Sábado, 24 de Maio de 2008

NÓS PERSEVERAREMOS NA ORAÇÃO E NO MINISTÉRIO DA PALAVRA

 

Actos 6:1-7                                              Actos 6:4
 
              O crescimento da Igreja primitiva era impressionante! Naquele dia de Pentecostes, o Senhor acrescentou à Igreja aqueles que de bom grado receberam a Palavra, e foram baptizadas quase três mil almas!…
              E naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve necessidade de escolher, entre os discípulos, homens cheios do Espírito Santo e sabedoria, para colaborarem na administração dos negócios da Igreja, pois os apóstolos não podiam deixar os ministérios da Palavra e da Oração, autênticos pilares da fé daquela multidão.
              A oração é trabalho árduo e vital para qualquer pessoa, família ou Igreja. Estudar a Palavra é plantar vida nos corações para que a verdade se enraíze e se espalhe.
              Quem se dedica a este ministério não pode prender-se aos negócios desta vida. Precisa de exclusividade, paz e comunhão com o Espírito para ser forte, positivo, convincente. Esta é uma obra da qual o “chamado” não pode desviar quaisquer forças. Tem que ser tudo para Jesus.
              Os apóstolos tinham consciência disto e, por isso, permaneceram íntegros neste ministério, gastando-se e deixando-se gastar totalmente na Obra da Oração e da Palavra.
              Eles dividiram tarefas. Isto é muito importante na feitura da Obra do Senhor. Já Jetro, sogro de Moisés,  tinha aconselhado o seu genro a repartir responsabilidades. Cada um gastando-se com o dom que Deus lhe deu.
              Se todos trabalharmos com honestidade na tarefa que nos foi confiada a Obra será feita mais eficientemente.
 
publicado por archote às 08:00

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds