Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

CONVINHA-NOS UM SUMO-SACERDOTE SANTO, INOCENTE

Hebreus 7:26-28                                                Hebreus 7:26

 

                   O Sumo-sacerdote era o homem vocacionado e escolhido por Deus para executar funções únicas no templo e na mediação entre Deus e os homens. Não podia ser um homem qualquer, tinha que ser perfeito fisicamente, intelectualmente e espiritualmente. Não podemos esquecer que ele era protótipo do Senhor Jesus Cristo, o Sumo-sacerdote Santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores e feito mais sublime que os céus...

 

                   Vemos no capítulo 20 de Êxodo as instruções dadas pelo Senhor no que respeita à consagração de Arão e seus filhos neste ofício sublime. Quanta solenidade, quanta beleza, quanto significado, desde as vestes interiores até ao peitoral, à mitra, etc..

 

                   Mas isto eram apenas símbolos do maravilhoso Sumo-sacerdote, o Filho de Deus que entrou uma vez por todas no lugar santíssimo, para apresentar a propiciação pelos nossos pecados. Com Jesus não é mais uma visão, um protótipo, um símbolo, mas a REALIDADE.

 

                    Alegremo-nos, demos-Lhe glória, porque concluída e consumada está a redenção dos nossos pecados! Jesus, Sumo-sacerdote Santíssimo e vítima simultaneamente, pagou a nossa dívida e apresenta-nos puros e lavados dos nossos pecados, perante Deus Supremo - o Pai da Luz.

 

                     Não mais sombras, não mais símbolos, mas uma salvação plena e eterna.

 

                     Graças a Deus por uma tão grande salvação, executada e consumada por um tão ímpar SUMO-SACERDOTE.

 

publicado por archote às 08:04

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds