Sexta-feira, 15 de Abril de 2011

LANÇA O TEU PÃO SOBRE AS ÁGUAS... DEPOIS DE MUITOS DIAS, O COLHERÁS

Eclesiastes 11:1-4                                             Eclesiastes 11:1

 

 

Estas palavras do sábio Salomão são um desafio à fé. Segundo elas, o semeador deveria lançar a semente do seu trigo nas impetuosas correntes do Nilo, que as iria depositar numa terra pronta para produzir.

 

Podia não ser aquele semeador a colher as maravilhosas "messes", mas isso pouco importava. A semente seria depositada algures, nasceria, cresceria e, a seu tempo, produziria para alguém colher.

 

É assim com a Palavra de Deus, que os santos devem semear em suor e lágrimas, na certeza de que alguém irá beneficiar dela. Uma coisa é certa, "lança o teu pão sobre as águas" e essa semente não deixará de produzir, ainda que seja uma só alma, que é bem valiosa para Deus -- vale mais que o mundo inteiro.

 

Alguém colocou o Evangelho de João num frasco vazio. Tapando-o e isolando-o convenientemente, lançou-o no mar Mediterrâneo. Depois de boiar dias e dias, percorrer centenas de quilómetros, o frasco parou numa praia da Albânia, onde foi encontrado por um homem que estava para pôr fim à vida, por afogamento. Quando ele lia João 11:25-27, abriu o seu coração para Jesus, creu n'Ele e acabou por se tornar um missionário ao seu povo oprimido pela ideologia comunista. Muitos creram em Jesus por meio da mensagem que ele recebeu, vinda das águas.

 

Vale sempre a pena! "Lança a tua semente sobre as águas, pois, depois de muitos dias, a acharás".

publicado por archote às 07:23

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds