Sábado, 29 de Janeiro de 2011

CRISTO PADECEU POR NÓS...

I Pedro 2:21-24

 

 

Hoje há uma fobia à pregação desta verdade - "Cristo padeceu por nós... levando Ele mesmo, em Seu corpo, os nossos pecados, sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; pelas Suas pisaduras fomos sarados".

 

A vergonha de pregar que todos somos pecadores (Romanos 3:23) e que o salário do pecado é a morte, etc., levou um certo pastor a autorizar a remoção da frase bíblica "Cristo morreu pelos nossos pecados" do interior do seu templo, com o argumento de que nós temos que pregar que "DEUS É AMOR".

 

De facto Deus é amor, mas também é justiça e, para satisfação da Sua justiça, ofendida por nós, aceitou o sacrifício de Cristo na cruz, para nos purificar de todos os nossos pecados, pelo Seu sangue.

 

O amor de Deus e a Sua justiça complementam o carácter de Deus. Não podemos substituir o amor pela justiça, nem a justiça pelo amor. Eu sinto que é mais suave e doce falar sobre o amor de Deus, mas a verdade é que esse amor manifesta-se e completa-se em que Cristo morreu pelos nossos pecados.

 

Precisamos de pregar sobre o pecado que envilece o homem e sobre o sangue de Cristo que nos purifica do pecado e nos abre a porta à presença de Deus. Cristo padeceu e morreu pelos nossos pecados e nisto está manifestado o grande amor de Deus. Cristo não morreu por um ideal, ou por um dogma, mas morreu pelos nossos pecados, para levar-nos a Deus.

 

Na cruz, Jesus carregou, em Seu corpo, os nossos pecados. Quem O crucificou? Não foram os fariseus, mas fui eu, foste tu, toda a humanidade, por quem Ele morreu.

publicado por archote às 07:42

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds