Sábado, 22 de Agosto de 2009

QUEM ME DERA DA ÁGUA DO POÇO DE BELÉM...

I Crónicas 11:16-19                                                I Crónicas 11:17

 

                    Este era um grande desejo de David, no calor daquela refrega entre israelitas e filisteus. Mas beber  da água da fonte que estava à entrada de Belém era humanamente impossível. Os filisteus tinham ali o seu quartel-general e a fortaleza de Belém estava bem guardada.

 

                   No entanto, três dos maiorais que combatiam ao lado de David dispuseram-se a ir, com risco das suas próprias vidas, por entre o arraial dos filisteus, em busca da dita água, que trouxeram ao seu senhor e chefe.

 

                  Água da fonte de Belém, a quantos satisfez e a quantos continuará a satisfazer... David aceitou o esforço dos seus adjuntos, mas não a quis beber, antes a derramou diante do Senhor, em culto de acção de graças. Acção de graças pela cooperação dos seus soldados e acção de graças pela maravilhosa vitória que Deus lhes iria conceder.

 

                  Era um culto de acção de graças pela vitória que, pela fé, já tinham conquistado. Qual o alcance da nossa fé?

 

                 A fonte de Belém (Jesus nasceu em Belém) ainda hoje jorra abundantemente para quem, pela fé, quiser beber dela. É água viva que dessedenta e satisfaz plenamente.

 

                  Não precisas de sacrifícios para beber da fonte de Belém. Mas, tens fé para ir até lá e, em Jesus, matares a sede que te atormenta?

 

                  Vai a Jesus confiadamente e satisfaz a tua alma para sempre, e louva a Deus por uma tão grande salvação.

 

publicado por archote às 07:37

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds