Segunda-feira, 27 de Novembro de 2006

PENSAVA QUE O MEU PAI ERA DEUS

                     Certa jovem desabafava com uma amiga e dizia: - "eu, em certa altura da minha vida, pensava que o meu pai era Deus. Sempre que eu abria a boca para pedir alguma coisa ele estava sempre pronto. Sabia tudo das minhas necessidades, das minhas dúvidas, dos meus desejos mais íntimos e, até mesmo, dos meus sonhos de menina!..."

                      - Então, tinhas um bom pai, não é verdade?
                      - Sim, um pai amigo, compreensivo, verdadeiro, justo, sempre pronto a dar-me tudo
                        o que eu precisava e, até, aquilo que era fútil, só para minha alegria.
                      - Diante de tudo isso, quando é que te apercebeste que o teu pai não era Deus?
                      - Exactamente quando ele adoeceu e, pouco depois, morreu. Chorei muito, fiquei
                        destroçada e inconsolável, porque ele morreu e, na sua morte, levou meus 
                        sonhos de felicidade. Eu pensava que meu pai era Deus, mas Deus nunca morre
                        e o meu pai morreu.

                      Eu sei que o meu Pai é Deus. Deus santo, justo, verdadeiro, bom, criador dos Universos, dador e sustentador da vida, Omnipotente, Omnisciente, Omnipresente, infinito e também ETERNO. Não nasceu, porque é  a causa não causada, não morre, porque permanece  para além do tempo.

                       Jamais ficarei órfão. O meu Pai do céu estará sempre comigo (João 14:18), para me ensinar, defender, alimentar, consolar e amar, como só Ele sabe amar.

                        Experimenta ser um filho de Deus, não uma mera criação da Sua mão (João 1:12)                   

publicado por archote às 10:22

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds