                   O nosso Deus é um Deus pronto a perdoar e a salvar. A "gadanha", sei hoje, só será usada "in extremis". Não precisas de buscar mediadores, santos, santinhos, nem mesmo Maria, mãe de Jesus. Podes e deves ir até Ele directamente, pois Ele é o Único Mediador entre Deus e os homens e está pronto a perdoar, salvar e galardoar a todos quantos a Ele vão e n'Ele confiam.

publicado por archote às 07:05

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Junho de 2010

JUNTA OS HOMENS, AS MULHERES E OS MENINOS

Deuteronómio 31:9-13                                          Deuteronómio 31:12

 

 

                     Deus ordena a Moisés que faça uma grande "convocação" de homens, mulheres e crianças para que ouçam a Palavra de Deus e aprendam a cumprir os santos preceitos do Senhor.

 

                      As mulheres e as crianças, normalmente marginalizadas destas convocações solenes, desta vez e para este efeito de ouvirem e aprenderem a Palavra, também deviam ir. Era importante que ninguém ficasse de fora, especialmente as crianças, pois estas são o presente e o futuro da humanidade. "Instrui o menino no caminho em que deve andar e ainda quando envelhecer se não desviará dele" (Provérbios 22:6).

 

                      É nisto que temos falhado - instruir as crianças nos caminhos de Deus - e, por isso, encontramos, cada vez mais cedo e mais novos, criminosos, assassinos, ladrões, prostitutas, violadores dos princípios mais elementares da moral e do bem viver. É preciso levar as crianças a Jesus, ensinar-lhes os sagrados princípios bíblicos, a fim de parar esta terrível onda de criminalidade, que nos assusta e ameaça tornar-se incontrolável.

 

                      Por favor, não tiremos aos nossos filhos o privilégio de irem a Jesus, de serem tocados e abençoados por Ele (Lucas 18:15-17). Não sejamos pedras de tropeço na vida moral e espiritual dos nossos filhos, impedindo-os de irem a Jesus.

 

                      Bons e bem instruídos meninos de hoje, serão os respeitáveis e honrados homens e mulheres de amanhã. Não percamos esta glória de vermos as nossas crianças de hoje brilharem amanhã na constelação dos bons princípios, de honradez, seriedade, trabalho honrado e amor a Deus e ao próximo.

publicado por archote às 07:41

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds