Terça-feira, 22 de Julho de 2008

QUEM É O MEU PRÓXIMO ?

Lucas 10:29-37                                      Lucas 10:29

 

                   Era um certo doutor da Lei que, querendo fugir às suas responsabilidades, fazia-se desconhecedor de quem era o seu próximo.

                   Ele sabia perfeitamente quem era o seu próximo, como todos nós sabemos, hoje, quem é o nosso próximo -- todo aquele que carece da nossa cooperação e ajuda.

                   Infelizmente, vivemos num mundo terrivelmente egocentrista do "salve-se quem puder". É o egoísmo que afecta o  mundo desde os seus primórdios, quando Caim, que, na sua ira, tinha morto seu irmão Abel, respondeu a Deus: - "sou eu guardador do meu irmão?" Que tenho eu a ver com a vida dos pobres e necessitados, dos carentes e espoliados?

                   Para responder à hipócrita pergunta do doutor da Lei, Jesus contou a parábola do bom samaritano, em que se evidencia a misericórdia de um estrangeiro para com um judeu que caiu nas mãos dos salteadores. O samaritano ajudou sem perguntar pelo estrato social, raça, nacionalidade, etc.. Apenas ajudou, teve misericórdia do necessitado caído por terra.

                  Quem é o meu próximo?

                 O meu próximo é aquele que está caído sobre o seu vómito, na sarjeta; é o espoliado pelas injustiças dos homens; é o carente de ajuda física, moral ou espiritual.

                 O meu próximo é todo aquele que precisa da minha ajuda. Às vezes nem sequer está longe, pois é da minha própria casa; meu irmão, meu filho, meu pai ou minha mãe.

                 Deus amou-nos de tal maneira que nem o Seu próprio Filho poupou, antes O entregou por todos nós, para nossa salvação.

                 O que é que estamos dispostos a fazer pelo nosso próximo?

 

publicado por archote às 08:24

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds