Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

VERDADEIRAMENTE, ESTE HOMEM ERA O FILHO DE DEUS

Marcos 15:39                                                  Marcos 15:21-39

 

As palavras que encimam a nossa meditação de hoje foram ditas por um centurião romano, homem duro, frio e preparado para a execução de penas, como aquela a que Jesus fora submetido. No entanto, o seu coração foi tocado pelo que viu e ouviu durante a crucificação de Cristo.  Era mais que um homem.  Só Deus podia comportar-Se assim, em tais circunstâncias.  Ainda pediu perdão para os Seus inimigos e exactores daquela pena tão injusta.

 

O centurião teria pensado: - não, Ele não era um simples carpinteiro da Galileia, nem um malfeitor e, ainda menos, amotinador das gentes.  Ele era Deus! Ali estavam as pedras fendidas, os sepulcros abertos, o véu do templo rasgado de alto a baixo, o céu negro como breu, embora fossem só três horas da tarde...

 

Não. Este não era um homem qualquer, mas, verdadeiramente, Ele era o Filho de Deus!

 

"Pai, está consumado... " "Pai, nas Tuas mãos entrego o Meu espírito". Que paz, que segurança, que sentimento de vitória! O centurião não pôde deixar de falar "Este era o Filho de Deus".  Se ele não falasse, as pedras teriam falado, ou as estrelas, ou os anjos, porque esta era uma verdade que todo o mundo deveria saber - Jesus, o nazareno, crucificado naquela cruz de maldição e vergonha, era o FILHO DE DEUS!

 

És capaz de crer nesta mensagem que o centurião nos deixou? Se fores, serás salvo. Se não quiseres crer, continuarás em teus pecados, a caminho da perdição eterna.

 

O centurião creu. Milhões têm crido, depois dele. Eu creio. Por favor, abre a porta do teu coração e crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo.

publicado por archote às 07:03

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

. PARE, MEDITE E ORE

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds