Domingo, 15 de Fevereiro de 2015

LEVANTA AO TUAS MÃOS AO SENHOR PELA VIDA DOS TEUS FILHOS

Lamentações de Jeremias 2:19                                        Lucas 18:15-17

 

Os nossos filhos, os filhos que Deus nos entrega para os prepararmos para a vida, devem ser motivo das nossas orações desde o princípio da sua gestação, até que a morte nos separe. Não somos pais só enquanto eles são crianças, ou adolescentes, ou jovens, ou na sua maturidade. Eles são sempre os nossos filhos. Devemos orar e pedir a Deus por eles todos os dias da nossa vida (Lamentações 2:19).

 

Orar, zelar, educar os nossos filhos é uma tarefa de gigantes.  Mas é isto que Deus quer que nós façamos por eles. Deus no-los entrega para que depois lhos devolvamos como diamantes lapidados, reflectindo a Sua luz. Isto implica muita oração, disciplina, amor, sacrifícios. Contudo, vale a pena para que vejamos que o que investimos neles se tornou de glória para Deus, o Senhor, que no-los entregou para "lapidagem".

 

Certo pai conseguiu manter consigo o seu filho até aos 16 anos. Fez tudo por ele. Sacrificou-se, mandando-o estudar, alimentando-o, vestindo-o e incutindo nele os valores morais e espirituais da Bíblia, mas... não conseguiu os seus objectivos. Ele, qual filho pródigo, saiu de casa, foi para o mundo do vício, da luxúria, da droga, do roubo e... acabou na prisão, condenado a 15 anos.  Pela mesma vida de pecado, haveria de voltar aos calabouços outras vezes, só saindo, ainda em liberdade limitada, aos 45 anos.

 

Chegou à casa do pai, num fim de tarde, perguntando se podia viver com ele.

 

- Claro, meu filho. nós somos teus pais. Tudo o que temos é também teu... entra na tua casa, mas deixa que esse teu convidado - o cigarro - na rua, porque nesta casa não se fuma.

 

- Certo, meu pai!

 

Dias depois, durante a noite, levou para casa um companheira ocasional. O pai chamou-o à parte e disse-lhe: - Filho, tu és nosso convidado de todos os dias, mas não trarás para esta casa qualquer mulher enquanto ela não for tua esposa à face da lei e perante Deus - só quando casares.

 

Mais tarde, chegou embriagado e o pai disse-lhe que também não podia chegar a casa naquele estado. O pai tinha 75 anos e nunca se embriagara. Para viveres assim, tens de procurar uma vida de trabalho noutro lugar.

 

Com grande tristeza dos pais, ele foi embora. Ainda anda com problemas, com má vida. As autoridades seguem-no e, quem sabe, qualquer dia estará de novo na cadeia.

 

Mas os pais continuam a orar a Deus e a pedir a sua entrega a Jesus, o Único que pode transformar vidas e corações.

 

Os pais não podem ser opressivos na educação dos seus filhos, pois eles têm todo o direito de aproveitar as suas oportunidades, mas também não podem ser tão liberais que os deixem sem controlo, nos caminhos do pecado.

 

Uma coisa que os pais não podem deixar de fazer é orar pelos filhos, dia,  noite, madrugada, sempre. Todos devem procurar levar os seus filhos a Jesus (Lucas 18:15-17).

 

Como pais, nunca devemos deixar de orar a Deus pelos nossos filhos, até vermos que eles resplandecem a luz de Jesus.

publicado por archote às 07:02

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds