Terça-feira, 21 de Novembro de 2006

AMBIÇÃO DESMEDIDA

                     "Cobiçais e nada tendes, sois invejosos e cobiçosos e nada podeis alcançar; combateis e guerreais e nada alcançais, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites" (Tiago 4:1-3).

                      A cobiça é uma coceira terrível que faz com que o homem meta a unha em tudo o que é dos outros. É uma embriaguês sem álcool, mas mais perigosa e mortal.

                       L. Tolstoi contou uma vez uma história de um camponês ferido pelo cancro da cobiça. O homem queria ter terras e mais terras. Queria ter terras onde o sol nunca se chegasse a pôr. Era tal a sua ambição e cobiça que apostou tudo quanto tinha, incluindo a sua liberdade e da família, pela terra que fosse capaz de percorrer ao longo do périplo do sol.

                         Foi marcado um ponto de partida e o homem teria que ir e voltar ao mesmo lugar. Toda a terra que fosse pisada por ele seria sua pertença. Foi uma jornada acelerada, enorme e desgastante, porque aqui havia um bom campo de pastio, ali um bom terreno hortícola, acolá uma boa vinha, mais adiante um monte de minério e, ainda mesmo ali, uma planície com um lindo e pachorrento rio. O homem andou, andou e, quando deu por si, já o sol estava a tombar no Ocaso...

                         Queria mais ainda, mas achou que tinha de voltar ao lugar de partida. Correu, transpirou, deu o seu melhor, mas, quando já tinha à vista a vitória, caiu por terra, meio morto e sem forças para concluir.

                         A cobiça matara-o e acabara-lhe com o sonho de grandeza.

                         Esta história, noutros moldes, talvez ainda se esteja a repetir no século XXI. Muitos e muitos ainda morrem nesta corrida sem nexo, para terem, apenas por algum tempo, algo que nunca foi, não é, nem serás deles.

# # #

O que vale ao homem ganhar o mundo inteiro
e perder a sua alma?
Mateus 16:26

publicado por archote às 10:15

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds