Sexta-feira, 16 de Julho de 2010

POR VENTURA, VOA O GAVÍÃO PELA SUA INTELIGÊNCIA?

Job 39:9-27                                                      Job 39:26

 

 

                    Há mistérios na natureza que nem mesmo o homem do século XXI, o homem das mais altas tecnologias, consegue compreender. Entre esses fenómenos, apontamos o voo cíclico das aves migratórias. Em determinado tempo voam para o norte, depois, no tempo certo, voam para o sul, com paragens certas, quase cronometradas, sem erro algum. Isto dá-se com determinadas aves, alguns mamíferos, peixes e, até, insectos.

 

                   Como sabem eles a hora de partir e o tempo de retornar? Como  não se enganam nos pousos para descansar e nas longas rotas que seguem? O que os mantém quando sobrevoam os mares, oceanos, planícies e desertos?

 

                   Muitos cientistas têm procurado respostas definitivas, por longos anos, mas não têm mais que algumas pistas e vagas suposições. Há bem pouco tempo, certo ornitólogo dizia: - "tenho feito várias experiências, estudos complexos, mas ainda não sabemos como é que os pombos correio encontram o caminho de volta para casa".

 

                   Estes factos e as muitas fantásticas coisas da natureza deviam convencer-nos da realidade de um grande, Omnisciente e Omnipotente Criador e levarem-nos a crer n'Ele, a confiar n'Ele e aceitá-lO tal como Ele é - DEUS E SENHOR.

 

                    Que bom seria que o homem aprendesse com a mãe natureza a realidade do Deus Criador e se preparasse, via confissão, arrependimento e aceitação, a esperar o momento de estar perante Ele, aclamando-O como SENHOR!

publicado por archote às 07:26

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds